domingo, 2 de setembro de 2012

Intel Core i7 3770k Ivy Bridge, robustez e desempenho garantidos


É muito bom estar acompanhando de perto esta evolução. Já são 4 modelos de Core i7 que pude testar desde 2009 (um por ano). Isso proporciona uma visão ampla de como mudou a plataforma e como o desempenho foi incrementado ao longo dos anos, entre vários “Tick-Tock” (ciclo evolutivo da Intel). Desta vez testei o Core i7 Ivy Bridge, modelo 3770k, o atual modelo topo de linha para desktops e assim pude relativizar seu desempenho comparando-o aos outros processadores Core i7 já lançados. Os dois últimos testes com que realizei com Intel Core i7 são Intel Core i7 3960 Extreme o Blackbird dos processadores  e Core i7 Sandy Bridge pulverizando recordes.
Core i7 3770k

O i7 3770k reina soberano neste momento e talvez só seja superado pela versão Extreme (i7-3970x) que ainda vai ser lançada no final deste ano. O i7 3770k é um processador de 4 núcleos e 8 threads, ou seja, usando a tecnologia HT da Intel cada núcleo dispõe de mais de uma fila para execução de tarefas (por isso 8 thread).

Até 8 tarefas em paralelo no Core i7 3770k

Características

Foi lançado no segundo trimestre de 2012. Sua velocidade nominal é de 3.5 Ghz, mas como dispõe do recurso TurboBoost ele consegue elevar sua frequência para 3.9 Ghz sob demanda. Sua memória cache L3 compartilhada pelos 4 núcleos é de 8 MB.

Necessita de placa mãe com o soquete 1155 também chamado de soquete H2.  Trabalha com memórias do tipo DDR3 1333 Mhz e 1600 Mhz em modo dual channel (acesso paralelo aos dois módulos de memória ao mesmo tempo) até o limite de 32 GB (dependendo da placa mãe).

É fabricado em 22 nm, ou seja, utiliza menor área de silício sendo mais miniaturizado que seu antecessor o Sandy Bridge. Disso decorre seu menor consumo de energia (máximo 77 W) e ganho em desempenho.  A primeira geração de Core i7 tinha consumo máximo perto de 120 W que reforça a evolução do 3770k.

Inclui o sistema gráfico (GPU) Intel HD 4000 que torna o vídeo integrado muito mais eficiente e segundo a Intel com ganhos de até 100% em relação à geração anterior. Opera a 650 Mhz mas pode elevar sua velocidade sob demanda até 1150 Mhz em aplicações que exijam maior desempenho gráfico.

Core i7 3770k – arquitetura

TURBO BOOST APRIMORADO

Permite acelerar os núcleos do processador de forma automática de acordo com regras pré-definidas. Na primeira geração que introduziu este recurso (Nehalen), apenas UM núcleo era acelerado dinamicamente. E isso já foi muito bom principalmente porque ainda há muitos programas que só usam um núcleo. Mas o IVY BRIDGE traz um TURBO BOOST bastante evoluído. Dependendo do grau de solicitação, temperatura de cada núcleo, eles podem ser acelerados (um ou mais) e isso implica em graus distintos de aumento de desempenho. Existe uma ferramenta que permite monitorar o TURBO BOOST em ação, mostrando a cada momento a velocidade que o processador está trabalhando. Na figura há duas situações, a “padrão” (3.5 Ghz) até a máxima (3.9 Ghz).

Core i7 3770k operando em modo normal e turbo (3.9 Ghz)

Em relação ao Sandy Bridge a evolução que percebi é que mesmo com programas que usam muitos núcleos a aceleração se dá em todos os núcleos e não apenas um ou dois. Somente quando a situação se prolonga por mais tempo, com o aquecimento do processador que a velocidade cai, mas não cai muito. Diminui para 3.8 ou 3.7 Ghz e algum tempo depois volta para 3.9 Ghz. Trata-se de um comportamento bem mais “agressivo” do que a versão inicial do TurboBoost e daquele presente no 2600k (Sandy Bridge).

A máquina usada no teste

A Intel forneceu por empréstimo uma máquina pré-montada, uma robusta configuração para que pudesse ter uma ótima experiência com o processador Ivy Brigde i7 3770k de 3.5 Ghz. Mais detalhes sobre o hardware na figura abaixo.

 
PC usado no teste com o Core i7 3770k

Tela do programa CPU-Z mostrando detalhes do processador

O sistema de armazenamento deste PC é composto por um SSD (disco em memória flash) com desempenho nominal estelar!! Lê dados a 450 BM/s e grava a 210 MB/s!! Fantástico.

O sistema operacional utilizado foi o Windows 7 Ultimate de 64 bits. A máquina dispunha de 8 GB de memória. Inicialmente eu testei com uma placa de vídeo externa, nVidia GTX 560 e depois com o sistema HD4000 integrado.

