quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

PAPOFÁCIL #118 Qualcomm Lançamento SnapDragon 845 e Mobile PC

Rafael Steinhauser, Presidente América Latina, resgatou as informações sobre o importante Qualcomm Summit realizado no Havaí no qual foi lançado o SnapDragon 845, uma plataforma superlativa em acréscimo de desempenho,  eficiência e ganhos qualitativos de qualidade e recursos, bem como o novo tipo de dispositivo, o Mobile PC, que une o melhor dos mundos smartphone e PC rodando Windows com autonomia de bateria de mais de 22 horas.

Gravado dia 13/12/2017 na Qualcomm

PAPOFÁCIL #118 Qualcomm Lançamento SnapDragon 845 e Mobile PC











PAPOFÁCIL #117 - Oracle Inovation Lab

Marco Righetti, Diretor de Tecnologia e Inovação, comenta sobre a criação deste espaço que privilegia a interação e sinergia com clientes, outras empresas inclusive as do programa  de aceleração de startups para concepção de soluções criativas, inovadoras que podem ser prototipadas e experimentadas pelos clientes.

Gravado dia 07/12/2017 no Innovation Lab 

PAPOFÁCIL #117 - Oracle Inovation Lab




Oracle anuncia laboratório de inovação no Brasil

Iniciatva promoverá co-criação de soluções com base em Internet das Coisas, Inteligência Artificial, entre outras, com clientes, parceiros e startups
no Oracle Innovation Labs, em São Paulo

São Paulo, 07 de dezembro de 2017 - Chega ao Brasil o Oracle Innovation Labs no Brasil, espaço dedicado à co-criação, entre a Oracle, seus clientes, parceiros e startups, e ao desenvolvimento de novas soluções, inovações de serviços e produtos, bem como apoio a novos modelos de negócios com tecnologia de ponta. 

O laboratório está localizado em São Paulo, em um ambiente de coworking. Anteriormente funcionava no escritório da Oracle e de maneira on-line, com um fórum de colaboração que já rendeu protótipos de Realidade Virtual e Aumentada, Big Data e Machine Learning. Agora ganha um espaço físico que alia projetos com máquinas, automação e protótipos.

O Oracle Innovation Labs já conta com demos de iniciativas aplicadas ao mundo atual dos negócios e à transformação das empresas e da vida das pessoas. As demos incluem reconhecimento facial, realidade virtual com foco em experiência de compra, banco digital com simulação de empréstimos por meio de mecânismos inteligentes, inteligência artificial entre outras aplicações, todas em nuvem.

Com a abertura oficial do laboratório em ambiente dedicado, a Oracle incentiva uma nova forma de repensar, criar e inovar com ainda mais colaboração dos clientes, parceiros e startups. Com práticas de Design Thinking, por exemplo, a Oracle quer ajudar as empresas a terem uma visão total de seus negócios alinhados com as constantes mudanças do mercado.

O Innovation Labs estará disponível para todas as áreas da Oracle que queiram inovar a partir das demandas dos seus clientes. Dessa forma a co-criação de soluções ocorre de maneira ampla e sem barreiras. “Nossa missão é contribuir com a ampliação da inovação no Brasil. Por isso, criamos esse espaço de troca de conhecimento em diversas frentes, como Customer Experience, Industria 4.0, Big Data e muito mais”, explica Rodrigo Galvão, presidente da Oracle do Brasil
 
Lado a lado com as startups
O Oracle Innovation Labs está instalado no coworking CO.W, junto ao espaço das startups do Oracle Startup Cloud Accelerator, programa de aceleração da empresa. “A ideia é gerar mais sinergia para que todos sejam beneficiados com os projetos. As startups de diversos setores do nosso programa estão muito próximas e, estar no mesmo ambiente do Oracle Innovation Labs, certamente enriquecerá a geração de ideias e insights”, destaca Galvão.

Sobre a Oracle  
A Oracle Cloud oferece um portfólio completo de aplicativos para ERP, HCM e CX, além do melhor banco de dados em Plataforma como Serviço (PaaS) e Infraestrutura como Serviço (IaaS), nos data centers localizados nas Américas, Europa e Ásia. Para mais informações sobre a Oracle (NYSE: ORCL. visite www.oracle.com.   

  

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

PAPOFÁCIL #116 Samsung Premiação Respostas para o Amanhã

Isabel Costa, Gerente de Cidadania Corporativa, conta sobre a premiação, um incrível estímulo à criatividades de alunos do Brasil inteiro para fomentar a elaboração de propostas para uma sociedade sustentável, como foi concebida a iniciativa e a linda respostas de estudantes com soluções de grande valor.

Gravado dia 06/12/2017


PAPOFÁCIL #116 Samsung Premiação Respostas para o Amanhã






Samsung anuncia os vencedores nacionais
da 4ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã

Programa já mobilizou mais de 100 mil alunos de todo o Brasil
a pensar em propostas para uma sociedade mais sustentável


A Samsung acaba de anunciar os cinco vencedores nacionais da 4ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã, programa em que professores e alunos do ensino médio de escolas públicas são estimulados a utilizarem conceitos das Ciências da Natureza e da Matemática com o objetivo de encontrar soluções para problemas reais dos locais onde suas escolas estão instaladas. Os projetos ganhadores são das regiões norte, nordeste e sudeste do Brasil - sendo dois do Ceará, um de Rondônia, um do Pará e um do Espirito Santo.

A edição deste ano do prêmio, promovido em parceria com o Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária), registrou 1.370 inscrições, envolvendo cerca de 42 mil alunos, sob a orientação de aproximadamente mil professores de escolas públicas de todo o País. 
A sustentabilidade foi pauta comum a todos, com foco principal na melhoria das respectivas comunidades. Das temáticas mais presentes, 24% dos projetos abordaram a área da saúde, 20% envolveram o cuidado com a água e 20% resíduos sólidos e reciclagem. Outros temas como mudanças climáticas, bioconstrução, segurança alimentar, tecnologia interativa e economia local também foram abordados pelos alunos.


"A experiência real, a 'mão na massa', torna o aprendizado vivo. Além de promover conexão com o lugar em que se vive, sem dúvida gera sentimentos de responsabilidade e de ação colaborativa", afirma Isabel Costa, gerente de Cidadania Corporativa da Samsung Brasil. "É muito importante para nós motivar estes jovens a serem agentes transformadores da sociedade na qual estamos inseridos, modificando suas realidades com soluções simples, mas tão relevantes para o futuro do nosso País", complementa.


