quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Correndo com um computador no pulso - parte 4 – Nike + GPS


Este foi o teste mais longo que fiz com relógios de corrida. O Nike+ GPS passou por dezenas de situações, mais precisamente foram 389 quilômetros percorridos, em 43 corridas realizadas entre 14 de agosto e 13 de novembro de 2012. E eu tive motivos para isso. Algumas pessoas com quem conversei diziam ter a impressão de que o Nike+ GPS era um dispositivo frágil e que quebrava após algum tempo de uso. Já começo o meu texto desmentindo isso e vou ilustrar este ponto com mais detalhes. 

O teste poderia ter começado um mês antes, pois a Nike me disponibilizou o relógio dia 12 de julho, mas eu estava saindo de férias e não deu para usá-lo até começo de agosto. Como eu estava em “quase inatividade” e ainda passei 4 semanas sem correr seria difícil retomar a forma física. Mas devido a seus atributos, notadamente o sistema de informações e incentivo do site do Nike+, foi muito mais fácil e divertido recuperar minha forma física.

Convém destacar que o Nike+ GPS teve um trabalho difícil pela frente, pois ele compartilhou todos os meus treinos e mesmo provas de corrida de rua com o meu até então relógio oficial, um Garmin Forerunner 610 que me acompanha há mais de um ano. Aliás, falei sobre o Garmin 610 em outro texto desta sequência. Fui taxado de maluco, pois por vários meses eu sempre aparecia nos treinos e corridas com dois relógios, o Nike+ GPS e o Garmin 610, um em cada braço e usando duas cintas peitorais de monitoração cardíaca. A propósito, o Nike+ GPS tem um preço acessível (sugerido R$ 999 mas encontrado por menos no varejo), porém não vem com a cinta peitoral. Esta deve ser comprada separadamente e no mês de julho, enquanto viajava, tive bastante dificuldade para comprá-la, a despeito de ter procurado em muitos lugares, inclusive lojas Decathlon em Portugal, Espanha e França que vendiam o relógio, mas não tinham a cinta. Acabei achando no final da viagem... Espero que já tenha regularizado a oferta deste essencial acessório no mundo todo.



teste do Nike+ GPS confrontando o Garmin 610




Teste do Nike+ GPS confrontando o Garmin 610 – após uma boa e suada corrida

Características principais

O relógio é lindo!! A Nike sempre se destacou pelo design de seus produtos. Seu visor avantajado, com dígitos igualmente grandes mostrando as horas, a combinação de cores amarelo e preto me cativou (dentre outras disponíveis). Porém eu não gostei da linha de informação com dia da semana, mês e dia do mês na vertical, não me agrada ler de baixo para cima na vertical ou ter que virar meu braço 90 graus para ver a data, pois venho usando o relógio 24 horas por dia e não apenas para a corrida.



Visão geral do Nike+ GPS

A segunda característica que logo me vem à mente é a simplicidade! Comparando com o Garmin 610, o Nike+ GPS dispõe de apenas 3 botões e seu sistema de menus é incrivelmente reduzido. Confesso que estranhei muito, pois o Garmin tem vários menus, submenus, subsubmenus, etc. Isso com certeza é proposital, para permitir que as pessoas explorem 100% dos recursos do dispositivo. 

Dessa forma novatos em relógios de corrida irão se sentir bastante à vontade e de cara já explorarão todo o potencial do equipamento. Eu passei por esta dificuldade quando comprei meu primeiro relógio de corrida com GPS, um Garmin Forerunner 405 (o qual também já falei nesta sequencia de textos). Lembro-me que ao explorar seus menus eu me senti perdido e graças ao fato de ter 8 horas dentro de um avião eu pude me dedicar a estudar seu manual. Com o 610 foi um pouco menos complexo, pois 405 e 610 compartilham características comuns. Mas com o Nike+ GPS e sua simplicidade quase escandalosa, foi exatamente ao contrário, uso de plenos recursos desde o princípio.

Acompanha o Nike+ GPS o “footpod”, dispositivo para ser usado para exercícios “indoor”, onde o sinal de GPS não funciona, ou esteira, ou situações onde o sinal do GPS não é bom. Eu já tinha usado relógio com este tipo “pedômetro”, ou como é corretamente designado, sensor inercial. O velho e ainda bom Polar RS 200sd (também já avaliado nesta sequência de textos) usava esta tecnologia. Depois de calibrado o sensor apresenta resultados incrivelmente precisos. Certa vez, quando fiz minha primeira e até agora única Meia Maratona (descrita neste texto), corri usando o Garmin 405 com GPS e o Polar com sensor inercial. Depois de21098 metros a diferença entre ambos os relógios foi de apenas 60 metros!! Mas o que adorei no sistema do Nike+ GPS é que, visando facilidade e simplicidade, se você correr com o sensor inercial (footpod) em local onde o GPS tem bom sinal, a tal calibragem é feita automaticamente. O usuário não precisa apertar um botão sequer (apenas ativar o uso do footpod). Excelente ideia, assim no dia que ele for necessário já estará prontinho para ser usado, sem precisar, como no caso do Polar fazer contas não tão simples e registrar um fator como 0.9673 para aferir sua precisão de funcionamento. Neste ponto o Nike dá uma aula.

 
Visão geral do Nike+ GPS com o Footpod

Correndo com o Nike+ GPS

O sinal do GPS é obtido de forma incrivelmente rápida!! Mas ponha incrível nisso!! Mérito do dispositivo GPS do fabricante TOMTOM, parceira da Nike na criação deste produto. Nas 43 corridas que fiz nos últimos 3 meses eu me lembro de apenas duas vezes ter que esperar mais que um minuto para poder iniciar a corrida e todas as outras vezes o sinal era obtido em torno de 10 segundos!! Fantástico!! O Garmin 610, por sua vez nas mesmas condições, lembrando que corri com os dois relógios ao mesmo tempo (mesmo dia e mesma hora), obtinha sinal de GPS ora junto com o Nike (poucas vezes) e muitas vezes entre 2 e 3 minutos. Por 4 ou 5 vezes precisei esperar quase 15 minutos para o Garmin 610 obter sinal. A agilidade e principalmente a constância do Nike+ GPS fez toda a diferença

Iniciada a corrida gosto de acompanhar diversas informações. Na tela do relógio existem duas áreas de visualização. Na parte superior, cerca de 20% da altura da tela, existe uma linha a qual você alterna a visualização apertando os botões do relógio: tempo total decorrido, tempo do quilômetro atual, batimentos cardíacos, ritmo ou velocidade, ritmo médio ou velocidade média, horário (relógio), calorias gastas, etc. Os outros 80% da tela são ocupados por um visor de variável única que pelo tamanho é muito fácil de ser enxergado.

 
Visão do Nike+ GPS – visor durante a corrida

Isso para mim é importante, pois tenho 2 graus de hipermetropia (dificuldade de enxergar perto) e não gosto e não quero correr de óculos. Assim eu optei por fixar no visor grande o ritmo instantâneo da corrida (tempo para percorrer 1 Km) e no visor menor (na parte superior) posso ver todas as informações ao toque do botão na lateral. Se minha deficiência visual piorar não mais serei capaz de ler esta linha menor de dados (em dias claros eu ainda vejo bem). A saber, tanto na linha menor como no visor maior os dados podem ser escolhidos usando o computador conectado ao relógio. São escolhidos os campos a visualizar para a linha menor e o campo único do visor grande. E dessa forma adaptei-me bem ao mostrador e suas funções.

Uma vez que usei dois relógios ao mesmo tempo, a grande curiosidade que tinha era ser mediriam a distância com a mesma precisão, se um deles é mais eficiente. Aconteceu algo bem interessante que eu demorei a interpretar e entender. Algumas vezes o Garmin media distâncias maiores. Algumas vezes o Nike+ media distâncias maiores. Algumas vezes a diferença era pequena, poucas dezenas de metros e outras vezes a diferença eram algumas centenas de metros. O que causava isso?? O mistério permaneceu por um tempo.

Distância e trajeto medidos pelo Nike+ GPS

Mas nada que 43 sessões de exercício e 389 Km percorridos não me fizessem descobrir. Vamos às explicações. Nas corridas sem interrupções, sem paradas em semáforos, etc. as diferenças eram mínimas, 20, 30, 40 metros em 10 Km, geralmente maiores no Nike+. Após muita observação percebi que o GPS do Garmin é um pouco menos sensível. Ao passar embaixo de árvores mais densas ou fechadas ele acaba perdendo alguns poucos metros que se acumulam enquanto o Nike+ TOMTOM segue marcando no mesmo ritmo.  Por outro lado quando a corrida era cheia de “anda e para” o Nike+ TOM TOM media menos que o GARMIN 610. Descobri que ao parar manualmente o Nike+ em um cruzamento, ao reiniciá-lo ele sempre perdia alguns poucos metros que também se acumulavam. Em corridas com muitas interrupções (normalmente nos meus percursos urbanos matinais dominicais), por exemplo, em 10 Km o Nike+ chegava a perder entre 300 e 400 metros. Resumindo, o GPS TOMTOM do Nike+ é mais sensível (mesmo com obstáculos) que o GARMIN, mas em casos de muitas interrupções ele perde um pouco do registro. Em situações ideais, sem interrupções, céu claro e sem passar por baixo de árvores densas, ambos se equivalem e as diferenças são desprezíveis.