Informações sobre o Windows do PC testado (IEW com placa externa)

A placa mãe utilizada foi INTEL DZ77GA-70K, perfeita para a função e para este tipo de processador (soquete LGA 1155). Permite que até duas placas de vídeo externas sejam conectadas. Dispões de generosa quantidade de portas USB 3.0 (são 4 portas enquanto em passado recente as placas tinham apenas 2 conexões USB 3.0). Conta ainda com mais 6 USB 2.0, duas placas de rede Gigabit Ethernet, 6 conectores SATA para HDs, conector HDMI para uso do vídeo integrado, áudio de alta definição, entre tantos outros recursos.

Placa mãe Intel DZ77GA-70K usada no teste


Estressando o Core i7 3770K

Há diversas formas de medir quão forte ou rápida é uma máquina e seu processador. Costumo realizar inicialmente testes subjetivos que consistem em usar a máquina para tarefas prosaicas. Acesso à Internet, uso de aplicativos de textos, imagens, etc. Como esperado este PC Intel Core i7 3770K excedeu as expectativas nestas tarefas. Em seguida conferi o tempo de inicialização da mesma. Incrível!! Menos de 20 segundos!!!
Depois disso submeti o processador ao meu próprio conjunto de testes. Alguns velhos conhecidos, outros nem tanto. Mas uso esta “cesta de testes” para aferir as diferenças entre os processadores. São dois grupos de testes. Em primeiro lugar aqueles “contra o relógio”, nos quais os programas que são executados mais rapidamente indicam melhor desempenho. Depois uso benchmarks compostos onde índices maiores significam melhor resultado.

Nas comparações que seguem abaixo há uma distorção planejada. O processador equivalente ao Core i7 3770k da geração anterior (2011) é o Core i7 2600k, o melhor que testei de sua geração (Sandy Bridge), base para medir a evolução da plataforma. Porém foi incluído também o Core i7 3960x Extreme Edition (também de 2011) que tem 6 núcleos (12 threads). Julguei interessante porque mesmo em “inferioridade numérica” (quantidade de núcleos) o valente 3770k conseguiu superar o “anabolizado” Extreme Edition em algumas circunstâncias. Só para esclarecer, pela quantidade de núcleos seria natural o 3960x ser 50% mais rápido que o 3770k. Como verão não foi sempre isso que aconteceu. Em alguns testes também estão presentes os resultados do Core i7 965 (3.2 Ghz) testado em 2009 para enriquecer a comparação.

A Intel entregou junto com a máquina uma sugestão de roteiro de testes extremamente interessante. Mas precisei manter minha metodologia para que fosse possível compará-lo aos outros Core i7 já testados. Mesmo assim algumas etapas da metodologia Intel foram aplicadas. Um destes casos foi o uso do jogo DIRT 3, por usar DirectX 11 aferindo a capacidade de processamento gráfico do INTEl HD 4000 (vídeo integrado).

Segue abaixo o resumo destes testes e respectivos comentários sobre cada etapa da avaliação.

Testes de Sintético – Índices unitários (quanto MENOR – tempo em segundos, melhor)

Testes sintéticos – quanto MENOR o resultado MELHOR

SUPERPI

O tradicional e bom SUPERPI abre a lista. Este programa calcula o número PI com até 32 milhões de casas decimais de precisão. Mas não usa mais que UM núcleo do processador. Embora tenha sido 10% mais rápido que o 2600k o 3770k superou em 5% o 3960x Extreme!! Ou seja, na aplicação “mono-core” o Ivy Bridge já supera a versão Extreme.

SUPERPI testado no Core i7 3770k

WPRIME

O WPRIME por sua vez estressa a capacidade de processamento matemático, mas usa todos os núcleos do processador. Neste caso os 4 núcleos (8 com Hyper Threading) Em relação ao Core i7 965 (de 2009) o ganho foi superior a 20%. Em relação ao 2600k de 2011, perto de 10%. Comparado ao 3960x Extreme foi 18% mais lento, mas não se esqueça de que o 3960x tem 6 núcleos (50% mais processadores). Dessa forma embora mais lento fica evidente o ganho relativo por causa da nova arquitetura Ivy Bridge.

Resultados do teste WPRIME, 209 segundos para completar o teste

DVD SHRINK

Este programa embora não seja um bechmark formal, é usado por mim por ser muito popular e codificar vídeo tarefa bastante comum nos dias de hoje. Também não é programa que se aproveita de múltiplos núcleos. Assim de novo o TURBO BOOST mais evoluído faz diferença. O Ivy Bridge foi 30% mais rápido que o anterior Core i7 965 (2009) e praticamente empatou com o 2600k. Infelizmente este teste não pode ser mais conclusivo porque o drive DVD usado era um modelo mais lento, interface USB (o PC veio sem drive) que por si só limitou a taxa de transferência do sistema. Tem potencial para ser melhor com um DVD interno do tipo SATA.