Além dos cinco vencedores selecionados pela banca julgadora, que receberam dois notebooks Samsung - um para o professor e outro para o diretor - e tablets da marca para cada aluno da sala, foram concedidos uma menção honrosa e mais cinco prêmios para propostas escolhidas por um júri popular em votação pelo site do concurso. Além de prêmios físicos, o principal ganho pedagógico se dá no compartilhamento de experiências entre alunos e professores, transformando a comunidade em um ambiente educativo, como um laboratório vivo de investigação.

Legado do Programa Resposta para o Amanhã

Lançado em 2014, o prêmio já mobilizou mais de 106 mil alunos de todos os estados na federação, em mais de 4.700 projetos, de 3.300 escolas, orientados por 7.300 professores. O Respostas para o Amanhã promove, no âmbito escolar, o debate sobre a sustentabilidade e a aplicação prática dos conteúdos curriculares no dia a dia a partir da pesquisa científica, bem como a valorização do trabalho colaborativo em coautoria com toda a classe, motivando uma aproximação dos alunos com a comunidade e seus problemas.

Para Maria Amábile Mansutti, coordenadora técnica do Cenpec, o diferencial do concurso é a sua proposta pedagógica integradora, que além de engajar os alunos, pretende valorizar a prática dos educadores e gerar benefícios às comunidades em que as escolas estão inseridas. "É um programa que proporciona uma educação conectada com a realidade e mostra aos estudantes resultados concretos originados por seus projetos, baseados totalmente no aprendizado que obtiveram em sala de aula", afirma.

A Samsung conta ainda com o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da Rede Latino-americana de Organizações Sociais para a Educação (Reduca), entre outros parceiros regionais e locais para visibilizar o Programa Respostas para o Amanhã.
Os cinco vencedores nacionais:

Projeto: Consustime - gestão do uso de água
Escola: EEEP Guilherme Teles Gouveia
Professor responsável: Marcos Deames Araujo Silva
Local: Granja, CE
Descrição: O projeto busca desenvolver ferramentas para gerenciar de forma mais eficiente a água nas residências por meio do desenvolvimento de um aplicativo que se conecta a um chuveiro inteligente e possibilita o controle da quantidade de água gasta no banho. Também foi criada uma página na internet para sensibilizar o público, especialmente os jovens, sobre diferentes formas de racionalizar o uso da água, contribuindo para diminuir o desperdício de água potável e, consequentemente, a conta de água.
"O prêmio transformou a minha vivência com o aluno, pois adotei novas metodologias para desenvolver o interesse do aprendizado. Para os estudantes, os projetos possibilitaram a construção autônoma do seu conhecimento e a percepção de que um trabalho bem desenvolvido gera bons resultados. Foi uma vivência e formação de competências. A condução de algo inovador é muito importante para a formação intelectual e psicossocial, além de contribuir na realidade social com novas formas de utilizar-se dos recursos naturais tão importantes para manutenção da vida." - Professor Marcos Deames Araujo Silva

Projeto: SOS CASA - pisos ecológicos
Escola: EEM Ronaldo Caminha Barbosa
Professor responsável: Joseline Maria Souza Nascimento
Descrição: O projeto desenvolveu pisos ecológicos a partir de resíduos de vidro, borracha, fibra de coco, madeira e amostras de solo local para aplicação em casas de taipa visando proporcionar uma melhor qualidade de vida para seus moradores.
 "Participar do RESPOSTAS PARA O AMANHÃ representou a possibilidade de compartilhar com o Brasil todo o projeto. Além disso, estimulou os alunos e os motivou na medida em que puderam conhecer outros projetos desenvolvidos por estudantes transformadores de todo o país." - Professora Joseline Maria Souza Nascimento

Projeto: DESPÓLUIR
Escola: EEEFM - Almirante Barroso
Professor responsável: Ívina Langsdorff Santana
Descrição: Os alunos desenvolveram supressores de poeira à base de produtos sustentáveis que, aplicados sobre o minério durante seu transporte, reduzem a aspersão do pó preto, um material particulado altamente poluente proveniente da siderurgia do minério de ferro.
"Além da possibilidade de redução da poluição atmosférica, que causa problemas de saúde na população e gera impacto ambiental na baía de Vitória, o mais importante sobre nossa participação no prêmio foi mostrar aos alunos que podemos pesquisar a respeito de problemas da nossa comunidade e, mesmo que não sejamos especialistas, pensar em soluções e ações que possam de fato resolvê-los faz com que os alunos desenvolvam melhor sua alfabetização científica e adquiram uma maior responsabilidade socioambiental." - Professora Ívina Langsdorff Santana

Projeto: Plantas Medicinais do Povo Paiter: resgatando o conhecimento tradicional
Escola: EIEEFM Sertanista José do Carmo Santana
Professor responsável: Alexandre Surui
Descrição: O projeto compreendeu a pesquisa das plantas medicinais utilizadas pelo povo indígena Paiter Surui no tratamento de determinadas doenças.
"Revitalizar nossos etnoconhecimentos foi de extrema importância. Estamos mostrando que os povos indígenas também possuem ciência. O resultado da pesquisa será organizado em um futuro livro, onde pretendo descrever as plantas e seus usos, também vamos continuar o trabalho de plantio de algumas espécies de plantas. Participar do Respostas para o Amanhã estimula outros professores a realizarem seus projetos." - Professor Alexandre Surui

Projeto: Projeto Igarapé Verde: Um enfoque interdisciplinar para a Revitalização do Igarapé Paragominas
Escola: EETEPA - Escola Estadual de Educação Tecnológica do Para - Paragominas
Professor responsável: Giliam de Matos Araújo
Descrição: Criação de medidas de recuperação de áreas degradadas do Igarapé de Paragominas, empoderando a comunidade local através da visão interdisciplinar de diversas áreas do conhecimento (gestão dos recursos hídricos, geotecnologias, educação ambiental, ecologia urbana, sustentabilidade urbana) e apoiados por ações de plantio de mudas em escala piloto.
"Levar a cidadania a presentes e futuras gerações, no sentido de pertencimento a cidade de Paragominas, mostra que somos protagonistas da mudança que queremos. Quanto ao empoderamento da comunidade local, é bom sabermos que estamos no caminho certo. A participação sinérgica da prefeitura municipal de Paragominas, da universidade estadual e federal, da mídia local, das escolas públicas municipais, Embrapa e comunidade local, foi de suma importância para o sucesso do projeto. " - Professor Giliam de Matos Araújo


Sobre o Cenpec
O Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC) é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, criada em 1987, cujo objetivo é o desenvolvimento de projetos e pesquisas voltados à melhoria da qualidade da educação pública e ao aprimoramento da política social. Sua atuação tem como foco a escola pública, os espaços educativos de caráter público e as políticas e iniciativas destinadas ao enfrentamento das desigualdades. As ações desenvolvidas visam contribuir para o fortalecimento das políticas de educação integral, de enfrentamento das desigualdades sócio espaciais, valorização e formação dos profissionais de educação, a ampliação e a diversificação do letramento, o fortalecimento da gestão escolar e a construção de uma base nacional curricular comum.
   