Adorei o “fechamento do quilômetro” do Nike+. Ao contrário do Garmin que só mostra o ritmo médio do trecho, o Nike+ mostra primeiro em tamanho gigante a quilometragem e depois na tela toda mostra ritmo médio, tempo, pulsação média e calorias gastas. A propósito tanto Garmin quanto Nike+ permitem usar ou não o “autolap” que no meu caso o relógio registra automaticamente os dados a cada quilômetro percorrido, mas poderia ser qualquer outra distância ou mesmo por tempo.  


O que senti falta

Se por um lado a imensa simplicidade do Nike+ GPS é sua grande virtude, ao optarem por esta grande facilidade de uso, alguns recursos foram deliberadamente deixados de lado. São recursos que provavelmente boa parte das pessoas não sentirá falta. Mas como eu venho já correndo com “computadores de pulso” há um bom tempo, conheci muitas alternativas que acabei sentindo falta no Nike.

Exemplificando, os relógios da Garmin ajustam seu horário pelo GPS. Assim na primeira conexão ele ajusta segundos de diferença ou mesmo horas no caso de viagens para outros lugares em fuso horário distinto. No Nike+ o ajuste é bem simples, mas feito de forma manual (nos botões) e sem o horário exato do GPS.

Os Garmin 405 e 610 têm o recurso opcional de “auto-stop-start”, ou seja, quando correndo na rua e somos parados por um cruzamento com semáforo, ou mesmo se encontramos um amigo e paramos para conversar por 2 ou 3 minutos a contagem de tempo é paralisada e reiniciada automaticamente tão logo recomeçamos a correr. No caso do Nike+ devemos parar manualmente e iniciar de novo a contagem de tempo usando os botões. Caso contrário o relógio contabiliza o tempo daquela parada distorcendo bastante o tempo médio da corrida.

Infelizmente não tenho mais 20 anos de idade e por isso acompanhar a frequência cardíaca é essencial, bem como em vários treinos que se baseiam em faixas de esforço mínimo e máximo. No Nike+ GPS o indicativo de frequência cardíaca é apenas em bpm (batidas por minuto). Não existe a opção de exibir em percentual da frequência máxima. Meus treinos são todos baseados em 70% a 80% ou 80% a 90% ou 85% a 95% do máximo e é chato ter que ficar correndo fazendo um monte de contas. Os treinadores orientam usar a consagrada fórmula 220 – IDADE como máxima frequência ou o valor obtido em um exame ergoespirométrico. Adoraria se o Nike+ tivesse como mostrar a pulsação como % e não apenas em bpm.

A configuração de visualização de dados durante a corrida permite alternar as variáveis no visor menor (várias informações) e o visor “gigante” fica fixo com a mesma informação. Eu preferiria que fosse ao contrário. Poder alternar o que se quer ver no campo de visão grande uma vez que diferente do Garmin, que permite escolher um, dois ou três campos para serem exibidos no visor, o Nike+ tem apenas a uma linha com dados em menor tamanho e o visor com a informação em dígitos bem grandes.

Extras do Nike+ GPS

Alguns recursos faltam para ele ser “perfeito”, mas justiça seja feita, há recursos únicos neste simples relógio de corrida. Em nenhum dos relógios que usei antes havia como realizar uma mera cronometragem que fosse sem que se iniciasse uma corrida, com medida de distância, velocidade, etc. O Nike+ tem um simples, velho e bom cronômetro como uma de suas opções de menu : start-stop, tempo na tela, parada, reset, etc. Um recurso básico e independente do uso do GPS.

Não é exatamente um “extra” ter acesso ao histórico das corridas nas telas do relógio, mas é muito simples e fácil e todos os dado à mão, tempo, distância, frequência cardíaca média, calorias gastas e estes mesmos dados a cada quilômetro. Muito bom!!

Da mesma forma há no pequeno menu do Nike+ GPS o registro de todos os seu recordes pessoais. Isso é muito legal e será melhor explicado quando eu descrever o site que capta os dados das corridas, que também não é novidade (Garmin e Motorola também têm), mas este site é mais que histórico, é show!!!

E para quem realiza os famosos treinos “intervalados”, aqueles nos quais se corre em ritmos diferentes por tempos diferentes o Nike+ traz sensível vantagem. Ao ser conectado ao computador, toda a programação do exercício pode ser feita na tela com o mouse. Muito mais fácil que usar a complexa árvore de menus e opções do Garmin.

Duração da bateria

O Nike+ é bastante generoso. Sem usar o GPS, apenas utilizando-o como relógio do dia a dia ele dura perto de 30 dias. Cheguei a essa conclusão, pois como disse eu recebi o relógio da Nike para testes e saí de férias por 3 semanas. Nestes dias não corri e ainda havia perto de um terço da carga restante. Isso confirma o que a Nike divulga, 30 dias de duração. Na mesma situação o Garmin 610 dura entre 12 e 14 dias. Em atividade, ou seja, usando o GPS nas corridas consegui usar o Nike+ até 5 vezes sem recarregar, enquanto o Garmin requeria recarga a cada 3 vezes no máximo.

O “mecanismo” de recarga do Nike+ é de extrema simplicidade e inteligência. O Garmin 610 tem um interessante clip magnético que deve ser ligado a uma porta USB de um computador (ou tomada com adaptador) e encaixado magneticamente no relógio. Certa vez viajei e me esqueci deste apetrecho. Resultado, eu fiquei sem ver as horas e sem marcar minha corrida e ver os dados. Por sua vez o Nike+ dispõe de um plug USB embutido no fecho de sua pulseira, escamoteável, prático e impossível de esquecer, pois faz parte do relógio. Aliás, é por meio desta conexão USB que o Nike+ além de recarregar sua bateria se conecta com o site NikePlus e transfere os dados (mais detalhes adiante).


Nike+ GPS – interface USB para recarga e conexão embutida na pulseira

É resistente? É a prova de água?

Um dos motivos que me levou a fazer um teste tão longo (perto de 4 meses) foi testar este mecanismo de recarga de bateria. Alguém me dissera que o plugue USB era muito frágil e que poderia se quebrar com facilidade tornando o relógio uma peça inútil. Eu discordo. É resistente sim. Penso que quem teve este problema não manuseou com cuidado o relógio.

Uso o relógio diuturnamente (só retiro para carga de bateria e sincronização de dados). Consultado o manual descobri que o Nike+ é resistente à água. Não só resiste a respingos e chuvas ao longo da corrida como banhos de chuveiro, mesmo de banheira (que habitualmente tomo para relaxar após a corrida) bem como no uso em piscinas. Ele não é relógio para mergulhos, não se recomenda profundidades abaixo de 2 metros (ou 5 atm de pressão conforme o manual). Isso é um recurso muito importante, pois em teste recente que fiz do Motorola MOTOACTV (também detalhado em texto desta sequência), eu FRITEI um MOTOACTV logo após entrar no banho de banheira com ele e tive que totalmente constrangido e envergonhado comunicar à Motorola da bobagem que eu tinha feito (conto mais no texto sobre ele). O MOTOACTV só suporta respingos e correr na chuva (leve). Água mesmo, chuveiro, banheira e piscina em baixa profundidade só mesmo com o Nike+ e Garmin (405 ou 610).

O site Nikeplus.com – um treinador e incentivador virtual

É o grande aliado e grande diferencial do Nike+. Sensacional!! Eu tinha outro parâmetro. O site da Garmin é ótimo, contém todas as informações, tabelas de tempo, pulsação, gráficos, mapa do percurso... Mas o que tem de diferente o site Nikeplus.com? O lado humano!! É intrínseco ao ser humano a competitividade, o desejo de superar metas, o desejo de superar os próprios limites. Nisso o site esbanja em competência e eficácia.


Site Nikeplus.com com os dados das corridas

Existe também o fator motivacional. Toda vez que o corredor supera algum recorde pessoal isso é efusivamente comemorado, exibido e registrado. Metas podem ser definidas e cada superação é motivo de comemoração e o corredor é convidado a criar nova meta. Mesmo que ele não crie, há marcos pré-definidos, por exemplo, 50 km, 250 Km, 400 Km, até 15000 Km percorridos e registrados no site. Cada marco desses atribui ao corredor uma nova cor, como se fossem faixas do judô.


Site Nikeplus.com premiando o esforço do corredor


Ainda há comparações com a comunidade Nikeplus. Como você se compara com os corredores de sua faixa etária e como se compara à media de todos do Nikeplus em relação a distância total, distância media percorrida, ritmo médio e conquistas de NikeFuels(mais detalhes adiante).

Eu gostei das frases de incentivo mostradas a cada superação de recorde pessoal como : “Hoje você foi longe literalmente” (maior distância percorrida), “Um pouco mais rápido você seria parado” (milha mais rápida), “Talvez seus tênis pudessem queimar borracha!” (1 Km mais rápido), “Eu apertaria sua mão se pudesse alcançá-lo” (5 Km mais rápido) ou “Quanto mais longe vai mais forte você fica” (corrida mais longa ).


Site NikePlus.com – recorde da maior distância.

Site NikePlus.com – recorde do quilômetro mais rápido

Existe ainda a opcional integração com as redes sociais (automática ou não). Dessa forma você pode compartilhar com seus amigos suas conquista, dados de sua corrida bem como o mapa por onde correu indicando cada quilômetro percorrido. É legal pois amigos que você nem sabia que corriam acabam vendo e participando de seus resultados, comentam, etc.