Testes de Desempenho – Índices compostos
(quanto MAIOR, melhor)

Agora mostrarei outros tipos de testes. São os testes de “índices de desempenho”. Nestes quanto maior o número final, melhor se saiu o processador. Segue abaixo a tabela que resume os resultados destes testes e os respectivos comentários.

Resultados dos benchmarks compostos

SISSANDRA ARTHMETIC

Trata-se de um teste que realiza complexas operações matemáticas, similares (e também mais complicadas) àquelas existentes em uma planilha eletrônica. Realizei esta avaliação de duas formas distintas. Usando todos os núcleos (4) e apenas com um núcleo. O Ivy Bridge superou o resultado obtido pelo Sandy Bridge 2600k por uma margem de 18%.

Mas ao olhar para a tabela/gráfico acima verá que o i7 3960x Extreme é muito mais rápido, cerca de 40%. Relembro que o 3960x tem 6 núcleos enquanto o 3770k tem 4 núcleos, assim a conclusão ainda não pode ser considerada definitiva.

Teste SisSandra Arithmetic com todos os  núcleos do processador

No teste com apenas UM núcleo o resultado obtido foi 20.5 GOPS. E daí? Isso é de grande destaque para mim. Isto significa que em plena carga o Core i7 foi quase 6 vezes mais rápido que com apenas um núcleo. Como pode ser mais de 6 vezes mais rápido se são 4 núcleos de processador?? Fácil de explicar, é o efeito da tecnologia HYPER THREADING (HT), ou seja, os 4 núcleos conseguem enfileirar até 8 canais de execução de instruções e nos ciclos vagos estas 8 filas são processadas. É como se o houvesse 8 “núcleos virtuais” em vez de “4 núcleos reais”. Isso promove maior poder de processamento no SISSANDRA ARITHMETIC e programas conseguem dividir suas tarefas por vários processadores de melhor forma. Este resultado atesta o bom funcionamento da tecnologia HT.

Teste SisSandra Arithmetic somente um núcleo do processador

Finalizando os comentários, o i7 3960x Extreme obteve para um núcleo o índice 19 GOPS, ou seja o 3770k é mais rápido que o 3960x quando apenas um núcleo de processador é analisado. Mérito do avanço da arquitetura do Ivy Bridge!! Efeito análogo aconteceu no teste SUPERPI (mono core).


PASSMARK PERFORMANCE TEST

Consiste de um MIX de operações e testes diversos e um índice final é composto. O Ivy Bridge foi 20% mais veloz que a geração anterior (Sandy Bridge). Em relação ao 3960x houve uma perda de 18% (3045 contra 3599). Mas mais uma vez o refinamento da nova arquitetura mostrou seu valor, pois o 3960x tem 50% a mais de processadores foi apenas 18% mais veloz. Em termos relativos, mais um ponto de destaque para o 3770k que é mais eficiente.

PASSMARK Test

PASSMARK SOB STRESS MULTITAREFA

O software PASSMARK também é útil para aferir o grau de “competência” multitarefa do PC. Na imagem abaixo pode ser visto que o mesmo benchmark foi aplicado com outras tarefas rodando simultaneamente. Um software antivírus estava vasculhando o disco rígido inteiro e comparando o conteúdo dos arquivos com assinaturas conhecidas de ameaças catalogadas. Além disso, o software WPRIME estava realizando o seu cálculo mais complexo de forma contínua e constante, usando todos os núcleos do processador. Em PCs com processadores pouco robustos, esta combinação de acesso contínuo a disco, comparação de conteúdo memória-disco e cálculos matemáticos pesados faz ajoelhar o pobre computador reduzindo muito o resultado final do extenso benchmark PASSMARK. Com o Core i7 3770k o desempenho sob stress intenso caiu de 3045 para 2373, ou seja, reduziu em 22% o índice final. Isso pode ser interpretado como excelente, pois sujeito a grande nível de exigência a queda na capacidade de executar tarefas é reduzida minimamente.

PASSMARK Test sob stress 

PCMARK VANTAGE

O PCMARK VANTAGE é um teste complexo, que mede diversos apectos do PC, de forma semelhante ao PASSMARK, mas com ênfase em operações com mídia, vídeo, etc. Neste mix o Core i7 3770k Ivy Bridge supera sua geração anterior em 24% que é um acréscimo considerável de desempenho!!

É muito interessante destacar que neste teste o 3770k superou o 3960x Extreme em valores absolutos (20484 contra 19250), ou seja, o i7 com 4 processadores conseguiu ser mais veloz do que o processador com 6 núcleos. Isso é um forte indicativo de que uma grande vantagem  e evolução nas operações que visam manipulação multimídia, além de operações matemática foi realizada e com grande resultado!!

Resultado do teste PCMARK Vantage

IEW

O Índice de Experiência do Windows (ou IEW) embora considerado simples e impreciso por muitas pessoas, ainda é usado como referência, principalmente porque é algo nativo no Windows e acessível para a grande maioria das pessoas. Lembro que este índice varia entre 1.0 até 7.9. O 2600k (Sandy Bridge) obtém (segundo o algoritmo de testes da Microsoft) a pontuação 7.6 (apenas para o quesito processador – o elemento sendo avaliado neste teste). O Core i7 3860x Extreme obtém 7.8, mesma pontuação do Ivy Bridge 3770k.

