quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Gigabyte G1 Sniper, “matadora” para os gamers - teste e avaliação

Já faz um tempo, no começo de abril anunciei aqui a chegada da família G1 Killer da fabricante Gigabyte. Meses se passaram eu tive a oportunidade de usar uma destas placas por um bom tempo. Aliás este “review” já era para ter sido feito há muitas semanas. Motivos diversos me impediram e por isso me penitencio com os leitores interessados neste assunto. Mas agora segue a avaliação da G1 Sniper!

Antes de entrar de vez nas minúcias técnicas do teste existe algo muito importante a se destacar. Julgo extremamente inteligente para a Gigabyte e muito apropriado para o mercado esta super segmentação das placas mãe para PCs. Obviamente com a rápida “notebookização” (que termo horroroso) do mercado, consumidores ávidos por seus PCs móveis e também poderosos, era evidente que o mercado de placas mãe iria mudar drasticamente e rápido! A série G1 Killer bem como suas sérias sucessoras, especializada no mercado de jogos para PCs, é a pronta resposta às necessidades do mercado, da empresa e dos consumidores de hardware “high-end” para aplicações de alta demanda como os jogos.  E o diferencial desta família transcende o aspecto de “velocidade pura”. Há sim preocupação com estabilidade, qualidade para funções específicas como aquecimento, rede mais robusta e confiável, som com qualidade diferenciada, etc.

A G1 Killer faz parte de uma família da qual também fazem parte as placas G1.Assassin e G1.Guerilla, sendo a Assassin a mais sofisticada, a Killer a intermediária e a Guerilla a mais “simples” (entre aspas porque todas são placas muito sofisticadas).

O que chama a atenção de imediato é o design de suas partes que imitam partes de armas, sugerindo seu principal talento, que são os jogos de ação. Conta também com as modernas tecnologias SATA 6 GB/s,  USB 3.0 e memória triple channel.


Detalhe da placa G1 Sniper



Visão Geral da G1 Sniper


O TESTE



Sem querer me justificar pela demora, mas o principal motivo foi que a Gigayte G1 Sniper foi a minha “placa de bancada” por semanas e semanas, meses a fio. Aproveitei-me de sua estada comigo para testar diversos produtos nesta plataforma. Testei SSD da Intel, HD externo USB 3.0, placa de vídeo AMD Radeon 6960, placa de vídeo HIS Radeon 6790, só citando alguns exemplos. E se ela “não quis” sair da bancada motivo houve. Não me lembro de ter testado antes alguma placa mãe tão robusta, com aparência (e pelas especificações) tão resistente e prática para ser usada em testes.

Já citei em outras ocasiões que embora ache o assunto de “overclock” fascinante, ou seja, usar uma placa e processador em velocidades acima das nominais especificadas, eu não tenho conhecimentos profundos no assunto. Mas o software que acompanha a G1 Killer Sniper auxilia os “overlclockers” casuais como eu, bem como os “power users”.

Assim nos momentos que eu citar overclock, este foi feito com o EASY TUNE, software da Gigabyte que tem 3 níveis de “aceleração”, feito de forma simples e fácil. Deixo para o debate nos comentários deste texto os testemunhos de quem já fez “extreme overclock” com esta placa.


Gigabyte EasyTune – overclock fácil

Plataforma usada no teste:

  • ·         Placa mãe Gigabyte G1 Killer SNIPER
  • ·         Processador Intel Core i7 975 Extreme Edition 3.33 Ghz quadcore (mais HT)
  • ·         Memórias : 3 x 2 GB DDR3 1333 Mhz (triple channel)
  • ·         Intel SSD 510 Series 120 GB
  • ·         Windows 7 Professional 64 bits


HDTUNE

O propósito de usar o HDTUNE foi aferir a eficácia da interface USB 3.0, tida como muito mais rápida que sua antecessora (USB 2.0). Como estava com o SSD da Intel na época dos testes, tomei as duas telas para análise e comparação, veja abaixo.

Usando o HD externo na USB 3.0 obtive taxa média de transferência de 80 MB/s, com pico de 102 MB/s. Tive a curiosidade de desmontar este HD externo e montá-lo na porta SATA da G1 Sniper. Obtive AS MESMAS taxas de transferência e tempo de acesso (por volta de 15 ms). Isso PROVA que o gargalo no acesso a este HD é o próprio HD uma vez que a USB 3.0 da placa Gigabyte o levou à velocidade máxima nas duas interfaces (SATA e USB).