A cada sessão de exercícios o corredor acumula o que é chamado de “NikeFuel”. Trata-se de um tipo de pontuação que depende de tempo e distância percorrida. Por exemplo, eu em 3 meses acumulei 82.186 NikeFuels. Há sugestões de metas semanais e mensais ou para maiores períodos. Há muitos anos eu li o livro primordial do Dr. Kenneth Cooper, o grande responsável pela explosão das corridas de rua e do reconhecimento do exercício aeróbico como altamente benéfico para as pessoas. Em seu primeiro livro ele apresentou um sistema de pontos que eram atribuídos a diferentes tipos de exercícios executados em diversos ritmos.  Médico da Força Aérea americana, formadora de astronautas à época, ele desenvolveu sua teoria e a comprovou em campo e consigo mesmo (ele era ávido praticante de corrida). Segundo Dr. Cooper alguém que em regime progressivo atingisse certo número de pontos semanais mínimos teria sua condição física mantida e superando este nível a forma física seria gradativamente aprimorada. Na verdade o “NikeFuel” é essencialmente a mesma recomendação do Dr. Kenneth Cooper, mas de uma forma mais sofisticada com grande ajuda de elementos visuais e motivacionais. Afinal quem acumulou 82000 pontos em 3 meses como eu vai querer acumular mais nos próximos 3 meses e assim sucessivamente.

Site NikePlus.com  - meta de acumular 24000 pontos em 4 semanas atingida!!

O site ainda traz informações muito interessantes e úteis. Você pode descobrir qual o horário mais frequente de sua atividade física, tipo de percurso, sua sensação sobre a corrida e até mesmo acompanhar a quilometragem percorrida por seus diferentes tênis de corrida. Após cada exercício opcionalmente você pode fornecer estes dados. Recomenda-se trocar o tênis de corrida após 300 Km a 500 km percorridos.

Site NikePlus.com  - gráficos diversos e recordes pessoais

Adoro “colecionar” os mapa dos locais por onde corro. Tenho meus locais habituais de corrida e treinos, mas quando viajo a trabalho, correr em local diferente, manter as informações do GPS é para mim uma curtição. O mapa ao ser carregado exibe uma animação do percurso e logo abaixo é mostrado um gráfico com a frequência cardíaca e ritmo (min/Km), bem como uma tabela com o ritmo (min/Km) e frequência a cada quilômetro.

Para ilustra de uma forma melhor o site, se você clicar aqui poderá ver o registro de uma dessas atividades com animação, mapa, gráfico, etc.
Conclusão

Às vezes o menos é mais. Adorei o Nike+ GPS a começar pelo seu design. A visualização de dia da semana e data poderia ser na horizontal e não vertical. É minha única restrição neste aspecto (pela praticidade). A durabilidade da bateria é ótima, em regime de corrida ou mesmo sem usar o GPS (dura 30 dias). O mecanismo de recarga e sincronização de dados por meio do plugue USB embutido na pulseira é simples e genial ao mesmo tempo. Neste teste obriguei-me a usar o Nike+ e meu Garmin 610 simultaneamente, companheiro de mais de ano. Por isso foi um teste comparativo rigoroso, quase cruel, pois eu me apaixonara pelo Garmin. O 610 tem mais opções de configurações, visualizações, ajuste de data e hora pelo GPS, etc. Mas mesmo eu sendo sistemático e criterioso, a simplicidade e facilidade do Nike+ me conquistaram.

Ele traz exatamente o conjunto de recursos que a imensa maioria das pessoas precisa e quer usar. Se a Nike quiser aprimorá-lo, falta pouco. Mostrar batimento cardíaco em percentual do limite pessoal, permitir alternar a visualização de todos os dados no visor grande e maior agilidade nos reinícios das corridas no registro do GPS me faria estar totalmente satisfeito. Acertar data e hora pelo GPS seria um luxo desejável.

Depois de 3 meses em regime intenso de treinamento, com auxílio do Nike+ voltei a fazer provas de rua de 10 Km abaixo de uma hora (59:14) e sei que ainda vou melhorar mais. Mas eu tinha me acostumado a correr com os dois relógios. Recentemente (10 dias atrás) o meu Garmin 610 “morreu” (congelou eternamente – será reparado ou trocado em garantia – história a contar em novo texto). Confesso que na primeira vez que corri só com o Nike+ estranhei. Percebi que estava efetivamente usando ambos. Mas bastaram mais dois ou três treinos apenas com o Nike+ e fiquei totalmente à vontade. Ou seja, a despeito das sugestões acima (melhorias) ele é mais que adequado e suficiente. O feed-back dado pelo site NikePlus é insubstituível!! Pelo jeito quando o Garmin 610 retornar do reparo ou troca em garantia vai assumir a honrosa posição de meu relógio reserva na minha gaveta já tendo o Nike+ GPS assumido o lugar de titular.


Site NikePlus.com  - da minha coleção de mapas uma corrida por Los Angeles

 

118 comentários:

  1. Seus compartilhamentos são sempre em minutos/milha (pelo menos os que eu encontro no FB). Tem como mudar para minutos/km?
    Quanto ao preço, U$ 189,00 + Quanto pela faixa peitoral? Vai dar uns U$ 250,00? É o preço de dois pares de tênis... De repente vale a pena...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo ao entrar naquele link que passei, você vê em milhas porque é o padrão do site. Dá para mudar, mas precisa estar logado e para isso ter uma conta. Garanto que se você tem o relógio e a conta no site você consegue mudar. Veja que as tela capturadas ao longo do texto eu fiz com as informações em Km e não milhas. Obrigado por sua participação.

      Excluir
    2. Anônimo sou eu Xandó! (Abel)
      Não respondeu sobre o preço!

      Excluir
    3. Oi Abel!! Como um visitante tão ilustre como você não se apresenta!! :-)
      Além de conhecer muito do assunto tecnologia você é um grande corredor, certo? Obrigado por me chamar a atenção sobre o preço. Eu até corrigi o texto com esta informação. Aqui no Brasil quando ele foi oficialmente lançado em julho o preço sugerido era R$ 999 (sem a cinta peitoral), mas fazendo uma busca rápida no varejo vi que o preço praticado está mais baixo, por volta de R$ 800 a R$ 900.
      A propósito, fora a minha falha de não ter colocado o preço no texto, o que achou da avaliação?? Grande abraço!!

      Excluir
    4. Oi Flavio, meu nome é Rodrigo Serravite, da equipe RUN & FUN de BH. Fiquei muito feliz com seu post, afinal, acabou de chegar de NYC o meu NIKE+ GPS... Vou estrea-lo nesse domingo na ADIDAS VERÃO!! A propósito o custo foi US$ 189,00

      Excluir
    5. Caro RODRIGO que legal que você gostou do texto, meu colega de assessoria RUN&FUN!! De fato eu achava que seria apenas uma relógio bonitinho, sem grandes atrativos. Mas no transcorrer do teste, como o meu texto mostrou eu fui me entusiasmando!! E você pagou um preço bem legal!! Este preço foi com ou sem a cinta cardíaca??
      A propósito, como você achou o meu texto??
      Grande abraço

      Excluir
  2. Sensacional !

    O post relatando suas experiências de corrida e uso desses fantásticos dispositivos e sua disposição para continuar correndo !

    E pensar que a uns 30 anos atrás um dispositivo portátil desses seria ficção científica !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Xracer, nome super apropriado para um corredor, obrigado mesmo por sua participação e suas palavras de apoio. Seu comentário é super interessante. Se nos anos 80 (que eu já corria) alguém me falasse sobre algo assim, eu falaria que o fulano estava louco e deveria ser internado!! Grande abraço!!

      Excluir
  3. Um dica a quem comprar o GPS da Nike, comprei o meu em Junho, ele não resistiu a uma leve chuva, parou totalmente, entrei em contato com a Nike dia 19/11 e fui informado que a nike só vai retirar o produto em Janeiro para analisá-lo, até fico como?? Esse é o tratamento da Nike com seus consumidores, considerem isso no momento da compra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andre obrigado por sua participação e comentário!! Eu penso que seu exemplar do Nike+ veio com algum problema de vedação. Eu tomo banho após a corrida com ele, algumas vezes de banheira e até já entrei em piscina com ele e não tive problema algum.