Índice de Experiência do Windows Processador com HD 4000


TESTES COM O SISTEMA DE VÍDEO HD 4000
Alguns dos processadores da geração Ivy Bridge trazem consigo o sistema de vídeo integrado. No começo deste texto há uma figura que mostra que cerca de 25% a 30% do chip é ocupado pelo subsistema HD 4000. A Intel sabe que um bom vídeo integrado é estratégico para que a experiência de uso do PC seja mais fluida e agradável. Desde que passou esta funcionalidade para dentro do processador houve progressos sensíveis. Se antes apenas jogos casuais e mais antigos podiam ser desfrutados em PCs com vídeo integrado, hoje isso mudou. A Intel divulga que no Ivy Bridge além do suporte ao padrão DirectX 11, houve uma melhora de 100% no desempenho. Vamos conferir.

De que adianta algo crescer 30%, 50% ou mesmo 100% se ainda continua inapropriado? Mas não é este o caso. Fiz alguns testes sintéticos com o HD 4000 e testei com dois jogos populares, CRYSIS e DIRT 3. Vejam o resumo na tabela abaixo.
Resultados dos testes – programas e jogos (vermelho indica inadequação)

Nem todas as resoluções foram testadas em todos os programas. Mas foi o suficiente para aferir que tipo de melhoria foi alcançada. Avaliei há pouco mais de um ano uma boa placa de vídeo discreta, a HIS Radeon 6790 IceQ que na ocasião se posicionava como uma placa de nível médio alto no mercado. Ao comparar os dados dos testes sintéticos com desta placa com o desempenho do vídeo integrado Intel HD 4000 dá para tirar conclusões interessantes.

Nos testes 3DMark06 o HD 4000 é cerca de 25% mais lento. No teste 3DMark Vantage o HD 4000 é mais rápido em 1024x768 e 1280x800 e um pouco mais lenta em 1680x1050. No teste 3DMark11 (que explora recursos de DirectX 11) o HD 4000 tem apenas 1/3 do desempenho quando comparada à Radeon 6790.

Então posso concluir que o sistema de vídeo Intel HD 4000, embutido no Core i7 3770k é tem um desempenho na mesma ordem de grandeza da Radeon 6790 (na média um pouco mais lenta), placa lançada no primeiro semestre de 2011. Isso é bom ou ruim?? Quem clicou no link do teste da Radeon 6790 viu que se trata de uma grande placa discreta, que exige plugue de alimentação externa, de razoável tamanho que na ocasião, mesmo sem ser topo  de linha deu conta de jogos em resoluções medianas e altas. Pensar que o HD 4000 é um diminuto circuito dentro do processador Core i7, com pequena área disponível para “mastigar” os bit de vídeo, eu considero brilhante sua performance.  Mas faltava ainda testar com alguns jogos.

Na tabela acima pode ser visto que testei CRYSIS e DIRT 3 em algumas resoluções. Eu não tinha expectativa de que o HD 4000 pudesse substituir uma placa de vídeo discreta. Afinal o objetivo da Intel é proporcionar o melhor sistema de vídeo possível, no menor espaço e com a melhor relação custo benefício em se tratando de consumo de energia. Ambos os jogos puderam ser executados e jogados com boa fluencia gráfica (perto de 30 quadros por segundo – fps) na resolução HD (1366x768). Apenas foi necessário fazer alguma concessão nas configurações de detalhes gráficos dos respectivos jogos. No DIRT 3 usei o nível de detalhes MEDIUM e usei AA (anti aliasing) 4x. No CRYSIS também usei o nível de detalhes MEDIUM mas sem AA.

Quem não é um jogador contumaz o sistema HD 4000 incluído no Ivy Bridge é bastante satisfatório uma vez que permite o uso de jogos reconhecidamente complexos, em boa resolução, com boa fluência e “jogabilidade” (30 fps). Apenas deve ser ajustado o nível de detalhes de cada jogo.  Por outro lado se a necessidade é jogar na resolução 2560x1440, AA 8x, nível máximo de detalhes e ainda assim obter mais de 60 quadros por segundo, compre uma ou duas placas de vídeo discretas, uma fonte de 800W, monte em seu desktop e seja feliz. Eu diria que o HD 4000 resolve o problema de 90% (ou mais) dos usuários em relação à usabilidade dos recursos de vídeo, mesmo para jogos e 100% dos usuários que não têm o hábito de rodar jogos realmente complexos.