Sobre a Samsung Electronics Co., Ltd.

A Samsung inspira o mundo e cria o futuro com ideias e tecnologias inovadoras. A companhia está redefinindo o mundo de TVs, smartphones, wearables, tablets, eletrodomésticos, sistemas de conexão e memória, sistema LSI, fundição de semicondutores e soluções LED. Para saber mais sobre as últimas notícias, por favor, visite a Sala de Imprensa da Samsung em http://news.samsung.com/br.

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

PAPOFÁCIL #115 - Fortinet ameaças e defesas, local ou na nuvem

Carlos Cortizo, Gerente de Engenharia, comenta sobre os tipos mais recentes de ataques no meio financeiro e como as empresas podem fazer para se protegerem, seja no ambiente local ou na infraestrutura na nuvem, ou aplicações SaS.

Gravado dia 01/12/2017 

PAPOFÁCIL #115 - Fortinet ameaças e defesas, local ou na nuvem


Fortinet redefine expectativas de firewalls de próxima geração para empresas

FortiGate séries 500E e 300E são referência em desempenho, recursos e valor

Fortinet® (NASDAQ: FTNT), líder global em soluções de cibersegurança de alto desempenho, anunciou sua mais nova série de firewalls de próxima geração (NGFW), que permitem a adoção de proteção avançada contra ameaças e inspeção SSL em suas instalações e filiais sem desempenho reduzido. Esta combinação de desempenho e valor líderes do setor ajuda as organizações na adoção segura de novas arquiteturas na nuvem e serviços baseados na web que oferecem uma vantagem comercial na atual economia digital.

  • O FortiGate 500E e o FortiGate 300E foram desenvolvidos para servir como base de segurança para instalações corporativas e filiais, dobrando o desempenho da geração anterior sem aumentar o custo.
  • O FortiGate 500E é o equipamento de segurança mais acessível, que oferece conectividade 10GbE com desempenho líder de proteção contra ameaças.
  • O FortiGate 300E fornece o maior desempenho de SSL de sua classe, além de recursos avançados para permitir rede SD-WAN segura.

As exigências de redes e segurança corporativas estão mudando

A adoção crescente de soluções na nuvem e aplicativos e serviços baseados na web está mudando rapidamente as exigências de segurança e rede das empresas em transformação digital que querem garantir esse processo de forma segura. Por isso, aumentaram as exigências de firewalls, pois eles fornecem um gateway natural para gerenciar e proteger o tráfego, além dos recursos de rede avançados exigidos pelas empresas modernas.

O Gartner prevê que "até 2020, 50% dos novos firewalls corporativos serão usados na inspeção de TLS de saída, um aumento em relação ao índice atual menor que 10%". O Gartner também afirma que "muitas empresas estão buscando fornecedores de firewall para fornecer soluções de detecção de malware baseadas na nuvem para ajudá-las em seus esforços de detecção avançada de ameaças, como uma alternativa econômica para soluções de sandboxing separadas".

As expectativas de capacidades de firewall estão aumentando para atender às necessidades das redes corporativas, e os NGFWs modernos devem evoluir para acompanhar as mudanças na infraestrutura e o cenário de ameaças em constante expansão.

"O tráfego criptografado está se tornando um buraco cada vez maior nas defesas das empresas na migração para soluções na nuvem e adotam cada vez mais aplicativos e serviços baseados na web. Esta é uma luta para as equipes de TI e segurança, já que muitas soluções de firewall simplesmente não conseguem verificar o tráfego SSL criptografado e as soluções que fazem isso são muito mais dispendiosas. A Fortinet continua expandindo o desempenho de segurança com nossos novos firewalls de próxima geração (NGFW) da série E. Com eles, nossos clientes podem analisar completamente o tráfego criptografado sem impacto no desempenho", afirmou John Maddison, Vice-Presidente Sênior de Produtos e Soluções da Fortinet.

Novos padrões de segurança
Os NGFWs da série E da Fortinet reforçam os benefícios do Fortinet Security Fabric, permitindo recursos integrados de proteção avançada de ameaças, como o sandboxing na nuvem, proteção de dispositivos de usuários e inteligência de ameaças. Todas as capacidades integradas são orquestradas pelo sistema operacional de segurança FortiOS da Fortinet, que fornece visões de cima para baixo da topologia do fabric otimizando o gerenciamento e a visibilidade de toda a infraestrutura. O FortiOS também permite visibilidade granular que vai além do típico tráfego de aplicativos, incluindo usuários individuais, dispositivos de IoT, clientes finais e pontos de acesso.

O FortiGate 500E e 300E também utilizam a unidade de processamento de segurança discreta CP9 da Fortinet, que acelera as capacidades de prevenção de ataques e a inspeção de SSL, identificando ameaças escondidas no tráfego criptografado.

A Fortinet foi reconhecida como Líder de firewalls para redes corporativas no Quadrante Mágico 2017 do Gartner, que a Fortinet considera como um testemunho de suas capacidades de segurança, funcionalidades de rede e desempenho de suas soluções em constante expansão, ajudando os clientes a se manterem sempre atualizados no cenário de ameaças de rápida evolução.

Essa combinação de segurança líder do setor, desempenho superior e valor incrível estabelece uma nova referência de NGFWs corporativos.

FortiGate 500E
O FortiGate 500E é ideal como NGFW de alto desempenho para ambientes de instalações corporativa; é o NGFW mais acessível da indústria, fornecendo conectividade 10GbE. Essa conectividade possibilita um maior desempenho de throughput, principalmente para os recursos de proteção de ameaças em hardware e inspeção profunda, que são necessários para proteger as empresas digitais.

  • Throughput do NGFW: 5 Gbps.
  • Throughput da proteção de ameaças: 4,7 Gbps.
  • Throughput da inspeção de SSL: 6,8 Gbps.



FortiGate 300E
O FortiGate 300E foi desenvolvido para atender às necessidades de escritórios remotos que exigem proteção por meio de NGFW de alta densidade de porta e recursos integrados de rede SD-WAN seguros para garantir que as localidades fiquem sempre conectadas por meio de redes de área ampla altamente confiáveis, eficientes e seguras.

  • Throughput do NGFW: 3,5 Gbps.
  • Throughput da inspeção de SSL: 6,8 Gbps.
  • Throughput da proteção de ameaças: 3 Gbps.


Outros recursos
Visite a página do firewall de próxima geração FortiGate e veja mais detalhes sobre as soluções da Fortinet.