      Por outro lado essa demora tão longa para analisar o produto não é legal ainda mais que tudo leva a crer que foi mesmo uma infiltração de água. Tenho um amigo que tem um relógio de outra marca, mas no caso dele certo dia ele levou um tombo e bateu o relógio. Nada aconteceu, mas dias depois na primeira chuva o relógio parou... Nada parecido com isso te aconteceu? Se não foi isso só mesmo problema de fabricação.
      Abs

      Excluir
  4. Flavio,

    Me ajude estou na dúvida entre os diversos recurso do motoactv e a simplicidade e elegância do da nike. Alguma dica para escolher um dos dois?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiz!! Gostei de ambos! O Nike pode ser usado no dia a dia como o seu relógio de pulso, o MOTOACTV não. O MOTOACTV tem funções únicas como bluetooth, atendimento de telefone na corrida, mp3 player...
      Depende do seu gosto. Eu estou usando o Nike+ e adorando. Abraços

      Excluir
  5. Olá Flávio, prazer em conhecê-lo, parabéns pelo excelente comparativo que você vem fazendo... tenho um blog onde eu relato minhas participações em corridas, treino e corro de Five Fingers. Achei seu blog procurando sobre diferencas dos gps Nike e Motoactv e acredito que voce me ajudou a decidir o modelo que irei adquirir, li seus 4 relatos e devo optar pelo Nike. Primeiro que, apesar do motorola ser bem legal a tela, gráficos... coisa e tal, na hora da corrida a gente não fica prestando tanta atenção nisso, não é? ... e a vantagem do nike acredito estar "depois" da corrida, onde voce descarrega os dados e tem um bocado de informação legal sobre sua performance. Sabe me dizer se quem faz o sistema operacional dele é a Apple? Acho que só falta sua dica sobre minha escolha, já que vem usando o nike desde quando fez a postagem, continua empolgado com ele?... e o seu motoactv, queimou mesmo... ja pediu outro ou vai ficar com os 3 agora... Abraços, bons treinos e visite meu blog se tiver um tempinho. http://rungagorun.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anderson!! Super obrigado por suas palavras!!
      Vi seu blog!! QUE LEGAL, adorei o relato da Ultramaratona (putz!!!) e da banheira de gelo para aliviar o pessoal após a corrida!!
      A simplicidade do Nike+ me cativou, bem como o site que é uma delícia!! O MOTOACTV queimou, a Motorola me emprestou outro para eu concluir o teste e depois devolvi. O que queimou recentemente (travou de vez) foi o GARMIN 610, mas entrei em contato com o suporte e eles vão arrumar ou trocar...
      Vou visitar mais o seu blog, bem legal!! E se quiser divulgar os meus textos sobre os relógios, com links para cá seria fantástico, pois os seus visitantes podem achar útil esta minha sequência!!
      Grande abraço

      Excluir
    2. Ahhh legal Flávio... obrigado pelos elogios e, quando eu fizer uma postagem já com meu GPS, com certeza vou indicar suas postagens como fonte de pesquisa.
      Bom, após vários dias procurando por um GPS que atendesse minhas expectativas, acabei deixando de lado o Motorola (ainda é muito novo e instável) e também o nike (basta digitar "problemas com o nike sportwatch gps" no Google pra você ver páginas e páginas de reclamações sobre este nike+, principalmente em relação ao atendimento ao cliente da Nike, todos dizem ser uma verdadeira maratona conseguir a solução do problema, mesmo com o relógio dentro da garantia). Optei em comprar um gps da marca Garmin mesmo... não quis investir tanto num 610, mas achei, por uma preço bem legal (R$ 719,00 de um vendedor qualificadíssimo no Toda Oferta) o modelo 410, e resolvi comprar. Deve estar chegando pra mim até o final dessa semana. Futuramente vou postar lá no blog minha experiência com ele, se tiver alguma dúvida a respeito desse modelo, pra deixar seu comparativo ainda mais completo, é só entrar em contato, ok?
      *** Em março de 2013 haverá uma corrida incrível na Decathlon em Campinas da Ultrarunner eventos, a mesma organizadora das 12 horas que você leu o relato. Quero lhe convidar pra vim participar dessa corrida. A Distância é de 50 milhas (80 km) que pode ser percorrida na categoria solo, em dupla ou em quarteto. Se tiver alguns parceiros pra vim contigo, não perca a oportunidade de participar de uma corrida única, incrível, que passa por lugares muito legais. Estou postando hoje uma matéria no blog falando sobre este desafio e, pra quem quiser fazer a inscrição, basta entrar em contato com os organizadores dizendo que ficou sabendo da corrida pelo meu blog, que já tem 10% de desconto. Qualquer dúvida, é só perguntar!***
      Bons treinos e um grande abraço pra você Flávio, parabéns pela simpatia e educação... Até mais!

      Excluir
    3. Oi Anderson que legal que você terá um 410. O 410 eu não testei, mas é essencialmente um 405 com o "bezel", o anel de toque que o comanda reprojetado pois o do 405 gerou muitas reclamações e ficava maluco quando chovia. Compartilha sim sua experiência com ele, eu e os outros leitores vamos adorar!

      Muito legal essa corrida em Campinas!! Quem sabe dá certo e eu monto uma equipe, pois afinal jamais faria essa distância toda sozinho!!! Super abraço e apareça mais vezes!!!!

      Excluir
  6. Oi Flávio! Parabéns pelas análises... Concordo com tudo que você disse, entretanto, deixou de dizer o único, mas fatal, problema do Nike+. A pulseira, lado da conexão USB, não é inteiriça, e a parte interna (verde) solta-se, descola. O pior, é por ela que passam os fios da conexão USB. BABAU transmissão de dados e carregamento da bateria. A paixão durou somente quatro meses. O GPS seria 100% se não fosse esse probleminha. A NiKe saberá solucionar esse problema. Obrigado. (Roberli da Costa Batista - Goiânia, 2012/12/03)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Roberli!! Ótima dica. Quem tem o Nike+ tem que ficar ligado neste problema. Eu estou no 5o mês de uso e não tive este problema. Mas se tem alguma fragilidade na pulseira, o mínimo que a Nike tem de fazer é trocar a pulseira em garantia e mudar o projeto para uma pulseira mais resistente. Eu não falei do problema apenas e tão somente porque isso não aconteceu comigo... Não tenho como falar pelos outros. Por isso é muito importante um depoimento como o seu aqui!!! Abraços

      Excluir
    2. Caros colegas,

      Após 3 meses de uso tive o problema descrito acima. Num certo dia de treino percebi que o visor começou a embaçar. Numa análise minuciosa, percebi o descolamento da pulseira. Como entrou suor, em poucos dias o relógio parou por completo. Estou em procedimento de troca na Netshoes e ao mesmo tempo, no aguardo do FR610, que comprei há alguns dias. Chegando o Sportwatch irei vendê-lo. O da minha namorada e de dois amigos também apresentaram problemas. Um pena! Abraço!

      Excluir
    3. Rodrigo Buso Manaus2 de janeiro de 2013 17:47

      Ola Flavio
      Comigo aconteceu a mesma coisa comprei o relogio nike + e apos cerca de 3 meses a pilceira do lado do usb descolou e começou a entrar agua e embaçou a tela e apos uns dias apagou a tela de vez e nao tem como usar porem comprei pelo amazon . com e naos sei comop trocar pior e que gosto muito dos produtos da nike mas este vicou feio

      Excluir
    4. Caros amigos (anônimo e Rodrigo) eu fico chateado que isso tenha acontecido com o Nike de vocês. O meu está em uso há quase 7 meses, uso contínuo sem problemas. Não duvido que tenha havido um lote mais frágil e que pode ter sido corrigido. Espero que tenha sido isso para o bem na Nike pois o produto funcionando é realmente bom!! Ótimo 2013 , abraços

      Excluir
  7. Xandó, parabéns por todas as analises. Gostei da sua forma de comparar e também em saber o quão detalhista é, afinando seu ponto de vista com o meu. Sou usuário do T6C da Suunto já a alguns anos e sincronizo meus treinos utilizando o software Athlete da First Beat. Meu interesse especial neste modelo foi causado pela capacidade de monitorar meu VO2, R-R e volumes de respiração, e também gosto da forma utilizada por eles na medição do efeito de treino (Training Effect). A 15 dias comprei um Nike+ Sportwatch para minha esposa (que até então utilizava um Suunto T3C) e acredito que a adaptação seja rápida, sentindo falta do TE, pois, como disse você é complicado correr e fazer cálculos ao mesmo tempo para saber se atingimos ou não o treino desejado. De qualquer forma, quem sabe um dia você consegue adicionar o T6 nesta comparação pois embora ainda sem GPS há dentro dele um sistema bem completo para nos ajudar a saber como foram os treinos e como deverão ser os próximos....Abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Fabyan obrigado pela força e apoio ao meu trabalho!! Não conheço o T6C da Suunto, mas você despertou em mim curiosidade sobre ele. Tendo oportunidade vou tentar testá-lo! Grande abraço!

      Excluir
  8. Caro Flávio,

    Parabéns pelo blog!

    Estou esperando chegar o meu FR610, após ter muitos problemas com o Sportwatch. O que mais sentirei falta deste é a interface da nikeplus.com. Segundo o link abaixo, é possível colocar os dados da Garmin no site da nike. http://runganfasrun.wordpress.com/2012/09/18/como-usar-o-nike-com-um-garmin/

    Assim que o meu chegar farei o teste!

    Um ano de muitas corridas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CARAMBA!!! Ótima dica Julio!!! Vou testar isso até porque se meu Nike pifar posso continuar usando o ótimo site. Façamos os testes e vamos compartilhar por aqui. Combinado? Ótimo 2013. Grande abraço!

      Excluir
    2. Caro Flávio,

      O meu FR610 chegou ontem e hoje fiz uma corridinha para testá-lo. Também fiz a conversão com o link acima e funcionou perfeitamente!

      Pra quem curte a interface da Nikeplus e não quer perder os "Fuels" da Nike, vale muito a pena.

      Grande Abraço!