Jogo DIRT 3 na resoluçao 1366x768 (HD), nível Medium, AA 4x

Jogo Crysis na resolução 1366x768 (HD), nível Medium, sem AA

UMA SURPRESA – WIFI TURBINADO PARA DESKTOP

A placa mãe INTEL DZ77GA-70K do PC de teste trouxe uma supresa interessante, que conjugada com o Core i7 3770k introduz um  novo padrão em desempenho de rede sem fio. A placa INTEL Centrino Advanced n 6205 é robusta e muito rápida. Trata-se de uma placa mini-PCIe conjugada a uma antena de maior porte. O nível potência de sinal e sensibilidade é aprimorada a tal ponto que o desempenho é incrível!!

Placa Centrino Advanced n 6205

Nas imagens abaixo podem ser vistas as operações de cópias em uma rede Ethernet Gigabit (1000 Mbps) e pela rede sem fio Centrino n 6205. Usando a rede cabeada Gigabit a taxa de transferância foi de 48 MB/s enquanto pela rede sem fio foi de 20.5 MB/s. Se estes números não o impressionaram porque a rede cabeada é (obviamente) mais rápida, vou dar outra base de comparação. Um notebook com rede WiFi padrão “g” faria a mesma operação entre 1 MB/s e 5 MB/s. Quem tem notebook com rede WiFi padrão “n” teria um desempenho entre 7 MB/s e 12 MB/s. Usando a MESMA tecnologia “n” se obtém o dobro da taxa de transferência.

Cópia de arquivos pela rede Gigabit Ethernet

Cópia de arquivos pelo WiFi centrino advanced n 6205

A “mágica” é que como não há limitação de uso de energia e a antena pode ser maior, o resultado é um desempenho muito acima da média. Placas mãe com WiFi para desktop não é novidade, há anos já existem, mas nunca vi com esta capacidade de transferência. Assim o desktop da casa ou do escritório também pode se desvencilhar dos grilhões que representam os cabos e abrir mão de instalação por vezes complexa e trabalhosa em certos locais. Isso tudo mantendo ótimo desempenho de rede. A saber, este nível transferência de dados é mais do que o dobro de uma rede cabeada de 100 Mbps, que ainda é usada em muitos lugares mundo afora.

Ter um bom  desempenho de rede WiFi não é apenas necessário para acessar arquivos mais rapidamente. Este PC tinha pré configurado o sistema WiDi (Wireless Display) da Intel que faz a comunicação do computador com monitor ou TV que tenha este recurso. Para que resoluções elevadas como Full HD (1980x1080) ou superiores possam ser enviadas “sem fio” para os monitores e TVs o WiFi aprimorado garante uma experiência robusta e consistente.

CONCLUSÃO


Não é nada surpreendente o resultado obtido neste conjunto de testes. Toda nova geração de processadores lançada pela Intel é obviamente mais evoluída e mais rápida. Caso contrário porque a empresa teria enviado ao mercado o novo Core i7? O que surpreende de fato é a capacidade de superação das barreiras tecnológicas que a cada ano faz crescer o desempenho dos processadores de forma constante como o “tique-taque” dos relógios, ou como diz a Intel, na cadência de seu “Tick-Tock”.

Apesar de ter incluído no teste um processador com mais núcleos que o i7 3770k (4 núcleos), no caso o 3960x Extreme (6 núcleos), a comparação foi muito rica para situar o desempenho da geração Ivy Bridge que até superou seu irmão de mais núcleos.

O ganho efetivo pode ser estimado em função dos resultados dos testes, mas a percepção pode variar de usuário para usuário em função do perfil de uso e conjunto de programas utilizados.  Nas situações discretas que testei a diferença do Ivy Bridge variou entre 10% a 25% em relação ao 2600k. Curiosamente uma evolução bem parecida quando da chegada do Sandy Bridge ao mercado (comparado ao Nehalem). Mas alguns testes isolados mostram que em algumas áreas o ganho foi consideravelmente maior. Aplicações de manipulação de vídeo, conversores, codificadores, etc. tiveram incrementos ainda mais pronunciados.

Também é para se destacar o grau de progresso do sistema de video HD 4000. Concluí que ele é um pouco inferior ao que entregava uma placa de vídeo discreta de nível médio alto lançada no início de 2011. Pensando quão pouco espaço gasta o HD 4000 dentro do chip e do reduzido consumo de energia, isto é um notável feito de engenharia. Realmente apenas o nicho de usuários altamente especializados que consomem jogos altamente sofisticados não vai se satisfazer com esta alternativa para vídeo em seu PC.

Eu gosto de trocar meu PC desktop quando o ganho de desempenho supera 60%. Para mim este é um nível que é bastante perceptível. Dessa forma não preciso de um cronômetro na mão para sentir o ganho de desempenho. Isso mais ou menos faz coincidir com o prazo de dois ou três anos, que é o tempo que uma pessoa geralmente fica com seu PC. Não dá para trocar todo ano, ninguém tem recursos para isso. Mas quem tem hoje um PC de três anos (um Core 2 Duo por exemplo ou um Core de primeira geração) terá um “choque” ao usar um processador Ivy Bridge pela percepção de progresso na sensação de uso.