Sobre a Fortinet
Fortinet (NASDAQ: FTNT) ajuda a proteger redes, dados e usuários de ameaças que estão em constantemente evolução. Como líder global em segurança de rede de alto desempenho, permitimos a empresas e governos consolidar e integrar tecnologias independentes sem sofrer quedas de desempenho. Diferentemente das alternativas caras, inflexíveis e de baixo rendimento, as soluções da Fortinet permitem aos clientes adotar novas tecnologias e oportunidades de negócios enquanto protegem sistemas essenciais e conteúdo. Saiba mais em www.fortinet.com Siga Fortinet Blog,Google+, Linkedin ou Twitter.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

PAPOFÁCIL #114 SoftwareONE Licenciamento e Cloud

Flavio Palestino, Country Manager e André Fernandes, Co Fundador na América Latina, contam sobre a origem da empresa especializada em licenciamento Microsoft que estendeu a atividade para gerenciar licenças de diversos fornecedores otimizando custos para o cliente e também prestação de serviços visando a jornada para a nuvem, auxiliando a distribuição de workloads entre os fornecedores mais adequados às necessidades.

Gravado dia 27/11/2017 na SoftwareONE


PAPOFÁCIL #114 SoftwareONE Licenciamento e Cloud





SoftwareONE atualiza plataforma PyraCloud e otimiza funcionalidades para portfólio multicloud
Dentre as novas funcionalidades está o melhor controle e otimização de orçamentos e gastos de todo o portfólio de software on-premisse e na nuvem

A SoftwareONE, pioneira em Gestão de Portfólio de Software anuncia a nova versão do PyraCloud – solução que gerencia portfólios de software desde on-premisse até a nuvem de ponta a ponta (on premise e nuvem), com destaque para as melhorias do controle de custos da nuvem. Com estas atualizações, o PyraCloud passa a fornecer informações e insights sobre o consumo de nuvem com base no contexto do negócio do cliente e garante transparência e uso consciente, mesmo quando são usadas duas nuvens públicas ao mesmo tempo, como Azure e AWS. Para as organizações, é fundamental que acompanhem o budget e os gastos com os provedores da nuvem para controlar os custos. O PyraCloud permite que as empresas gerenciem os custos da nuvem dentro do orçamento em unidades de negócios, provedores de nuvem e aplicativos.




De acordo com a IDC, a maioria das empresas tem em média 13 provedores de serviços da nuvem diferentes. O Gartner aponta que as organizações estão gerando custos com a nuvem pública duas a três vezes mais caras do que o esperado. O Módulo de Gerenciamento de Nuvem aprimorado do PyraCloud ajuda os clientes a controlarem e ter a previsão dos investimentos. As novas funcionalidades oferecem visibilidade dos recursos da nuvem, evidenciando por quem e quando são usadas, oferecendo uma melhor governança, gerenciamento de orçamento e gastos em todos os provedores da nuvem. 

Com esses aprimoramentos, as organizações podem atender aos requisitos de negócios de responsabilidade, controle de custos e uso da nuvem em todas as unidades de negócios.
As novas features para o Cloud Management Module apresentam quatro benefícios principais:
  • Transparência multicloud de ponta a ponta: a função “Tag and Resource Manager” permite às organizações descobrirem, normalizarem e monitorarem consistentemente os recursos nos provedores de nuvem, como Azure e AWS;
  • Responsabilidade por unidade de negócios: o “Custom Group manager” contribui para que as organizações definam e mapeiem recursos de nuvem para a estrutura de custos como unidades de negócios, aplicativos ou projetos;
  • Controle de custos de recursos da nuvem: o item “Cloud Budget Manager” ajuda as empresas a criarem orçamentos por estrutura de custos e acompanharem em tempo real os gastos em relação aos orçamentos para o controle de custos;
  • Painel de controle e relatórios personalizados: o “Consumption Dashboard” atualizado fornece informações sobre o consumo de nuvem para as partes interessadas e as linhas de negócios para otimizar o uso de recursos da nuvem.


"A responsabilidade e o controle de custos em um ambiente multicloud dinâmico tornaram-se mais complexos do que nunca", comenta Mike Gersten, diretor de estratégia e inovação global da SoftwareONE. "À medida que as organizações se movem para um mundo dinâmico e multicloud, as empresas acham cada vez mais difícil assumir o controle de seu ambiente. Em muitos casos, as organizações não conseguem responsabilizar os usuários e as unidades de negócios pelo seu gasto em nuvem. Os novos aprimoramentos do PyraCloud oferecem transparência em todos os provedores, recursos, usuários e orçamentos da nuvem, permitindo que as organizações controlem e otimizem uniformemente seus recursos no ambiente mais amplo e multicloud", completa Gersten.

Segundo Richard Bezjian, diretor de Engenharia da LA Metro, "O PyraCloud fornece informações rápidas sobre os gastos e as tendências atuais para nuvem. Nós percebemos - via PyraCloud - que o gasto será três vezes maior do que o que realmente comprometemos e isso foi mais fácil e rápido do que ir ao portal do fabricante".

Seja no ambiente local, nuvem híbrida ou multicloud, o PyraCloud é a única solução que fornece informações sobre o portfólio de software para uma governança sem precedentes de orçamento, gastos e otimização.

SoftwareONE apresenta ao mercado o SAMSimple
A nova abordagem oferece aos clientes uma opção simples de gestão de ativos de software 
A SoftwareONE, uma das fornecedoras líder de gestão de ativos de software, apresenta o SAMSimple, um serviço de gestão de ativos de software (SAM). A nova ferramenta permite que as organizações percebam com agilidade o valor total de seus investimentos, mitiguem os riscos de conformidade e reduzam o custo de todo o seu portfólio de software.