      Excluir
    3. FANTÁSTICO!! Que legal que chegou o seu 610 eque você pode testar aquele site!! Eu fiz um teste ontem e também deu certo!!! Valeu!!!!
      Abraço

      Excluir
  9. Já usava a sportband, mas estava tendente a comprar um GARMIN com GPS, contudo, não gostaria de perder minha base de dados da Nike (OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA E SEQUESTRO TECNOLÓGICO DE CONSUMO).

    Apesar de sequestrado pela tecnologia e "impossibilitado"/"coagido" (de certa forma) acabei desenvolvendo a síndrome de estocolmo e continuei usando o sistema da NIKE (ERRO Nº 1).

    Para minha supresa a Nike lançou o GPS, não pensei duas vezes e pedi para um amigo trazer o Nike GPS Sportwatch nos EUA, assim que lançou (ERRO Nº 2).

    Achei deselegante pedir a nota fiscal (ERRO Nº 3)

    ACHAVA bem interessante o resultado até o fatídico...

    Ao descarregar minhas corridas do fim do ano (2012) o programa do nike conect fez as atualizações normais, como sempre fazia (ERRO Nº 4).

    Desde então ao conectar o dispositivo do relógio ele carrega a bateria mas não "enxerga" o relógio o nike conect pede para inserir o dispositivo (que já está inserido).

    Infelizmente, como já disse, não tenho a nota fiscal pois foi um amigo que trouxe dos USA.

    Além do mais já faz mais de um ano e meio, portanto, já estaria fora da garantia... Mas pelo que tenho visto algumas pessoas conseguem resolver o problema com a Nike, depois de muito custo de tempo e paciência (Não tenho certeza desta informação).

    Resumo: O relógio funciona normalmente, rastreia o GPS e tudo... só que não transfere os dados das corridas para o computador, e carrega a bateria corretamente. Mas, quando "lotar" a memória vai ser simplesmente um relógio com cronómetro (que custa uns mil reais - CARINHO, HEIN?)

    Em contato com a Nike, simplesmente se recusam a fazer qualquer coisa pois eu não tenho a nota fiscal.

    Em resumo é o seguinte: Se o problema ocorrer dentro de 1 ano (prazo de garantia) e você tem a nota fiscal, depois de uma certa dor de cabeça, terá o problema resolvido.

    Do contrário, você é/será mais uma vítima da obsolescência programada (estratégia de há muito utilizada pelas Corporações) da Nike.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Zemaurojo super chato isso que te aconteceu!! Algumas pessoas têm relatado "fragilidade" no Nike e exatamente por isso que eu resolvi só escrever sobre ele após 4 meses seguidos de uso. Não tive problema algum até agora. Tive uma pane em um Garmin Forerunner 610 que imaginei que resultaria no relógio no lixo, mas apesar da garantia ter vencido há duas semanas eu fui atrás, sem nota fiscal e consegui o reparo, na verdade a troca por um novo. Contei a história neste texto aqui do meu blog : http://www.fxreview.com.br/2012/12/garmin-empresa-seria-que-resolve.html

      Talvez valha a pena você tentar com a Nike...

      Obrigado pelo seu relato, por sua participação e depois conte como terminou essa história. Abraços

      Excluir
    2. Zemaurojr, talvez seja problema da sua porta USB. Voce ja tentou conectar o relogio em outro computador? Tive um problema parecido que resolvi assim, por algum motivo, a USB do meu desktop so carregava o dispositivo mas não abria, ja no meu notebook ele funcionava perfeito. Espero ter ajudado.

      Excluir
    3. Marcos você tem razão. Eu tenho um notebook que apesar da porta USB funcionar para mouse, só uma delas permite carregar o Nike e transferir os dados. Abs

      Excluir
  10. Boa noite Flávio,também estou utilizando um Nike+ para voltar a ativa, até agora nenhum problema com ele. Como você citou, a qualidade do produto até agora não deixou a desejar em nada mas juro que ainda tenho medo de tomar banho com ele rsrs.Lendo os relatos e comentários, não vi ninguém comentar se mesmo ao ar livre utiliza o sensor. Já li que no início você estava utilizando Flávio, continua ou parou ? Pode ser uma pergunta boba mas o meu ficou todo enrolado no tênis, tem algum vídeo(Youtube da vida) que ensina a colocar essa coisinha? Leio sempre seu blog, não só por causa dos assuntos de corrida mas por todos os outros muito legais. Bons quilômetros nesse ano que se inicia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu fiquei esperto. Mas consultando as especificações do Nike+ vi que ele suporta até 5 atm de pressão. Desde então entro no chuveiro, tomo banho de banheira, corro na chuva e entro em piscina. Só não dá para fazer pesca submarina com ele!!!
      O sensor eu ainda não testei a fundo, mas vou fazer isso para poder registrar distância em esteira...
      Muuuuito obrigado por suas palavras de apoio!!
      Ótimos KMs para você também e umm grande abraço!

      Excluir
  11. Ola Flavio, gostei muito do seu artigo, parabéns. Comprei um Nike em Chicago em agosto de 2012 e assim como voce fiquei empolgado com o relógio. É realmente bom, mas no quarto mês de uso tive um problema com a duração da bateria. De repente a bateria so durava 1 dia e meio. Eu deixava carregando ate 4 horas, mas apos usa-lo em corrida de 5K no dia seguinte estava apagado. Tentei o suporte da Nike mas não tive resposta alguma. Pesquisei então na web e tentei uma recomendação que achei em um blog, resetar o relogio para valores de fábrica, apertando ao mesmo tempo os botões "para cima" e "seleção". O problema foi resolvido, nada como um bom reset para resolver os problemas. Fica ai a dica para quem estiver com esse mesmo problema, pois se depender do suporte da Nike ele não vai ter resposta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cleber, que depoimento fantástico!! Isso não me aconteceu, pelo contrário, a bateria dura um monte, é um ponto forte do Nike+.
      No seu caso eu vou arriscar um palpite. PARECE que o modo GPS ficava ON mesmo depois de acabar o exercício e por isso drenava a bateria muito rapidamente. O RESSET pelo jeito "colocou ordem na casa".
      ÓTIMA DICA!! Obrigado. Grande abraço

      Excluir
  12. Boa noite Flavio, gostaria de lhe dar parabens pelo site e pelos comentarios...sou iniciante em corridas e estava procurando um relogio p correr...poderia so tirar 02 duvidas? esse relogio funciona sem o sensor de pe e sem a cinta?...tenho tenis mizuno e com suporte p chip de tenis consigo usar o sensor?...boas corridas e obrigado...abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Junior. SIM funciona com o sensor , que deve ser comprado à parte. E a cinta peitoral, também não tem uso obrigatório, mas enriquece os dados da corrida. Abraços

      Excluir
  13. Boa tarde Flavio, estou iniciando minhas caminhadas e passando para corrida. Quero adquirir um Nike+ minha única duvida e sobre a cinta transmissora. É obrigatório utiliza-lá e onde consigo comprar no Brasil? Grande abraço seu blog me incentivou a mudar de atitude obrigado e parabéns pelos Post.
    Sergio Schmitz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Sérgio a cinta que registra a pulsação não tem uso obrigatório tanto que eu no começo não tinha uma e usei o relógio sem problemas. Não comprei a cinta no Brasil, mas penso que no site da Nike deve ter um local indicando onde são vendidos os acessórios.
      Muito obrigado por suas palavras sobre o meu site!!

      Excluir
  14. Eu não consego descarregar as corridas realizadas. E o que é pior, com a memória cheia, não consigo mais correr utilizando as funções anteriormente disponíveis. Parece que é um problema crônico do Nike Sportwatch.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Flavio não compartilho deste problema. Sigo usando o Nike+ até hoje (junto com o Garmin) , já são 7 meses sem problemas. Se o seu relógio tem menos de um ano exerça seu sagrado direito à garantia.

      Excluir
  15. Flavio, muito bom o seu site. parabéns.
    Gostaria de obter a sua ajuda em como apagar algumas corridas do site Nike+. É possível?

    Kleber.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É possível sim, Kleber.
      Entre na sua conta no site, visualize em detalhes a corrida que deseja apagar e perceba no canto superior direito da tela que há um botão em forma de engrenagem (fica ao lado de botões de compartilhamento do Facebook e Twitter). Clique ali e selecione a opção "Apague esta corrida".

      Abraços,
      Carlos

      Excluir
    2. Kleber muito obrigado por suas palavras!!
      O amigo Carlos te deu a dica precisa. Naquele engrenagem que aparece no desenho do percurso tem a opção de apagar uma corrida. Funciona direitnho!!! Abs

      Excluir
    3. Pessoal, muito obrigado pela dica. Fiz conforme a orientação de vocês e deu certo. Valeu Mesmo!

      Aproveitando, como apago as corridas direto no relógio?

      Abraço

      Kleber.

      Excluir
    4. Kleber sabe que depois que você perguntou fui olhar e não achei... Se alguém descobrir ajudem-nos!! Obrigado.