Fato é que o mercado de desktops não vive seus melhores dias, pois parte da demanda foi canalizada para notebooks. Porém ainda há muitas aplicações para as quais um PC desktop é imprescindível. E para estes casos o que há de melhor hoje em dia, da geração Ivy Bridge é o Core i7 3770k.

A Intel mais uma vez criou seu próximo desafio. Em 2013 e 2014 chegarão as duas próximas gerações, codinome HASWELL. Em 2013 será a vez da versão fabricada em 22nm como o Ivy Bridge e inaugurará em seguida a fase de 14 nm (em 2014). Mais uma vez este incansável processo de melhoria contínua terá lugar e provavelmente cá estarei eu a testar e comprovar se os obstáculos foram todos superados, melhorias atingidas e se a Lei de Moore continuará valendo.  Tick-Tock...

27 comentários:

  1. Uauuuuu. Parabéns Xandó pelo Post.

    Espero que a ASUS / SONY / SAMSUNG / ACER / LG / HP e outras lancem logo Tablets com Windows 8 equipados com estes processadores !!!

    Ai eu troco minha máquina principal por esta belezura.

    E este Wifi hein ? Que velocidade....

    Abs Moshe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Moshe, obrigado por prestigiar este meu texto!!
      Acredito que em breve a Intel terá uma versão mobile deste processador, que mesmo sendo um pouco mais lento que este "versão desktop", será um demônio para instalar nem tablets ou ultrabooks.
      Este WiFi é tudo de bom!! Fantástico!! Grande abraço

      Excluir
  2. Muito bom esse POST...
    Processador super rápido, e pra mim que gosta de jogos pesados, será uma boa pedida com minha "Placa de Vídeo"

    Valeu,
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Sergio, esse é forte para valer!! Se a sua placa de vídeo for de topo vai formar uma dupla e tanto!!!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Olá Flavio, excelente POST, parabéns.
    Tenho algumas duvidas e creio que muitos estão tendo também e terão a respeito desse cara, o i7 3770K, pronto para responder, rsrsrs, obrigado?
    1º Por que no seu CPU-Z, no final tem (ES)?
    2º Na rede estão dizendo que ele foi fabricado com pasta termica, ao invés de solda, e disseram que é de baixa qualidade?
    PS: Ví um vídeo no Youtube, onde um brasileiro no Japão abriu um, e a pasta termica parecia uma boracha.
    3º Se isso for verdade, quanto tempo ira durar um processador desse, sem uso de overclock e com o cooler box padrão, por que ele custa uma nota, mais de mil reais.
    4° Será que a Intel fez isso propositalmente, como vc disse cada ano, sai um melhor, a gente ve melhoria constante, evolução, e jamais esperamos que haja uma falha dessas.
    5º Uma pasta termica dessa "qualidade" duraria quantos anos neste processador?

    Por favor esse processador é meu sonho, deis da 1ª geração ouvia falar da 3ª, mais com tantas informações negativas, exceto a sua, é de se ficar meio apreencivo, ainda mais vendo que pessoas abriram mesmoo produto e esta comprovado o relaxo da Intel.

    Se puder responder eu te agredeço e se precisa de uns dias para pesquisar, fique a vontade, só diga a verdade, por favor.

    Obrigado.
    Att,
    Marcelo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcelo obrigado por seu comentário e rica pergunta. De fato eu precisaria de alguns dias pesquisando para poder te dar uma resposta à altura, mas infelizmente estou bastante sem tempo agora e preciso trabalhar para trazer o arroz com feijão para casa. Mas alguma coisa eu sei te dizer.

      No CPUz tem o ES porque eu recebi diretamente da Intel por empréstimo para testar e ES significa Engineering Sample, ou seja, trata-se de uma versão pré série, para uso interno da Intel, mas já com todas as características finais do produto.

      Sobre a pasta térmica, borracha, etc. não sei nada sobre isso. Mas uma coisa eu garanto, eu submeti este processador a um stress violento por muito tempo e ele não deu nem sinal ou ameaça de algum problema.

      Abs

      Excluir
  5. Flávio, parabéns pelo blog, li todo o conteúdo, ficou ótimo, mais eu particularmente não gostei deste processador. Eu trabalho com edições de vídeos e imagens ISO de aplicativos e softwares, e ele perde para meu antecessor, um Q9550 Rev.E0, estou com as mesmas peças, só troquei a placa-mãe e o processador, nos jogos a mudança fica bem visível e muito melhor, agora nas aplicações do meu trabalho no dia-a-dia foi uma péssima investida, eu me arrependi de ter pagado R$ 1.040,00 nele, e sem contar a temperatura dele que é muito alta, nas minhas edições chega em 98ºC rapidinho, não tem condições, você nota uma certa instabilidade, mesmo com 8GB, e a perda é de minutos nas edições e nas manipulações ISO, se fosse alguns segundos tudo bem, só que agora vou ter que ficar com esse "LIXO", vendi o Q9550, eu sou fuçado, muito enjuado neste quisito, faço testes loucos que ninguém faz, comparo, mais enfim, para mim não deu certo.