A grande maioria das organizações não possuem processos ou ferramentas avançadas de SAM. A nova ferramenta contempla as questões comuns de SAM e fornece uma solução personalizada aos clientes, oferecendo melhor gestão e transparência de seus gastos. O SAMSimple elimina a dificuldade da implementação de uma prática de SAM, proporcionando melhor experiência, processo e ferramentas que aceleram a jornada do cliente para a nuvem. Com a melhoria das práticas de SAM, as organizações podem efetuar uma transição mais efetiva de On Premisse para nuvem, levando essas empresas à transformação digital.
"Muitos diretores de empresas e da indústria de TI possuem inúmeras prioridades de negócios, o que resulta em menos tempo para que eles se concentrem na implementação de uma nova prática SAM. Com o SAMSimple, estamos simplificando o gerenciamento de portfólio de software, proporcionando mais transparência e governança, ao mesmo tempo em que reduzimos os custos e asseguramos a conformidade de todos os ativos de software", diz Patrick Winter, CEO da SoftwareONE. “O SAMSimple oferece a ferramenta necessária e chega a um novo nível em termos de experiência e expertise da SoftwareONE para o licenciamento de software, devolvendo assim, controle total de ativos de software para os diretores de TI", completa o CEO. 
O SAMSimple automatiza processos complexos de SAM e capacita organizações com um único serviço projetado para resolver as questões mais comuns:
  • Inventário impreciso: agrupa dados de implementação de software em hardware, ambientes virtuais, sistemas operacionais e plataformas de nuvem com precisão;
  • Contratos complexos: elimina a dificuldade em tentar decifrar termos e condições complexas dos contratos de licenciamento de software;
  • Direitos geridos de forma errada: oferece suporte contínuo para que cada compra seja devidamente registrada com direitos de uso específicos;
  • Auditorias cansativas: facilita e simplifica as respostas às auditorias, um exercício muitas vezes burocrático e complicado;
  • Recursos escassos: elimina a dificuldade para encontrar recursos qualificados que conheçam a infinidade de complexidades de licenciamento para cada editor;
  • Custos crescentes: oferece solução para versões compradas versus instaladas, combinando inventários e uso com pedidos de compra e contratos;
  • Eficiência: possibilita a redução de custos com foco em itens de prateleira por meio de retorno de software que não é usado de forma eficaz.
“O SAMSimple veio endereçar a transformação em como as empresas irão consumir serviços de gestão de TI: contratação de maneira modular e escalável, como serviço mensal”, comenta Marcelo Theophilo, Head of Services da SoftwareONE Brasil. “Implementar o SAMSimple pode aumentar a agilidade e velocidade das organizações na tomada de decisões, uma vez que o serviço provê transparecia e clareza para a gestão de ativos de software. Esse é o primeiro passo para uma migração para nuvens hibridas”, finaliza Theophilo.
Sobre a SoftwareONE
Presente em 145 países, com mais de 3.500 funcionários no mundo, a SoftwareONE possui sede global em Stans, na Suíça. Com faturamento superior a 5.5 bilhões de dólares em 2015, a empresa representa mais de 9.000 fabricantes e tem mais de 24mil clientes no mundo, incluindo clientes globais, Pequenas e médias empresas, instituições governamentais, acadêmicas e ONGs. A SoftwareONE é referência em Gestão de Portfólio de Software (SPM), Licenciamento de Software, Gestão de Ativos de Software (SAM) e Cloud Computing.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

PAPOFÁCIL #113 Symantec Cloud Security

Fernando Ceolin, Engenheiro de Sistemas, destaca as necessidades de se identificar as aplicações que rodam na nuvem e como conseguir que essa diversidade de soluções usadas pelas empresas esteja protegida contra as inúmeras ameaças que existem, bem como por meio de algoritmos inteligentes, dos perigos que estão por vir.

Gravado dia 28/11/2017 na Symantec 

PAPOFÁCIL #113 Symantec Cloud Security





Symantec apresenta plataforma Endpoint Security for Cloud Generation

A primeira solução no setor a oferecer dissimulação, detecção de ameaças móveis e EDR capaz de simplificar e reduzir os custos operacionais enquanto melhora a proteção

 A Symantec, líder no mercado de segurança de endpoints, anunciou a solução para endpoints mais avançada e repleta de recursos do momento, reunindo tecnologia de dissimulação, defesa contra ameaças móveis, detecção e resposta para endpoints (EDR) e proteção reforçada e intensiva por meio de uma capacidade avançada de aprendizagem automática. Desenvolvida com base na plataforma Symantec Endpoint Protection (SEP), líder de mercado, ela é a primeira solução a oferecer a melhor proteção e a melhor detecção de sua categoria integradas em um único agente, ajudando os clientes a enfrentar os desafios da geração da nuvem ao simplificar e otimizar seus ambientes, reduzir os custos e melhorar a segurança.

Conforme o cenário de negócios evolui com a adoção da computação em nuvem e das tecnologias móveis, as corporações estão se esforçando mais para proteger seus funcionários em um conjunto diverso de dispositivos, ao mesmo tempo em que precisam enfrentar novas ameaças virtuais. Ataques recentes como o WannaCry e o Petya alvejaram lacunas na segurança de endpoints e ressaltam a necessidade por uma abordagem centrada em plataforma que ofereça soluções de segurança inovadoras a todos os dispositivos, redes e aplicações, de forma a combater as ameaças em ascensão. Esses desafios se tornaram mais difíceis, juntamente com uma escassez de pessoal qualificado para a segurança virtual e a emergência de soluções pontuais complexas, direcionadas a resolver problemas de segurança similares.

A Symantec oferece, de forma única, capacidades amplas para endpoints em um único agente, permitindo que os CISOs e equipes de TI monitorem, gerenciem e contenham ameaças ao mesmo tempo em que reduzem a complexidade operacional. E por meio de seu esquema de integração, é possível integrar soluções adicionais de parceiros com o Symantec Endpoint.

"Nossa nova solução para endpoints é exatamente o que nossos clientes vinham pedindo: as melhores capacidades da categoria integradas em um único agente para ajudá-los a simplificar, reduzir os custos e combater de forma efetiva ameaças avançadas, malware e ransomware", declarou Mike Fey, presidente e COO da Symantec. "O mais importante é que essas tecnologias não estão simplesmente integradas, - frente a frente com suas contrapartes isoladas no setor, elas as superam. Nós a chamamos de Endpoint Security for the Cloud Generation (segurança de terminais para a geração da nuvem); e temos muito orgulho em oferecer esse nível de avanço a nossos clientes ".

A Endpoint Security for the Cloud Generation aplica uma abordagem ampla e baseada em plataforma ao ambiente moderno de ameaças, oferecendo inovações únicas que trazem avanços para a segurança de endpoints. O Symantec Endpoint Protection é melhorado com algumas capacidades novas e inovadoras, incluindo:

Dissimulação em escala: a Symantec vira o jogo contra os agressores, trazendo recursos de dissimulação à proteção de endpoints. A tecnologia de dissimulação faz os agressores acreditarem que conseguiram invadir uma organização, quando, na verdade, são desviados para um ambiente falso e recebem recursos e informações falsas - levando-os a uma "busca inútil" - enquanto a equipe de segurança trabalha para neutralizar o ataque. As técnicas de dissimulação são oferecidas como parte do SEP 14.1, e a Symantec é a primeira a oferecê-las ao mercado de proteção de endpoints. Como líder do mercado, a Symantec agora pode implantar a dissimulação em escala maciça a todos os seus 175 milhões de endpoints globais.