Em relação ao acesso ao SSD, fabuloso, fantástico, como não poderia ser. Depois percebi que a comparação seria quase que inútil e injusta. Mas fica o registro do ótimo desempenho deste SSD na placa G1 Sniper.




DVD Shrink

Este popular programa de codificação e cópias de DVDs é para mim um “clássico” e muito útil para fazer os testes. O programa tem uma limitação conhecida, que é usar apenas UM núcleo do processador. E por isso mesmo bastante útil fazer o teste em overclock. E confesso que tomei um susto. O desempenho sem overclock já foi bastante bom, análise total do DVD e codificação (gravando imagem ISO do DVD) em apenas 21 minutos. Mas em overclock (de 3.33 Ghzpara 4.0 Ghz) o tempo caiu quase pela metade!!! Achei tão estranho que repeti o teste e foi isso mesmo que aconteceu. Nas duas vezes que fiz, a 3.33 Ghz obtive 21 minutos e a 4.0 Ghz 11 minutos.



DVD Shrink sem e com overclok


PASSMARK



Este benchmark também é um dos meus habituais. É um “mix” de testes diversos, memória, CPU, 2D, 3D, disco, etc. Só para dar uma referência, meu antigo Core 2 Duo E8500 (3.0 Ghz) obtém neste teste a pontuação 890. Valores acima de 1500 neste testes já são extremamente respeitáveis. E o Core i7 975 Extreme Edition saiu-se muito bem com 2191 (sem overclock) e 2552 (com overclock). Neste caso o ganho foi próximo ao ganho de clock (3.33 para 4.0).



Teste PASSMARK sem e com overclock


WPRIME



É mais um dos programas de testes da minha “cesta básica” de benchmarks. Como o nome sugere, realiza operações matemáticas complexas e tem a capacidade de usar todos os núcleos do processador. Há dois níveis de cálculo, 32M e 1024M. O menor deles (32M) teve ganho pequeno com o everclock (menos de 10%). Já o 1024M, cálculo longo, ganhou 21% com o overclock para 4.0 Ghz.



Teste WPRIME sem e com overclock




SisSANDRA Arithmetic

Outro constituinte de minha “cesta básica”, também realiza cálculos matemáticos complexos e os quantifica em FLOPS (operações em ponto flutuante por segundo geralmente casa de milhões – ou Giga Flops). Esta medida é um padrão de mercado e por isso mesmo fácil para fazer comparações. A dupla Gigabyte G1 Sniper mais Core i7 975 Extreme Edition em overclock (4.0 Ghz) chegou a 82 Giga Flops!!



SisSANDRA Arithmetic sem e com overclock

SUPER PI

O SUPER PI é outro clássico entre os testes e é usado por Overclockers extremos para comparar seus desempenhos. Este programa também apenas usa um dos núcleos do processador e por isso mesmo é sensível ao overclock. Há muitos níveis de cálculo no SUPER PI, que representam o número de casas decimais contidas no cálculo do famoso número irracional. Eu costumo olhar o SUPER PI com 4 milhões de casas decimais. Neste caso o tempo sem overclock foi de 74 segundos (ótimo) e com overclock 61 segundos, 21% melhor.


SUPERPI sem e com overclock

PCMark Vantage

É outro clássico entre os testes e neste o desempenho alcançado também me impressionou. Como o PASSMARK o PCMark Vanatage consiste de um conjunto extenso de testes, que demoram cerca de 90 minutos para serem feitos. Neste teste valores próximos a 8000 pontos já são muito bons. A dupla Gigabyte G1 Sniper mais Core i7 975 Extreme Edition chegaram a 16072 pontos (com overclock 4.0 Ghz0>


PCMArk Vantage sem e com overclock

DESEMPENHO DE VÍDEO

A placa mãe em si não tem toda a influência no desempenho do sistema gráfico pois a placa montada no PC propriamente dita que tem a capacidade de “voar” e tornar este PC um devorador de pixels na tela. Porém não posso deixar de citar que a Gigabyte G1 Sniper tem 3 slots para placas de vídeo, ou seja, permite que 3 placas de alta capacidade sejam ali montadas e “destruir” qualquer jogo!! Neste teste não tivemos condição de fazer isso. Mas testamos a G1 Sniper com uma placa de vídeo muito boa, uma HIS Radeon 6790 cujo teste eu publiquei recentemente , classificando-a como uma excelente opção.