      Excluir
    5. Oi! Nao tem como apagar direto pelo relogio, so conectado ao computador

      Excluir
  16. Olá, Flavio.
    Conheci seu site hoje e adorei seus comentários sobre o sportwatch da nike+. Comprei ele juntamente com a cinta da Polar a dois meses atrás e como sou novo em corridas de rua, nunca tive nenhum tipo de aparato eletrônico antes para poder comparar. Fiquei muito feliz com a comparação com o Garmim 610 pois era a indicação que tive de amigos.
    Mas acabei escolhendo o modelo da Nike. Foi a minha melhor aquisição!!
    A propósito, paguei US$169 no relógio e US$59 na cinta cardíaca da Polar em uma oferta na loja Sports Authority, em Miami.
    Abraços,
    Carlos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Carlos muito obrigado mesmo pelo apoio e pelas palavras!!
      E que coincidência feliz eu ter testado ambos os relógios que você tinha dúvidas!! Ótima compra, ótimos preços!! Aproveite e de vez em quando vem aqui contar a sua própria opinião sobre o Nike+. Abs

      Excluir
  17. ola flavio me chamo wilton e fiquei em duvida sobre esse chip, sensor.. oque estou perdendo sem o chip?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo o tal "chip" é um sensor de movimento, para ser usado em esteiras ou em locais onde o GPS não tem sinal. Ele detecta o movimento e calcula as distâncias percorridas dessa forma. Eu tenho o tal "chip", mas salvo um teste nunca o usei para valer. Embora eu tenha usado tempos atrás um POLAR RS200sd que tinha esta tecnologia (não tinha GPS) e adorava o resultado!!

      Excluir
  18. BOM DIA, FLÁVIO!
    Meu Nike+ GPS foi comprado nos E.U. e tenho nota fiscal.
    Como posso exercer meu direito de consumidor para trocar meu relógio?
    Estou usando faz só 3 meses e hoje após correr fui descarregar. Ele descarregou a corrida de hoje e a anterior que eu não tinha feito o download, só que não logava na minha conta Nike+. Eu tentava login e abria uma página dizendo "A página não foi encontrada".
    Depois de muitas tentativas pediu meu nome e sobrenome... Achei estranho, mas forneci os dados. Aconteceu que ele criou uma nova conta zerada de treinos, porém contendo minhas configurações de idade, peso, etc.
    Conta zerada, sem foto, sem nenhum treino.
    Estou muito aborrecida.
    Aliás, fiquei muito decepcionada quanto não mostrar frequência cardíaca. Comprei de bobeira o transmissor, pois já tinha um da Polar que não era compatível com o Nike+.
    Vc sabe se consigo troca ou no mínimo conserto aqui no Brasil, tendo sido comprado nos E.U.?
    Mto Obg,
    Silvia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvia, eu não tive a necessidade de usar a garantia da Nike no Brasil. Usei da Garmin com pleno sucesso. Estranho o que te aconteceu e bem chato perder os dados. Se você entrar direto pela Internet com seu usuário e senha antigam ele não cai na página com os dados? Estranho...

      Excluir
    2. Oi, Flávio... Deve ter sido alguma manutenção do Site, pois 2 dias depois eu tentei por tentar e entrou na minha conta e estavam lá meus exercícios todos. Ufaaaaaaaa...
      Obrigada!

      Excluir
    3. Isso mesmo Sivia!! O Nike+ consegue armazenar diversas corridas e depois ele manda todas de uma vez só!! Foi só um susto!! QUe bom que deu certo!! Obrigado por compartilhar conosco sua dúvida e solução!!

      Excluir
  19. Ah, outro detalhe importante é que meu Nike+ GPS demora muito para conectar satélite. Hoje caminhei 500m até que ele conectou o GPS. Ele não encontrou hoje o dispositivo do tênis. Tive que desativar o dispositivo shoe pod.
    Eu usei o relógio umas 10 vezes somente nesse período de 3 meses.
    Obg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Silvia quanto ao tempo que demora para pegar o sinal do GPS eu descobri uma coisa. Se você usa o relógio com frequência este tempo é pequeno, pois ele memoriza os últimos satélites que ele usou. Quando fico algum tempo sem usar percebo que demora mais para pegar o sinal.
      Se você tem o GPS não precisa usar o shoe pod que é bom, funciona, mas é menos preciso do que o GPS.

      Excluir
    2. Oi, Flavio, BOA TARDE!
      Puxa, agora tem demorado muito mais para conectar satélite... Eu uso só finais de semana, porém todos os finais de semana e agora eu corro 1km até q ele conecta.
      Obrigada pelas respostas!

      Excluir
    3. Como eu também só tenho corrido nos finais de semana, tem acontecido isso comigo, tem demorado um pouco mais para pegar sinal do GPS. O que eu faço é caminhar um pouco até pegar o sinal e daí começo a correr. Acontece isso no sábado, já no domingo pega sinal mais rápido...
      Sempre que tiver algo para perguntar ou para contar, apareça por aqui!!!

      Excluir
    4. A propósito já que você é usuária do Nike+ como eu, eu a convidei para ser minha amiga no rede do Nike+.

      Excluir
  20. Flavio Xandó, primeiramente PARABÉNS pelo post... De acordo com suas informações o NIKE+ é QUASE PERFEITO... Na minha humilde opinião, além das sugestões citadas por você para a perfeição do mesmo, faltou sugerir "MP3/Bluetooth"... Eu, como muitos corredores, adoro correr ouvindo música, algumas até melhoram meu desempenho durante a corrida.
    No Ipod NANO, além de configurar o treino (Distância ou por Tempo), é possível incluir músicas que serão ouvidas ao iniciar o treino e automaticamente cessadas no término do mesmo.
    No entanto, o Ipod NANO não possui GPS e depende de um acessório extra (Bluetooth) para nos livrar do incomodo provocado pelo enorme fio dos fones de ouvido... Creio que o NIKE+ se tornaria PERFEITO com tais melhorias (NOSSAS SUGESTÕES)... O QUE VOCÊ ACHA???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba, só vi HOJE sua mensagem Edy!! Mil desculpas.
      Em primeiro lugar muito obrigado por suas palavras!!! É um grande incentivo!!

      Suas sugestões para aprimorar o Nike+ são muito legais!! De fato eu testei o Motorola MOTOACTV que tem estes recursos e gostei muito. Se eu tiver a oportunidade de interagir de novo com a Nike/TomTom (parceria por causa do GPS) vou reunir as minhas e as suas sugestões, muito obrigado!!

      Excluir
  21. Flávio, boa noite! Desculpe se a pergunta é "ignorante" rs... é preciso que se use o footpod, ou só o fato de ter sistema GPS já é suficiente para se medir pace e distância do treino? Pergunto porque estou pensando em comprar pelo Amazon , e lá nos dão as opções de com ou sem footpod e faixa cardíaca, etc.. desde já agradeço. Um abraço. Giovana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giovana!! Imagina!! Ninguém nasce sabendo! O footpod é apenas necessário quando o GPS não pode ser usado, dentro de uma academia em uma esteira, em local muito fechado (nuvens ou árvores) ou se por acaso o GPS não pegar sinal (bem raro).
      Para o meu tipo de uso, não preciso do footpod, mas acho essencial a cinta cardíaca!! Abs

      Excluir
  22. Muito obrigada, Flávio, estou analisando bem esse GPS e acho que acaberei optando por ele mesmo. Um abraço e parabéns pelo excelente review.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bom é que temos várias boas opções e o NIke+ GPS é com certeza uma delas. Depois conta a sua impressão sobre ele... Obrigado pelas palavras sobre o blog!! Abraços

      Excluir
  23. Olá Flavio,
    Parabéns pelo seu blog, MUITO BOM!!!!
    Quando você vai testar o Polar RC3 GPS????
    Estou com uma terrível dúvida. Vou viajar agora em julho e ainda não sei qual vou comprar.
    Meus amigos vêm me recomendando o 610. Após essa leitura também penso no Nike Plus. Está realmente difícil decidir. Gostaria de ter sua opinião.

    Muito obrigado!

    Abraços,
    Roberto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Roberto obrigado por suas palavras. Adoraria testar o Polar RC3 GPS para aumentar a experiência.
      Adoro o 610 e adorei o Nike. O 610 é mais completo, mas o Nike é ainda mais fácil de usar...

      Excluir
  24. FLÁVIO, PARABÉNS PELO SEU SITE, MUITO UTIL. TENHO UM GARMIN 610 E MUITO SATISFEITO ATÉ AGORA, APESAER DE SER INICIANTE E ESTAR COM ELE HÁ APENAS 1 MÊS. GOSTEI MUITO DA DICA SOBRE O SITE PARA CONECTALO A CONTA DA NIKE.
    ABRAÇÕS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Juarez obrigado pelas palavras. Que bom que gostou da dica!! E obrigado por seu depoimento!! Abs

      Excluir
  25. Flávio, boa tarde!!

    Gostei do seu blog! Não apenas pelos posts sobre corrida de rua! E gostei especialmente deste post pois adquiri o Sportwatch GPS e estava lendo pela internet vários reviews sobre o relógio.
    Gostaria de saber qual o 'ganho' em experiência caso seja utilizado o 'footpod'. Qual seria o real benefício do a essório? Eu estou pensando em adquirir o footpod, mas não sei ao certo o quão vantajoso isso seria. Caso eu perca o sinal GPS, ele continuaria monitorando a minha corrida apenas em ritmo de deslocamento ao invés da posição geográfica, certo? Ou me enganei? Fora isso, novamente, gostei do seu blog! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Eduardo por suas palavras!!
      O footpod é útil para quem corre "indoor" (esteira por exemplo) ou em locais sabidamente com problemas de sinal no GPS. E o conceito é este mesmo, ele reconhece o deslocamento/velocidade mas não a posição. Abs

      Excluir
  26. Possuo um nike+, porém não consigo baixar meus exercícios. A memória está cheia e não consigo esvaziar a memória. Fiz o procedimento indicado no manual do usuário, mas ainda assim os exercícios não carregam. Existe algo que possa fazer neste caso? E aproveito para parabenizar pela qualida do seu blog.