Defesa contra ameaças móveis por meio do SEP Mobile: a Symantec anuncia a disponibilidade mundial do SEP Mobile, apenas 90 dias depois da conclusão da aquisição da Skycure, trazendo aos clientes e parceiros a melhor proteção da categoria para endpoints móveis. O SEP Mobile oferece defesa ampla, precisa e efetiva contra ameaças móveis, ajudando organizações a proteger tanto os dispositivos pessoais (BYOD) quanto os corporativos, em sistemas operacionais móveis modernos, incluindo iOS e Android.

Detecção e resposta para endpoints: a Symantec anuncia o Advanced Threat Protection 3.0, com grandes melhorias de EDR integradas ao SEP 14. Além disso, a Symantec expande essa proteção por meio do Symantec Endpoint Detection and Response Cloud, um serviço baseado em nuvem que pode ser implantado em minutos e ajuda a fortalecer a postura de segurança das empresas contra ataques virtuais. O Symantec EDR Cloud melhora a produtividade dos investigadores com manuais de estratégia para resposta a incidentes pré-montados que oferecem as habilidades e melhores práticas dos analistas de segurança mais experientes a qualquer organização, gerando uma redução significativa nos custos.

Proteção sem assinaturas: o SEP 14.1 aplica técnicas avançadas de aprendizagem automática e análise comportamental para habilitar uma proteção intensiva que pode ser otimizada para os ambientes dos clientes. Com a ajuda dessa tecnologia, o SEP 14 bloqueou de forma proativa mais de um bilhão de tentativas de infecção do WannaCry em endpoints em todo o mundo.

Symantec Endpoint Protection with Hardening: o SEP Hardening impede explorações de vulnerabilidades, incluindo ataques de dia zero e reduz o dano dos ataques ao proteger e isolar atividade suspeitas e maliciosas direcionadas a aplicações de uso comum. ""Simplificar a proteção se tornou cada vez mais crítico para as organizações. As soluções esparsas e pontuais geram complexidade, elevam os custos e são difíceis de gerenciar e ainda deixam lacunas que podem ser exploradas.

A Symantec reuniu capacidades amplas para endpoints, oferecidas por meio de um único agente, permitindo que os CISOs e a TI monitorem, gerenciem e atuem em um local central." - Sean Pike, Vice-presidente de Programa do Grupo de Produtos de Segurança da IDC. "Depois que The Economist implantou o Symantec Endpoint Protection 14, percebemos uma queda de 60% em evento de malware", declarou Vicki Gavin, Diretora de Conformidade e Chefe de Continuidade de Negócios, Segurança Virtual e Privacidade de Dados da The Economist. "O malware corresponde a dois terços dos eventos com os quais lidamos. Com o SEP 14, gastamos 80% menos tempo lidando com eventos de malware, gerando mais tempo para nos concentramos em projetos de alto valor".

Produtos inclusos no Endpoint for the Cloud Generation [link to Product News items]
Symantec Endpoint Protection versão 14.1 (com dissimulação)
Symantec Endpoint Protection with Hardening (recurso adicional para o SEP 14)
Symantec Endpoint Protection Mobile
Symantec Advanced Threat Protection versão 3.0
Symantec Endpoint Detection and Response sem agente

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

PAPOFÁCIL #112 - Stefanini Integrador digital

Marco Stefanini, CEO Global e Fundador, conta um pouco da trajetória da empresa nos seus 30 anos, a jornada de transformação desde uma empresa de treinamento até hoje em dia uma integradora digital, com soluções diversificadas em omnichanel, atendimento automatizado e várias áreas de atuação, impulsionadas por seus centros de inovação espalhados em vários continentes.

Gravado dia 01/12/2017 na Stefanini  

Empresa segue em processo de crescimento com soluções digitais e inovações nos serviços

PAPOFÁCIL #112 - Stefanini Integrador digital






Stefanini tem meta agressiva de crescimento nos próximos cinco anos

Com a consolidação de seu ecossistema de inovação, multinacional aposta nas ofertas que visam a transformação digital e em aquisições no exterior

Stefanini anuncia projeto de inteligência cognitiva para a Caixa Econômica Federal, que beneficiará 150 mil funcionários e prestadores de serviços

São Paulo, Dezembro de 2017 – A Stefanini, uma das mais importantes provedoras globais de soluções de negócios baseadas em tecnologia, encerra o ano com um crescimento global de 7,5% em relação ao ano passando, atingindo um faturamento de R$ 2,8 bilhões. A região que mais cresceu foi Latam (países de língua espanhola), com índice de 30%, seguida da Europa, Brasil e Estados Unidos. 



Embora a economia dê sinais de retomada, o mercado de TI enfrenta dois grandes desafios no Brasil: superar a crise e concretizar o projeto de transformação digital. Segundo o fundador e CEO global da Stefanini, Marco Stefanini, as empresas tradicionais estão sendo afetadas diretamente pela 4ª Revolução Industrial. “Companhias como a nossa precisam consolidar um novo modelo baseado no ecossistema de inovação para continuar se destacando globalmente. “Os próximos dois anos serão decisivos para a transformação digital das corporações. A Stefanini está investindo fortemente em ofertas que poderão auxiliar os nossos clientes nesta transição”, afirma o CEO.

Para que a empresa cumpra a sua meta de crescimento agressivo nos próximos cinco anos, a Stefanini prevê novas aquisições no Brasil e no exterior. “Continuamos monitorando oportunidades que possam complementar o nosso portfólio e, consequentemente, o nosso ecossistema de inovação”, ressalta Marco Stefanini.

Atualmente, a multinacional brasileira trabalha com o modelo dual, que contempla, por um lado, soluções mais tradicionais como BPO, Service Desk e Field Service e, por outros, ferramentas modernas de automação, mobilidade, campanhas personalizadas de marketing, Indústria 4.0 e inteligência artificial.


Inteligência Cognitiva para a Caixa

 Umas soluções do universo digital que têm tido uma boa repercussão no Brasil e no exterior é a plataforma de inteligência cognitiva, batizada de Sophie. A ferramenta, que está em sua versão 2.2, é formada por um conjunto de softwares, sistemas e processos que permitem melhorar o desempenho das empresas ou sistemas que interagem com o consumidor ou usuário, por meio de texto e voz.  




O mais recente projeto envolvendo a Sophie acabou de ser implementado pela Caixa Econômica Federal, cuja assistente virtual foi batizada de Aixa. Mais de 150 mil funcionários e prestadores de serviços serão beneficiados e poderão, via portal de autoatendimento da Caixa ou Skype for Business, realizar aberturas de chamados, consultas e centenas de outras transações.  Com a solução da Stefanini, as interações passam a seguir fluxos de conversas simples e naturais, permitindo a busca de informações de maneira dinâmica nos sistemas da Caixa, além de facilitar a abertura de tickets de atendimento (ITSM).