    Wlw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anônimo obrigado por suas palavras!! E achei MUITO INTERESSANTE seu depoimento. É um perfil de uso particular, mas é o SEU PERFIL DE USO e isso é o que conta. Se não encaixou para você é uma pena.
      SAbe que no final eu montei um "white box" com VMware usando este Core i7 e rodo 4 ou 5 VMs ao mesmo tempo nele, sendo que outro dia eu até editei um vídeo (pequeno - 20 minutos) em uma das VMS numa boa. Mas para este uso mais pesado que você citou , para você não serve. Super obrigado pela participação na discussão. Abs

      Excluir
  6. Flávio, desculpe-me desenterrar este tópico, entretanto, como recebi esta indicação via facebook por contar informações ricas e interessantes, aproveito para lhe indagar sobre outro processador, o Core i5 480M.

    Como pude perceber, tens um vasto conhecimento sobre hardware, e por conta disto, gostaria de saber o que posso fazer para melhorar a config do meu note:

    Positivo Core 15 480M 2GB de RAM (Positivo 3D SIM+ 6420)
    HD de 500 GB

    Há a possibilidade de realizar um upgrade de processador e memória?

    Desde já agradeço a atenção e colaboração.

    Saúde e Sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Batmala eu nÃo testei este notebook. Pena. Não consigo te ajudar!! Abs

      Excluir
  7. Gostei muito deste artigo, acabei de meter a mão em um e to com uma dúvida que não achei resposta na net.
    Estava usando o W7 64 SP1 normalmente, minha mobo é uma asus p8b75m-le, o que acontecia é que na maioria do tempo ele fica em 1.59GHz, raramente ele ia no 3.90, axo que isso chama-se turbo modo, dai acabei baixando o W8 64 Enterprise, e notei que o computador ficou extramamente rapido, dai peguei um programa chamado CPU-Z 1.61.x32 e agora o processador fica constantemente de 3.691.70 MHz até 3.891.04 Mhz, sem estar fazendo absolutamente nada, e não volta mais em 1.59.
    Isso é normal? não era para estar funcionando igual no W7, e notei que a temperatura subiu de 25ºC que ficava antes no W7 para 36ºC, mais axo que isso ai não tem problema, o sujeito mais acima disse que o dele funciona em 98°C.
    O pc ficou ótimo, agora em questão a velocidade, só preciso me adaptar neste W8.
    Pode esclarecer esta duvida por favor.


    Thanks.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por suas palavras!
      As placas modernas têm software que em conjunto com o hardware (a placa) gerenciam a energia. Veja se acha a versão para W8 de sua placa, instale e compare. Melhor ainda se você tiver um medidor de consumo como um "kill-a-watt" para comparar. Abs

      Excluir
  8. Ola Flavio tudo bem? Olha só eu to com uma dúvida você disse que o 3770K é um pouco superior ao 3960X quando o teste é de núcleo X núcleo certo, mas no caso se for comparar a velocidade padrão dos dois o 3770K é 3.5 e o 3960X é 3.3, tudo bem que a diferença é muito pouca mas e se testar os dois na mesma velocidade 3.5 contra 3.5 ou até mesmo fazer um OC para 4.0, ai mesmo assim o 3770K será superior (núcleo X núcleo) ou a historia seria diferente? Abs.
    ASS. Bruno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Bruno obrigado por seu comentário.
      Complicado comparar em situação de overclock pois nem todos os processadores aceitam OC da mesma forma. AS vezes eu costumo fazer uma análise baseada no clock, mas não tenho mais feito isso pois nem todos entendem este tipo de análise.
      O fato é que a diferença não é assim tãaaaaao grande. Abs

      Excluir
  9. Muito boa materia, estou montando um pc com o core I7 3770K, gostaria de saber se a placa mae ASUS P8Z77-V LX dá conta do recado? Essa intel mencionada esta meio salgada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo a ASUS tem ótimas placas com este chipset. Aposto que há alguma que esteja dentro do seu orçamento que vai te entregar todo este desempenho ou muito, muito, perto.

      Excluir
  10. Ola denovo Flávio tudo bem? Gostei e muito do seu blog ta de parabens, muito bem explicado e detalhado muito bom mesmo. Eu venho aqui novamente com mais uma dúvida mas agora é sobre as Memórias Ram. Quando o i7 foi lançado (1366) ele era compativel com memorias Tri Channel, ai veio a 2º Geração dos i7 mas com suporte a Dual Channel, ai veio os i7 2º Geração Extreme 3930K, 3960X/3970X, com suporte a Quad Channel, e agora a 3ºGeração Ivy Brige vem com suporte a Dual Channel denovo, por que a intel não continua a utilizar Quad Channel ao invez de voltar para Dual Channel? Abs.
    Ass: Bruno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por suas palavras Bruno. Toda vez que questionei a Intel e fabricantes sobre isso a resposta foi CUSTO. TRIPLE ou QUAD Chanel são ótimas mas encarecem muito o projeto da placa e do chipset. Possivelmente apenas placas bem high end, para os processadoes Extreme terão estes recursos.