    Abraços, Rodrigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Rodrigo muito obrigado por suas palavras sobre o blog.
      O normal é conforme os exercícios vão sendo descarregados no site (você faz isso?) eles vão saindo do relógio. Se isso não está acontecendo uma solução radical seria ressetar completamente o relógio e começar de novo. Gosto de mandar para o site também por isso. Abs

      Excluir
  27. Parabéns pelo tópico. Nesse relógio tem como programar uma velocidade e durante o treino se vc ficar mais lento ou mais veloz da velocidade programada, o relógio alerta?
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Ro (ou cara Ro), obrigado pela força!!
      Tem algo que serve para isso sim. Faz tempo que eu testei, mas penso que tinha esta função. Aliás vários relógios de corrida têm isso. É uma função super legal e muito útil para regular o ritmo!! Abs

      Excluir
  28. Prezado Flavio, gostaria de entrar em contato contigo. Se possivel, me mande seu e-mail para o meu endereço bbacellar@gmail.com.

    Comprei um nike (ainda não chegou) e gostaria de tirar umas duvidas.

    Forte abraço,

    Bruno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Bruno, legal que vai chegar o seu NIKE+ GPS.
      Podemos conversar por e-mail, não tem problema. Porém tem muito mais a ver com a minha proposta deste blog discutir o assunto publicamente uma vez que várias pessoas podem vir a se beneficiar de nossa interação... Você quantos comentários tem este post?

      Vamos trocar uma ideia por aqui e tornar bem interessante esta conversa. Abraços

      Excluir
  29. Flávio, show de bola o review e principalmente os comentários, que completam a matéria.
    Ontem ganhei de presente o Sportwatch. Foi de surpresa, por eu ter sido um marido bonzinho o ano todo kkkkk
    Aí fui pesquisar sobre ele. Não compro nada sem pesquisar muito, sou caxias, e confesso que se tivesse sido eu a comprá-lo, provavelmente teria comprado outro, porque me assustei muito com os comentários de que ele é muito frágil e as diversas reclamações de que o relógio morre até com suor.

    Bom, já que ele já está comprado, o jeito foi pensar em cuidados, então comprei uma munhequeira pra usá-lo por cima e não ter contato com o suor (só em corridas e treinos, no dia a dia vai sem munhequeira). Também não pretendo tomar banho com ele nem nada... mesmo torcendo pra que eu não seja um dos azarados que pegou o lote ruim (como você imagina que tenha acontecido), é melhor não arriscar rsrsrs

    Bom é meu primeiro relógio desse tipo, antes só usava aplicativo pra android (adidas micoach) e claro que estou hiper empolgado, ainda não utilizei mas amanhã deve ser o primeiro teste. O relógio é bonito, tem as funções que preciso e acho que até as que não preciso. Vamos lá, espero usá-lo por muito tempo.

    Enfim... desculpe pelo texto longo, mas foi animador encontrar na internet alguém falando bem do meu presente, pois até agora era só paulada rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Luiz muito obrigado por suas palavras!! E muito legal a interação com o pessoal aqui.
      Eu também ouvi e li vários comentários falando da fragilidade deste relógio. Eu nunca usei com munhequeira, embora ache uma boa ideia, mas mesmo assim não tive defeitos no relógio. O que eu enalteço do Nike+ GPS é a sua simplicidade, ele faz o que se espera dele e pronto. Sem menus complicados, etc. Curta o seu presente e sempre que possível passe por aqui para compartilhar os pontos positivos e espero que não os negativos. Abraços

      Excluir
  30. Olá Flávio! Encontrei seu blog por acaso, na busca de informações a respeito de relógios para corrida. Parabéns! Muito informativo. Mas preciso da sua ajuda... quero comprar um relógio para meu marido. Gostei muito desse modelo da Nike e principalmente pela facilidade em usa-lo, mas me assustou a quantidade de reclamacoes que li na internet (em vários sites e blogs). São muitas!! Pensei no Garmin 610 (que é bem mais caro, e isso me desmotivou) ou no Garmin 220...(que tem o preço mais aproximado ao da Nike). Vc poderia me ajudar? Sei que o 220 não é TouchScreen, esse da nike é? Desculpe-me pelas muitas perguntas....nunca tive um relógios desses e sou leiga no assunto. Mais uma vez parabéns pelo seu espaço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara Flavia agradeço bastante suas palavras.
      O Nike+ GPS não é touch. Ele é comandado por 3 botões apenas e é super fácil de usar. Uma de suas maiores virtudes. Eu uso há mais de um ano e nunca tive problemas com ele. Claro que como qualquer eletrônico deve ser manipulado com certa delicadeza. Sei de pessoas que detonaram a ponta (carregador USB) e por isso não têm mais como usar o relógio. Eu gosto muito dos Garmin também, mas são um pouco mais caros. Se comprar este para o seu marido acho que ele vai gostar. Só lembro que até um tempo atrás a cinta peitoral para medir o batimento cardíaco era vendida separadamente. Abs

      Excluir
  31. Boa tarde Flavio, gostaria de saber se vc tem alguma notícia de a nike ter melhorado NIKE+GPS, comprei um, e estou meio em cima do muro com relação a esse produto, abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo sei que no exterior foi lançado um modelo novo que deve chegar no Brasil em 2014. Mudou bastante tanto a mecanicamente como a aparência, mas continua estiloso. Muitas pessoas falam que ele é frágil, mas para mim ele está firme e forte. Abs

      Excluir
  32. Amigos, continuo usando o relógio, já são agora 15 dias de uso e 50k rodados, por enquanto só elogios, tudo funciona perfeitamente tanto no uso em corridas e treinos quanto na sincronização com PC.
    A duração da bateria também é uma beleza.

    Como eu disse acima, estou tomando cuidados pra não ter problema de infiltração como relatado por alguns, por isso utilizo o relógio por cima de uma munhequeira (dessas de tênis). Até agora não enfrentei situação de garoa, o que só acontecerá se for durante o treino ou corrida, porque confesso que não tenho coragem de já sair com ele na chuva, só mesmo se não puder evitar.
    Mas acredito que ele suporte bem uma garoa, desde que aquela brecha na pulseira esteja bem protegida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal que você comprou Luiz e que está se dando bem com ele!!
      Vou te contar uma coisa. Garoa não vai ter problema!! Eu TOMO BANHO com ele e nunca aconteceu nada. Usar a munhequeira é uma boa ideia porque nosso suor quando fazemos exercícios tem muito sal e por isso é bem corrosivo. Grande abraço

      Excluir
  33. Olá Flavio.
    Primeiramente parabéns pelo excelente texto, explicações e detalhamentos das funções realizadas nos testes.
    Sou amante de corridas de rua (dia 23/02 será minha primeira meia maratona ) Mas enfim, estou na dúvida na compra do meu primeiro relógio GPS, estava decidido pelo NIke Tomtom.
    Mas acabei pesquisando e encontrando muitas críticas negativas a respeito desse produto.
    Na sua opinião, qual o melhor custo benefício atualmente ??? Por gentileza poderia indicar algum modelo de sua preferência.
    Desde já agradeço pela a sua atenção.
    Atenciosamente
    Carlos Martin

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Carlos sinto MUITO pela demora. Problemas com as notificações...
      O Nike é ótimo e tem um site com informações excelentes (após o upload dos dados da corrida). Tem também hoje em dia os modelos 110 e 210 da Garmin, mais simples, mais em conta e muito bons! Obrigado por suas palavras de apoio em relação ao site!!

      Excluir
  34. Já estou usando o relógio há cinco meses, onde fiz diversas provas, inúmeros treinos e ainda uso diariamente como relógio. Só tenho elogios. Não me deixou na mão uma única vez. Se quiseremme adicionem no Nike: CantorCorredor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Luiz sinto MUITO pela demora. Problemas com as notificações...
      Também não tenho o que falar. Se cuidar bem dele o Nike dura bastante. O meu está perfeito.

      Excluir
  35. Olá Flávio, parabéns pelo blog.
    Estou tendo problema com meu Nike Sportwatch.
    Tem um ano e um mês de uso, e no último mês ocorreu a famosa quebra da pulseira na aba do usb (uma amiga havia me dito que já havia quebrado 2, que por estarem na garantia foram trocados pela Nike).
    Bom, bastou ela me falar e passar um ano de uso: bingo! Quebrou minha pulseira!
    Minha total surpresa foi saber pelo contato com a Nike que este dispositivo não possui assistência técnica, nem pagando pelo conserto, somente a troca por um novo dentro do prazo de garantia. Se estragar depois azar do cliente, ou seja é descartável!
    Total decepção com a Nike!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Flávio e olá Carol.
      Realmente, o Nike+ é extremamente frágil. A garantia é de um ano e, acredite, a pulseira não dura muito mais que isso. Como a pulseira e a "caixa" do relógio são uma só peça, não há reposição. Quebrou com mais de um ano, perdeu. Isso aconteceu com o meu também. E li bastante em diversos sites e isso me pareceu absurdamente comum. Uma pena, já que ele tinha tudo para ser uma excelente compra. Sinceramente, desaconselho. Encontrei seu blog porque já estou pesquisando o próximo =0)

      Excluir
    2. Cara Carol sinto MUITO pela demora. Problemas com as notificações...
      O meu Nike está perfeito, mas é muito desapontador saber que não há este tipo de assistência no Brasil!! Muito mesmo!!