“Com alto nível de complexidade e integração, podemos considerar este o maior projeto de atendimento cognitivo já realizado no Brasil”, diz Alexandre Winetzki, diretor de P&D da Stefanini. Segundo o executivo, nenhum sistema no Brasil alcançou um grau tão alto de compreensão de contexto e assertividade.
A plataforma Sophie 2.2 conta com novos recursos:

  • Plataforma responde em 40 idiomas, sem necessidade de configuração adicional;
  • Novo barramento de integrações;
  • Dashboards e sistemas de controle e gestão de atendimento;
  • Busca em bases de conhecimento externas à plataforma, com rankings baseados em busca semântica;
  • Melhorias no núcleo cognitivo com implementação de algoritmos genéticos e common knowledge networks (abordagens técnicas únicas no mundo).
Alguns números demonstram o potencial da plataforma:
  • Automação média de 31% dos processos dos clientes que já implementaram a solução;
  • Índice de satisfação de usuários, medida em tempo real, continuamente acima de 85%;
  • Mais de 2500 processos mapeados;
  • Atendimento em seguimentos tão distintos como Bancos, Seguradoras, Telecom, Indústria e Saúde;
  • Mais de 1.2 milhões de tickets de atendimento serão processados por Sophie ao final de 2017, contra 80 mil processados em 2016.
Ranking das mais internacionalizadas 

Pelo 3º ano consecutivo, a Stefanini aparece como a 5ª empresa brasileira mais internacionalizada no Ranking FDC das Multinacionais Brasileiras, divulgado pela Fundação Dom Cabral. Em 2017, a empresa se mantém na liderança em número de países onde possui subsidiárias e em terceiro lugar em índice de ativos. No quesito receita, a multinacional ocupa a décima posição no ranking geral.

De acordo com Ailtom Nascimento, vice-presidente da Stefanini, a internacionalização é um dos principais pilares de crescimento da companhia. “A transformação digital está acontecendo na cadeia logística do mundo inteiro. A automação tornará o setor industrial mais competitivo, contribuindo também para o desenvolvimento econômico”, destaca Nascimento.


Revolução Ágil Stefanini

A multinacional está investindo no modelo Ágil para auxiliar seus clientes a disseminar a cultura de desenvolvimento e gestão em seus projetos. Batizado de Revolução Ágil Stefanini, o modelo é normalmente aplicado quando não há tempo para definir – em detalhes - boa parte dos requisitos do projeto, antes do desenvolvimento e entrega parcial. A ideia é começar o trabalho antes de finalizar o plano, realizando eventuais mudanças ou adaptações ao longo do caminho, com entregas e feedbacks regulares.

Para a Stefanini, quem estabelece a ordem de prioridade para cada etapa é sempre o cliente, apoiado pelo time técnico da empresa. “Nosso principal objetivo é reduzir o tempo do lançamento do produto/serviço no mercado. A Stefanini conta com mais de 10.000 desenvolvedores espalhados em 40 países, altamente capacitados e preparados para prestar um serviço de qualidade voltado a desenvolvimento de sistemas utilizando modelos ágeis”, enfatiza Monica Herrero, CEO da Stefanini Brasil.


Soluções de BPO

Para garantir que os processos sejam mais ágeis, as ofertas de Business Process Outsourcing (BPO) podem ser uma boa alternativa para as empresas que buscam mais eficiência e redução de custos.

Na Stefanini, as soluções de BPO contam com a ajuda da plataforma de inteligência cognitiva, Sophie, para acelerar e melhorar o desempenho de sistemas que interagem com o consumidor ou usuário. Atividades repetitivas, que antes eram feitas por pessoas, são facilmente automatizadas, aumentando a produtividade.

“O Robotic Process Automation, ou RPA, é uma realidade e vai ser fundamental no próximo ano, não só no BPO, como em ITO, Information Technology Outsourcing, e outros serviços. O mercado está bastante interessado no RPA e entende seus benefícios”, comenta Alexandre Vomero, diretor de BPO Latam da Stefanini.

Segundo o executivo, a operação mais madura fora do Brasil está localizada no México. “Estamos trabalhando para integrar toda a América Latina, de forma a entregar benefícios ainda maiores para todos os nossos clientes”, afirma Vomero.


Presença global da Stefanini
  • Atuação em 40 países
  • Mais de 24.000 funcionários, sendo 12.000 no Brasil
  • Faturamento Bruto do Grupo
    2006 – R$ 285 milhões
    2007 – R$ 352 milhões
    2008 – R$ 510 milhões
    2009 – R$ 670 milhões
    2010 – R$ 1,025 bilhão
    2011 – R$ 1,240 bilhão
    2012 – R$ 1,9 bilhão
    2013 – R$ 2,11 bilhões
    2014 – R$ 2,35 bilhões
    2015 – R$ 2,6 bilhões
    2016 – R$ 2,6 bilhões
    2017 – R$ 2,8 bilhões
  • Últimas movimentações:
2015
  • Fusão com a IHM Engenharia (Fevereiro)
  • Joint-venture com a Tema Sistemas para criação da Stefanini Capital Market (Março)
  • Lançamento da Inspiring, braço de telecomunicações da Stefanini (Junho)
  • Criação do escritório em Ontário, no Canadá (Junho)
  • Aquisição de 40% da Saque e Pague (Agosto)
2016

  • Aquisição da empresa colombiana Sysman, especializada em ERP para Governo;
  • Fusão com a Scala IT (por meio da coligada VANguard)
  • Joint-venture com a israelense Rafael 

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

PAPOFÁCIL #111 PayPal Evolução do mercado de carteiras digitais

Paula Paschoal, Diretora Geral Brasil, fala sobre a pesquisa que estudou o comportamento do consumidor na Black Friday e também sobre os modelos de uso do PayPal e como um sistema de pagamento digital, que preserva a privacidade dos dados do comprador pode ser interessante, a oportunidad de crescimento desta modalidade de transação e por fim sobre uma característica muito importante da empresa PayPal que é a grande valorização do papel da mulher, maioria em todos os níveis da companhia.

Gravado dia 28/11/2017  


PAPOFÁCIL #111 PayPal Evolução do mercado de carteiras digitais






Promoções do e-commerce nacional nesta
Black Friday superaram expectativas

Os internautas encontraram preços até 43% menores, em média,
segundo levantamento da BigData Corp. encomendado pelo PayPal Brasil


São Paulo. A Black Friday – sexta-feira que sucede o Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos – vem se tornando uma das datas mais importantes para o varejo nacional, principalmente em sua versão online. Assim como em 2015 e 2016, a edição de 2017 foi um sucesso de público e crítica. Muita gente aproveitou os preços até 43,15% mais baixos para antecipar algumas compras de Natal.