      Excluir
  11. QUAL GABINETE USAR PARA ESSA CONFIGURACAO, TAMANHO E MODELO, ESTOU MONTANDO ESSA MAQUINA POR PARTES, JA COMPREI O PROCESSDOR E A FONTE, AGORA VOU COMPRAR O GABINETE E A PLACA MAE. PODER ME AJUDAR?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Wagner, o gabinete que eu usei é daqueles grandalhões, por conta da fonte e para ter espaço de sobra para placas de vídeo. Não sei a marca, mas o tamanho é o mais importante.

      Excluir
  12. Estava em dúvida em fazer um upgrade no meu equipamento, com seu detalhamento fiquei definitivamente convencido de que é o processador com melhor custo/benefício hoje no mercado!

    Obrigado!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! É sim, pois é bem rápido e não tem preço imenso!!! Abs

      Excluir

  13. Você está procurando um emprestador de empréstimo legítimo? ? Você realmente precisa de empréstimo urgente para iniciar seu próprio negócio? Você está em dívida? Esta é a sua chance de alcançar seus desejos e damos empréstimos pessoais, empréstimos comerciais e empréstimos corporativos e todos os tipos de crédito de 2% por anulação para mais informações entre em contato conosco pelo e-mail ramzanhelp31@gmail.com

    ResponderExcluir

  14. Você está procurando um emprestador de empréstimo legítimo? ? Você realmente precisa de empréstimo urgente para iniciar seu próprio negócio? Você está em dívida? Esta é a sua chance de alcançar seus desejos e damos empréstimos pessoais, empréstimos comerciais e empréstimos corporativos e todos os tipos de crédito de 2% por anulação para mais informações entre em contato conosco pelo e-mail ramzanhelp31@gmail.com

    ResponderExcluir
  15. Bom dia, você está cansado de procurar empréstimos e hipotecas? Você foi Abatido constantemente Por seus bancos e outras instituições financeiras, Você é um homem de negócios ou mulher? Você está em alguma confusão financeira ou você precisa de fundos para iniciar o seu próprio negócio? Você precisa de empréstimo para liquidar sua dívida ou pagar suas contas ou iniciar um bom negócio? Você tem uma baixa pontuação de crédito? Oferecemos empréstimos que variam de US $ 1.000,00 mínimo a 10 milhões de máximo a 2% de juros por anulação. Empréstimos para desenvolver negócios uma vantagem competitiva / expansão de negócios. Somos certificados, confiáveis, confiáveis, eficientes, rápidos e dinâmicos. E um financiador de cooperação para imóveis e qualquer tipo de financiamento de negócios, damos empréstimo de longo prazo para cinco a cinqüenta anos no máximo. Basta preencher as informações do mutuário e voltar para nós imediatamente via evansjackloanfirm1101@gmail.com

    Seu nome:_________
    Seu endereço:______
    Seu país:______
    Montante do empréstimo:_______
    Era:_______________
    Sexo:_______________
    Duração do empréstimo: __________
    Renda Mensal: _________
    Número de celular:____

    Por favor, aguardamos sua resposta rápida, se interessado.
    Sra. Karin Lucas

    ResponderExcluir
  16. Olá a todos meu nome é Luana Rodrigues, estou aqui para testemunhar como eu fui scammed por vários credor de empréstimo a partir deste site.I estava na necessidade de um empréstimo e eu aplicado de vários credores de empréstimo a partir deste site muito. Eles me pediram para pagar alguma quantia de dinheiro em base diferente, mas eu nunca recebo meu empréstimo. Isto foi como eu perdi a soma de 5000USD. Eu estava agora em dívida porque eu pedi emprestado o dinheiro de um amigo. Um dia um amigo meu me apresenta a Detlev jonas Empréstimo. Ele me contou como ele o ajudou com empréstimo em vários casos sem qualquer atraso. Eu estava com medo e nunca acredito nela. Ela me pede para confiar nela, foi assim que eu fui lhe apresentar através de seu e-mail {hmloans2@gmail.com}. Ela me disse que ela vai me oferecer o empréstimo que eu só precisa cumpri-los. Eu fiz como ela me disse e sem qualquer atraso, recebi o meu empréstimo como ela promessa anterior. Estou aqui para lhe dizer que a maioria dos credores de empréstimo neste site são scammers. Se você realmente precisa de um empréstimo genuíno, por favor, conheça Detlev Jonas empréstimo através de seu e-mail hmloans2@gmail.com. Ele é um emprestador de empréstimo confiável registrado.

    Nome da testemunha: Luana Rodrigues
    E-mail do credor: hmloans2@gmail.com
    Nome do credor: Falicity Shaw

    ResponderExcluir