      Excluir
    3. Caro Wellington como falei para a Carol é muito triste saber disso. Como tenho alguns contatos com a Nike (que na ocasião me cedeu o relógio para testes) vou encaminhar para eles estes relatos. De uma forma ou de outra eles têm que saber da reação das pessoas!!

      Excluir
  36. Bom dia, grande corredor.
    Possuo o relógio da Nike e realmente é um artigo excelente.
    Utilizo há dois anos e a pulseira danificou, creio pelo suor excessivo.
    Vc sabe me informar se existe a possibilidade de trocar a pulseira, ou devo jogar essa ferramenta maravilhosa no lixo?
    abraço
    Dwight

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Dwight, segundo relatos de outras pessoas (leia acima) eles tiveram o problema e não puderam solucionar. O máximo que posso fazer é encaminhar estes relatos para a Nike. OBRIGADO pelo "grande corredor"!!! Abraço

      Excluir
  37. Estimado Flavio,
    Fantástico seu blog! Seus relatos são preciosos para uma primeira avaliação, além de servir como orientação de compra.
    Lamentavelmente também fui infeliz com meu Nike+. Usei quase 5 meses (Dez/13 a Abril/14) e apresentou problemas de conexão. Carregava a bateria, tinha suas funcionalidades, mas NÃO transmitia os dados para o PC. A Nike recolheu ele (compra no Brasil + garantia - Ufa!) fez as análises e informou que o produto estava fora dos padrões de qualidade. Num primeiro momento ofereceu o mesmo modelo mas na cor "branca" (eu tinha o Volt igual ao seu) não gostei da cor e eles informaram da opção de devolução do dinheiro. Não sabia desta possibilidade e confesso que fiquei satisfeito em saber disso, pois estou tentado em comprar o Garmin FR 620 (já pesquisou sobre ele?). Enfim, como comprei no Brasil (nota+garantia) a Nike está solucionando o meu problema. Fiquei decepcionado, gostei do relógio, mas com o problema e com tantas reclamações do mesmo fica difícil desejá-lo novamente. Mais uma vez parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Regis muito obrigado mesmo por suas palavras em relação ao site!! Fico super gratifcado!!

      Sabe que após 20 meses a pulseira do meu Nike começou a quebrar. O relógio está perfeito tanto no uso do GPS, carga de bateria e transmissão de dados. Encaminhei para uma assistência com a ajuda de uma amiga que tem contato com a Nike,. Vamos ver se será resolvido. Eu acho um ÓTIMO produto, mas pela pulseira e pela fragilidade que algumas pessoas relataram, tem espaço para melhorar, mas ainda assim é um produto com ÓTIMO custo benefício que eu ainda recomendo.

      Eu ADORARIA testar o Garmin 620, mas como não tenho o apoio da Garmin preciso comprar o relógio para poder testá-lo. Este dia vai chegar!!! Mais uma vez obrigado por suas palavras!! Abraços

      Excluir
  38. Olá!! Primeiro: muuuuito obrigada por seus post, são incríveis!!! Mas ainda fiquei com dúvida: Gostei do NIKE+ pq adoro a Nike, uso o app e pelo design, mas ele não tem MP3 né? Me interessei pelo MOTOACTV... mas qual sua opinião? qual melhor? (estou entre esses por causa do custo rsrsrs)... Obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pela força Talita!
      O MOTOACTV é ótimo, tem MP3, blutooth, etc. Mas não é o tipo do relógio que você pode usar no dia a dia por causa do tamanho, peso. O Nike não tem MP3, mas é um bom relógio do dia a dia .

      Excluir
  39. Obrigada pela atenção!!

    ResponderExcluir
  40. Boa tarde Flávio,

    Parabéns pelo site!
    Estou voltando a correr e acho que um GPS desses seria um incentivo na motivação.
    Encontrei algumas ofertas e estou em dúvida entre dois modelos.

    Garmin Forrunner 210 por R$ 719,00 ou o Nike + GPS e uma com cinta Polar compatível por 690,00.

    Teria algumas sugestão?

    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anônimo obrigado pelas palavras.
      A diferença de preço é inexistente, certo? Sendo assim o preço não é fator de escolha.
      O garmin 210 eu não testei, mas já vi amigos usando. Ele parece o 610 que eu tenho, um pouquinho menor e parece ter quase que as mesmas funções.
      Eu gosto muito de ambos. Mas o Garmin acaba tendo um pouco mais de recursos. Se prefere algo menos "complicado" (menos coisas para aprender) fica com o Nike, caso contrário, se gosta de explorar mais recursos, vá de garmin. Estará bem servido com os dois.

      Excluir
  41. Boa noite Flávio. Parabéns pela iniciativa das análises.
    Preciso de um relógio GPS que forneça a velocidade em tempo real e não apenas a média.
    Poderia indicar um produto que atenda essa necessidade?
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Tadeu. Este relógio descrito neste texto bem como TODOS os outros que eu testei (links no final do texto) têm esta capacidade. Eles mostram a velocidade média (ou ritmo em minutos/Km) computando tudo que já correu e o tempo gasto. Mas também mostram a velocidade "instantânea", daquele momento. É um valor obtido pela média em um tempo muito curto, pelo meu feeling eles computam a velocidade média em um intervalo de 2 a 3 segundos, que na prática funciona muito bem omo velocidade instantânea. Abs

      Excluir
  42. Bom dia Flavio,
    Cheguei ao seu blog buscando uma solução para o problema de meu NIKE. Tenho ele a 2 anos e agora ele embaçou o display e depois de um mês ele apagou de vez. Vi em outros blogs que este problema é comum do NIKE e não tem reparo fora de garantia. Tive que desistir do NIKE e comprei o Ambit 2 R da Suunto. O único que oferece 2 anos de garantia, e possui muitos recursos. Estou muito satisfeito.
    Abraço e parabens pelo artigo.
    Cleber

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Claber super obrigado por suas palavras elogiosas! E agradeço mais ainda pelo seu relato, pois é muito importante saber das pessoas as suas boas e más experiências!! Não conhecia o tal Ambit 2 R da Suunto, vou me informar sobre ele. Abraços

      Excluir
  43. É verdade o que falam sobre a má qualidade da pulseira?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Will, depois de um ano e meio de uso a minha pulseira rachou e quebrou. Mas meu uso é intenso, 3 a 4 vezes por semana. Acabei conseguindo trocar a pulseira.

      Excluir
  44. Ótimo post Flávio.
    É possível sincronizá-lo com o aplicativo NIKE+, disponível para IOS e Android, via bluetooth?
    Caso contrário, é difícil compreender o objetivo da Nike desenvolver um aplicativo e criar um relógio GPS que não podem se comunicar. O que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo obrigado por suas palavras! O aplicativo é diferente para o Windows, Android e iOS, mas todos eles levam os dados da corrida para o mesmo lugar. De fato o relógio não se comunica com o smartphone, mas o aplicativo do smartphone pode ser usado para acompanhar o histórico das corridas feitas com o relógio. Abs

      Excluir
  45. Flávio,

    Gostaria de saber se ainda tem o nike sportwatch e se ainda usa ele?
    é um bom relogio?

    obrigado.

    ResponderExcluir
  46. Olá Flávio,

    Vi muitos (muitos mesmo) artigos criticando o Nike+ Sportwatch, mas achei ele bem completo (principalmente em apps, e sites) e claro, o que você citou sobre motivação.

    Ainda tem ele (claro que faz 2 anos, mas vai saber)? Está inteiro, deu algum problema, com exceção da pulseira? Foi fácil encontrar uma para colocar, original ou paralela?

    Qual outro equivalente você recomendaria? Garmin Forerunner 15? Vi que o Tomtom tem um que está com um preço muito próximo do Nike e Forerunner 15.

    Obrigado e parabéns pelo blog, estou debulhando ele, rs... análises excepciona!!!

    ResponderExcluir
  47. Olá Flavio Xandó, poderia indicar esa assistência pra concertar o meu tambem?

    ResponderExcluir
  48. Boa tarde Flavio Xandó,

    Para iniciar uma corrida tem a opção de Sensores:
    1- GPS;
    2- SHOE POD;
    3- HEARTRATE;

    Tem como correr com os tres sensores ligados??

    Obrigado.


    ResponderExcluir
  49. Flavio queria saber tambem onde voce conseguiu a pulseira, o meu deu problema no usb e não conecta direito mais, fora isso esta funcionando 100%, então ou faço uma nova entrada para usb ou troco a pulseira..

    ResponderExcluir
  50. gostaria de saber como fasso para obter uma pulseira dessas pois a do meu relógio rachou já tentei com a tomtom mais não obtive nenhuma resposta.obrigado

    ResponderExcluir
  51. gostaria de saber como fasso para obter uma pulseira dessas pois a do meu relógio rachou já tentei com a tomtom mais não obtive nenhuma resposta.obrigado

    ResponderExcluir