A pedido do PayPal, pelo terceiro ano consecutivo, a Big Data Corp. monitorou mais de 600 mil lojas de e-commerce em todo o País nas quatro semanas que antecederam a Black Friday, que, este ano, aconteceu no dia 24 de novembro. E os resultados são os seguintes:

Novidades

·         Segundo o levantamento da BigData Corp., a esmagadora maioria (mais de 99%) dos e-commerces brasileiros aderiu (no intervalo de quatro semanas pré-Black Friday) à febre de promoções online da data comercial mais expressiva da internet. Entre os grandes e-commerces, com mais de 500 mil acessos por mês, a adesão foi de 100% na Black Friday. Entre os pequenos, com menos de 10 mil acessos mensais, ela chegou a mais de 99%.

·         As ofertas estiveram bem abaixo dos preços normais e representaram oportunidades de descontos praticados pelos e-commerces – e uma possibilidade real para que os consumidores pudessem antecipar algumas compras de Natal. No entanto, as promoções foram menores do que em 2016. Duas semanas antes da Black Friday, os descontos deste ano bateram em 12,06% (contra 14,7% no ano passado e 6,69% em 2015); uma semana antes da data, os descontos recuaram para 12.34% este ano (contra 22,67% em 2016 e 17,29% em 2015); e na Black Friday propriamente dita, os descontos atingiram o pico de 13.76% este ano (contra 35,27% no ano passado e 30,86% em 2015).

·         No top 5 das categorias em que a pesquisa Big Data Corp. encontrou os maiores descontos, medalha de ouro para os brinquedos (57.99%), seguidos por eletro-eletrônicos (36.36%), roupas e acessórios (21.38%), turismo (20.34%) e cosméticos (10.57%).

·         Este ano, 64% das lojas online começaram a “falar” sobre a Black Friday mais de um mês antes da data – algo que nenhuma delas havia feito no ano passado; e somente 7,8% já vendiam com desconto com tamanha antecedência em 2015. Como um todo, o índice de adesão subiu em relação a 2016. Este ano, três semanas antes da data, 77.5% dos e-commerces já haviam aderido à Black Friday (em 2016, o índice foi de 10,14%; em 2015, de 24,3%); até duas semanas antes da data, 83.04% (em 2016, eram 46,8%; em 2015, 54,8); e até uma semana antes da data, 97.03% (eram 67,4% em 2016; e 75,9% em 2015). Já no dia da Black Friday, praticamente 100% dos e-commerces pesquisados haviam aderido à data este ano – contra 92,6% em 2016 e 89,4% em 2015.


Citações

·         “Os números da Black Friday este ano confirmam que a data entrou para o calendário do varejo, principalmente o online, e se tornou uma importante oportunidade para vender mais, fidelizar os clientes já estabelecidos e aumentar a fatia de mercado. O PayPal vem fazendo sua parte, investindo em segurança para seus clientes e também parceiros, além de criar serviços que facilitam a vida de quem quer comprar online. É o caso do One TouchTM, que proporciona checkout rápido e seguro para os clientes PayPal, que não precisam redigitar usuário e senha a cada transação” – Thiago Chueiri, diretor de Desenvolvimento de Negócios do PayPal Brasil.

·         “Essa é uma das pesquisas sobre varejo mais interessantes porque funciona como um termômetro. Graças a ela podemos medir o quanto uma crise é significativa ou o quanto o mercado está se recuperando. E foi-se o tempo da Black Fraude no Brasil. O varejo nacional entendeu que a data é, sim, uma oportunidade para bons resultados. Nossos números comprovam que a Black Friday 2017 foi um sucesso de vendas online no País” - Thoran Rodrigues, CEO e fundador da BigData Corp.

Metodologia
·         O processo de captura de dados da internet usado pela BigData Corp. prevê o processamento de mais de 10 petabytes semanalmente, extraídos de visitas a mais de 700 milhões de sites, dos quais são obtidos informações estruturadas e seus links.


Sobre a BigData Corp.
A BigData Corp. opera um dos maiores processos de coleta e estruturação de dados do mundo. Captura todas as semanas informações de mais de 700 milhões de sites globalmente, incluindo os mais de 20 milhões disponíveis hoje no Brasil, para atender negócios e instituições de todos os portes e segmentos. Os dados tratados pela empresa podem ter origem nas redes sociais, em sites de notícias ou em quaisquer outros endereços na web, além de outras fontes de parceiros.
Líder no mercado de big data no Brasil e na América Latina, a BigData Corp. capta e trata a informação por meio de três produtos. O primeiro deles é o BigWeb, que ajuda a estudar o mercado e permite gerar leads, isto é, identifica oportunidades de negócios a partir das informações obtidas na web. Já o BigBoost reúne todas as informações disponíveis na Internet em uma única API, ou seja, em uma única interface de aplicativos. Por fim, o BigID lança mão da riqueza dos dados coletados na Internet para validar automaticamente a identidade de uma pessoa ou empresa.
A BigData Corp é brasileira e foi fundada em 2013. Possui escritório no Rio de Janeiro, onde está localizada a sua sede, e deverá abrir outro, em São Paulo, no segundo semestre de 2017. Conheça mais sobre a BigData Corp. acessando www.bigdatacorp.com.br


Sobre o PayPal

Impulsionado pela crença de que ter acesso a serviços financeiros cria oportunidades reais, o PayPal (Nasdaq: PYPL) está empenhado em democratizar os serviços financeiros e capacitar as pessoas e as empresas a aderirem e prosperarem na economia global. Nossa plataforma de pagamentos digitais aberta oferece aos usuários das 218 milhões de contas ativas do PayPal a tranquilidade de se conectar e trabalhar, de um modo novo e poderoso, seja online, em um dispositivo móvel, em um aplicativo ou pessoalmente. Por meio da combinação de inovação tecnológica e parcerias estratégicas, o PayPal cria melhores maneiras e oferece opções e flexibilidade para pagar ou receber pagamentos por produtos ou serviços. Disponível em mais de 200 mercados em todo o mundo, a plataforma do PayPal, que inclui os serviços de Braintree, Venmo e Xoom, permite aos compradores e vendedores receberem pagamentos em mais de 100 moedas, retirar fundos em 56 moedas e manter saldos em suas contas do PayPal em 25 moedas. Para obter mais informações sobre o PayPal, visite https://www.paypal.com/about. Para informações financeiras do PayPal, acesse https://investor.paypal-corp.com.