Apenas como uma referência, segue o resultado do teste 3DMARK Vantage feito na resolução 1680x1050 nível HIGH. Neste contexto, com a G1 Sniper obtivemos 8750 pontos, índice muito bom, uma vez que acima de 4000 pontos o conjunto (placa mãe mais placa de vídeo) já pode ser considerado de alto desempenho.



SOM E REDE

Como o público alvo desta placa é aquele usuário focado em jogos, alguns pontos importantes foram alvo de atenção. É muito comum jogar online, seja via Internet ou com outro PC no mesmo local, mesma casa, Lan-House, etc. Por causa disto o sistema de REDE é diferenciado. Conta com um NPU (network processor unit), especialmente dedicado ao tráfego de rede cujo objetivo principal é eliminar/reduzir a latência, tornando o jogo o mais “instantâneo” possível. Um “jogador contumaz” é capaz de perceber mínimos retardos na resposta aos seus comandos e comandos de seus oponentes. Assim um circuito especializado consegue resolver esta sutil e delicada situação.


Em relação ao SOM, algo análogo acontece. O jogador quer ser capaz de distinguir os mínimos detalhes. Ouvir o farfalhar das folhas sendo pisadas pelo inimigo que se aproxima. Quer ouvir o zumbido de um projétil sendo disparado, etc. Assim um subsistema especializado, o CREATIVE XF (Xtreme Fidelity) está presente na placa para o deleito dos audiófilos e jogadores mais exigentes. E de forma análoga ao sistema de REDE E2100, por ter circuito dedicado acaba por aliviar a CPU destas outras funções, tornando mais “fluído” o decorrer do jogo.


CONCLUSÃO

É fato que este mercado de placas-mãe está rumando para uma abordagem de nichos e especializações. Por um lado placas simples, eficientes e baratas, para suprir o mercado de PCs corporativos. Do extremo oposto ficam as placas com diferenciais que as qualificam para usos bastante especializados. É o caso da Gigabyte série G1 e também deste modelo Killer.

O acabamento da placa é diferenciado. E além da placa ser realmente bela, sua beleza transcende o lado estético. Ela é bonita por causa dos materiais e componentes nobres utilizados, que garantem robustez, alta dissipação térmica, durabilidade e eficiência. Claro que a “decoração” com elementos de “armas” tem função de marketing, comunica a finalidade e especialidade maior desta placa para o consumidor.

Os resultados não me deixam mentir. A placa tem desempenho exemplar em todas as situações. Sua capacidade para 3 placas de vídeo, acesso a memória “triple channel”, USB 3.0, som diferenciado, NPU para acelerar acesso à rede... Todas são características que vão ao encontro das expectativas dos “gamers”. Claro que outro uso que não seja por jogadores, aquelas pessoas que desejam uma placa muito resistente, durável e com ótimo desempenho, também se aplica. Apenas o preço da placa não é apropriado ao mercado “não gamer” pois custa em torno de R$ 1.300,00 nos sites que pesquisei. Outras informações podem ser obtidas no site da Gigabyte clicando aqui.


GALERIA DE IMAGENS


CPUz processador Core i7 975 utilizado no teste.


Vista complete da G1 Sniper


A G1 Sniper em ação na bancada


A G1 Sniper em ação na bancada


Detalhe da G1 Sniper


Painel de conexões da G1 Sniper


ESPECIFICAÇÕES COMPLETAS

CPU
1.        Support for an Intel® Core™ i7 series processor in the LGA1366 package ( Go to GIGABYTE's website for the latest CPU support list.)
2.        L3 cache varies with CPU
QPI
1.        4.8GT/s, 6.4GT/s
Chipset
1.        North Bridge: Intel® X58 Express Chipset
2.        South Bridge: Intel® ICH10R
Memória
1.        6 x 1.5V DDR3 DIMM sockets supporting up to 24 GB of system memory
* Due to Windows 32-bit operating system limitation, when more than 4 GB of physical memory is installed, the actual memory size displayed will be less than 4 GB.
2.        3/Dual channel memory architecture
3.        Support for DDR3 2200/1333/1066/800 MHz memory modules
4.        Support for non-ECC memory modules
5.        Support for Extreme Memory Profile (XMP) memory modules
(Go to GIGABYTE's website for the latest supported memory speeds and memory modules.)
Áudio
1.        1 x Creative CA20K2 chip
2.        Support for Dolby® Digital Live and DTS™ Connect
3.        Support for X-Fi Xtreme Fidelity® and EAX® Advanced HD™ 5.0 technologies
4.        High Definition Audio
5.        2/4/5.1/7.1-channel
6.        Support for S/PDIF Out
LAN
1.        1 x Bigfoot Killer E2100 chip (10/100/1000 Mbit)
Slots de Expansão
1.        2 x PCI Express x16 slots, running at x16 (PCIEX16_1, PCIEX16_2)
* For optimum performance, if only one PCI Express graphics card is to be installed, be sure to install it in the PCIEX16_1 slot; if you are installing two PCI Express graphics cards, it is recommended that you install them in the PCIEX16_1 and PCIEX16_2 slots.
2.        1 x PCI Express x16 slot, running at x8 (PCIEX8)
* The PCIEX8 slot shares bandwidth with the PCIEX16_2 slot. The PCIEX16_2 slot will operate at up to x8 mode when the PCIEX8 is populated.
(The PCIEX16_1, PCIEX16_2, and PCIEX8 slots conform to PCI Express 2.0 standard.)
3.        2 x PCI Express x1 slots
4.        1 x PCI slot
Tecnologia Multi-Graphics
1.        Support for 2-Way/3-Way ATI CrossFireX™/NVIDIA SLI technology
Interface de Armazenamento
South Bridge:
1.        6 x SATA 3Gb/s connectors (SATA2_0~SATA2_5) supporting up to 6 SATA 3Gb/s devices
2.        Support for SATA RAID 0, RAID 1, RAID 5, and RAID 10
Marvell 88SE9182 chip:
1.        2 x SATA 6Gb/s connectors (GSATA3_6, GSATA3_7) supporting up to 2 SATA 6Gb/s devices
2.        Support for SATA RAID 0 and RAID 1
JMicron JMB362 chip:
1.        2 x eSATA 3Gb/s connectors (eSATA/USB Combo) on the back panel, supporting up to 2 SATA 3Gb/s devices
2.        Support for SATA RAID 0, RAID 1, and JBOD
USB
South Bridge:
1.        Up to 12 USB 2.0/1.1 ports (6 on the back panel, including 2 eSATA/USB Combo, 6 via the USB brackets connected to the internal USB headers)
1 x Renesas D720200 chip and 2 x VLI VL810 hubs:
1.        Up to 4 USB 3.0/2.0 ports (2 on the back panel, 2 via the USB bracket connected to the internal USB header)
* The USB 2.0 signals of the USB 3.0/2.0 ports on the back panel are from the South Bridge.
Conectores Internos I/O
1.        1 x 24-pin ATX main power connecto
2.        1 x 8-pin ATX 12V power connector
3.        2 x SATA 6Gb/s connectors
4.        6 x SATA 3Gb/s connectors
5.        1 x CPU fan header
6.        1 x system fan header
7.        3 x fan headers
8.        1 x front panel header
9.        1 x front panel audio header
10.     1 x S/PDIF Out header
11.     3 x USB 2.0/1.1 headers
12.     1 x USB 3.0/2.0 header
13.     1 x clearing CMOS jumper
14.     1 x heatsink LED power connector
Conectores Painel Traseiro
1.        1 x PS/2 keyboard port
2.        1 x PS/2 mouse port
3.        1 x optical S/PDIF Out connector
4.        1 x coaxial S/PDIF Out connector
5.        1 x CPU overclocking button
6.        4 x USB 2.0/1.1 ports
7.        2 x USB 3.0/2.0 ports
8.        2 x eSATA/USB Combo connectors
9.        1 x RJ-45 port
10.     5 x audio jacks (Center/Subwoofer Speaker Out, Rear Speaker Out, Side Speaker Out, Line In/Mic In, Line Out)
Controlador I/O
1.        iTE IT8720 chip
Monitoramento H/W
1.        System voltage detection
2.        CPU/System temperature detection
3.        CPU/System fan speed detection
4.        CPU overheating warning
5.        CPU/System fan fail warning
6.        CPU/System fan speed control
* Whether the CPU/system fan speed control function is supported will depend on the CPU/system cooler you install.
BIOS
1.        2 x 16 Mbit flash
2.        Use of licensed AWARD BIOS
3.        Support for DualBIOS ™
4.        PnP 1.0a, DMI 2.0, SM BIOS 2.4, ACPI 1.0b
Características Exclusivas
1.        Support for @BIOS
2.        Support for Q-Flash
3.        Support for Xpress BIOS Rescue
4.        Support for Download Center
5.        Support for Xpress Install
6.        Support for Xpress Recovery2
7.        Support for EasyTune
* Available functions in EasyTune may differ by motherboard model.
8.        Support for Dynamic Energy Saver™ 2
9.        Support for Smart 6™
10.     Support for Auto Green
11.     Support for eXtreme Hard Drive (X.H.D)
12.     Support for ON/OFF Charge
13.     Support for Cloud OC
14.     Support for Q-Share
Pacote de Software
1.        Norton Internet Security (OEM version)
Sistema Operacional
1.        Support for Microsoft® Windows® 7/Vista/XP
Form Factor
1.        ATX Form Factor; 30.5cm x 26.4cm
Observação
1.        Due to different Linux support condition provided by chipset vendors, please download Linux driver from chipset vendors' website or 3rd party website.
2.        Most hardware/software vendors may no longer offer drivers to support Win9X/ME/2000/XP SP1/SP2. If drivers are available from the vendors, we will update them on the GIGABYTE website.

9 comentários:

  1. Bom dia Xandó,

    O grande diferencial dessa placa não foi testada, que são os chips de rede e som dedicados, testar desempenho hoje em dia não vai dizer muita coisa da placa, porque qualquer outra vai ter um desempenho muito semelhante, mesmo tendo chipsets diferentes.
    Gostaria de ter visto você comprar o desempenho da placa de rede Bigfoot Killer E2100 com outras onboard e uma dedicada. Comparar a placa de som X-Fi com outras placas de som, ai sim podemos ter uma noção se ela tem um diferencial de desempenho.

    ResponderExcluir
  2. caro Anônimo. pena que você não se identificou. Pena também que o teste que eu fiz não serviu nada para você. Eu entendo o seu ponto de vista e até concordo. Na verdade testar SOM é algo muito além de minhas parcas possibilidades, exigiria provavelmente equipamentos que eu não tenho e não terei. Em relação à rede vale a mesma coisa, embora com alguma criatividade poderia pensar em algo para aferir a melhoria do subsistema de rede. Mas pena mesmo é que as 16 horas que passei em cima desta placa foram totalmente inúteis, pelo menos nas sua opinião.

    Acredito que se procurar em um site especializado em testes de placas, no exterior, que dispõem de grandes equipes, equipamentos especializados e vastos patrocínios (que nem de longe é o meu caso) você vai encontrar o que procura pois aqui não, minha a abordagem é esta e continuará sendo esta, o tipo de testes que consigo fazer.

    De toda forma muito obrigado por prestigiar meu texto e por deixar um comentário.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela análise. Me foi de grande avalia.

    ResponderExcluir
  4. A placa parece ser fantástica, mas cobra seu preço. Parabéns pelo review Xandó. Muito bem feito.

    ResponderExcluir
  5. Caros Luã Alhadas e Sandro, super obrigado por suas palavras sobre meu teste/texto!! Abraços

    ResponderExcluir
  6. Eduardo Fernandes14 de maio de 2012 11:05

    Prezado Flavio ,

    Pelo que entendi essa placa ja tem alguns anos no mercado e tambem andei lendo sobre os sockets LGA1366 e 1155. Me corrija se eu estiver errado.
    O modelo 1155 veio em substituição ao 1366? E muda muito com relação a desempenho ?
    To perguntando pois acabo de comprar uma placa Sniper G-1 Killer com o socket 1366.
    16 gb de ram da marca corsair
    Placa de video ATI 5970
    Esta configuração é boa??
    Gostaria de ter uma opinião de quem conhece.

    ResponderExcluir
  7. Oi Eduardo! A configuração que você propôs é ótima!! A placa 5970 por exemplo, não é a última da AMD, mas é super forte. 16 Gb de RAM Corsair e Gibabyte Sniper é show!! Só tem uma certa dificuldade para comprar o processador para ela. Aliás se você encontrar, peço a dica pois tenho uma Sniper parada por falta de processador... Obrigado por sua participação.

    ResponderExcluir
  8. exelente matéria realmente me fez pensar um pouco mais. estou entre esta placa e a Maximus V Formula da asus. mas acredito que a Gigabyte G1 Sniper é a certa pra games pesadérrimos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Matheus!! Essa linha de placas da Gigabyte é fortíssima principalmente para gamers mesmo!!

      Excluir