quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Dell Inspiron 7348 – conversível de gente grande

O mercado tem recebido atualmente um número expressivo de computadores no formato 2 em 1, ou seja, que podem ser usados como notebook e como tablet. Isso acontece não apenas porque os fabricantes querem e sim porque o consumidor, quem no final dita as normas do mercado, acordou para a praticidade deste tipo dispositivo. Afinal criar um computador com estas duas funções parece simples, mas há compromissos relativamente antagônicos envolvidos. Por exemplo, para ser um bom tablet, deve ser pequeno, leve e fácil de manipular. Se for grande demais vai contra esta premissa. Da mesma forma um notebook também deve ser leve, mas em outra proporção. O notebook precisa ter um nível de capacidade de processamento superior, para não ser um dispositivo que só faz o que o tablet faz em outro formato. É difícil o compromisso.

A solução mais interessante que vi são os dispositivos que usam o processador Intel Core-M, que é fantástico para esta aplicação e todos os conversíveis com esta arquitetura foram mais que aprovados em meus testes. Porém e Dell com o Inspiron 7348 vai por um caminho diferente. Será que deu certo?


figura 01 – Dell Inspiron 7348 – no formato de notebook
   
   
O processador

O Inspiron 7348 é ligeiramente maior que os outros conversíveis. Ele tem tela de 13.3 polegadas. Além disso ele usa o processador Intel Core i5-5200 e não o tão adequado Core-M. Este processador pertence à 5ª geração da família Core, denominada Broadwell, portanto é mais um degrau evoluído no aspecto eficiência, ou seja, performance por watt. É fabricado com tecnologia de 14 nm (nanômetros). Se você não tem familiaridade com este conceito, não se preocupe.

Este número “14” indica quão pequenos são os transistores presentes e, portanto, relacionado com eficiência no desempenho e uso da energia. Para terem uma ideia de como isso evolui rapidamente, há 10 anos a Intel inovava com os processadores de 90 nm e hoje trabalha com elementos quase 7 vezes menores. Está logo aí na esquina chegar aos 10 nm (previsão 2016-2017). Ele opera a uma frequência de 2.2 Ghz, mas sob demanda pode chegar até 2.7 Ghz. Tem dois núcleos (dual core) e pode executar até 4 tarefas ao mesmo tempo (hyperthreading).


figura 02 – identificação do processador do Dell Inspiron 7348

Na tela acima, obtida pelo programa CPU-z, podemos ver que em situação de baixa demanda ele funciona a uma velocidade de 800 Mhz (797.81 para ser exato). Assim ele tem velocidade nominal de 2.2 Ghz, eleva sua velocidade até 2.7 Ghz se demandado, mas em regime de baixo uso ele “tira o pé do acelerador” reduzindo até 0.8 Ghz. Isso é notável. Tão notável quanto perceber que ele tem o desempenho de um Core i7, o processador topo de linha da 3ª geração (Ivy Brigde 22 nm) que tenho um meu próprio notebook, mas com uma imensa diferença. O Core i5 do Dell consome no máximo 15 W enquanto o meu Core i7 de 3ª geração consome o TRIPLO, ou seja, 45 W. Não posso deixar de falar do Intel HD Graphics, sistema de vídeo que foi motivo de crítica na 1ª geração da família Core e que hoje, internalizado dentro do processador, “nada de braçada” e dá conta com grande folga de todas as aplicações necessárias, incluindo até jogos de complexidade média e média alta.

Insisti em falar do processador, pois de fato ele dita as características mais marcantes do Dell Inspiron 7348. Por ser um Core i5 ele tem desempenho que ultrapassa a expectativa para um tablet, ou conversível e o coloca no patamar de desempenho de notebooks de ponta. Mas quão adequado ele é para as tarefas do dia a dia nos dois papéis, como notebook e como tablet? Vamos ver...

Caraterísticas gerais

O modelo testado tem 500 GB de HD, 4 GB de RAM, 3 portas USB, webcam integrada, leitor de cartões de memória, saída de vídeo HDMI, tela de 13.3 polegadas multi touch. Veio com Windows 8.1, mas quando eu mal percebi ele fora atualizado para Windows 10, de forma simples, direta e tudo funcionando perfeitamente. Essa foi a minha plataforma de testes.

  
figura 03 – Ambiente de teste do Dell – Windows 10

Uma das características que ADOREI no Inspiron 7348 é seu teclado com retro iluminação. Já tive este recurso em outro notebook. Não é muito comum, mas é bastante desejável. As teclas podem ser iluminadas por baixo, com 2 níveis de intensidade ou desligado. Isso é útil em ambientes mais escuros. Dá para ver as teclas!! Em um avião por exemplo. E os dois graus de intensidade permitem que seja escolhido o nível de luz da preferência pessoal.

O touchpad deste equipamento é muito bom! Eu particularmente detesto touchpads, ainda mais quando não tem os botões e exigem que você adivinhe onde pressionar. Normalmente eu erro e fico tentando descobrir onde apertar e isso é bastante irritante. Mas para minha feliz surpresa o touchapd do Inspiron 7348 é preciso e não cometi erros com ele. Eu quase sou capaz de abandonar o mouse USB por conta disso!!
   

figura 04 – detalhe do teclado retro iluminado e do ótimo touchpad

O WiFi, seguindo a tendência dos dispositivos mais modernos de melhor qualidade, é do padrão AC (802.11ac) que tem velocidade nominal equivalente à de rede com cabo. Na prática não chega à velocidade de cabo ethernet, mas chega perto. É um WiFi que te faz esquecer que não há fios e não sente saudade alguma do cabo ethernet, tanto que este conversível nem tem conexão para cabo de rede.

O lado touch e tablet  do Inspiron 7348

Sua personalidade touch e também tablet é incrementada com um simpático acessório. Existe uma “caneta” que fica inteligentemente embutida no corpo do equipamento. Basta fazer uma leve pressão que ela se solta e está pronta para ser utilizada. É necessário usar uma caneta de ponta macia para manusear o Dell Inspiron 7348?  Certamente que não, qualquer “dedo” tem esta capacidade. Mas a caneta é muito agradável e eficiente para ser usada, principalmente no modo tablet, faz muito sentido. Inclusive dá para fazer assinaturas manuscritas em documentos com a tal caneta. É um acessório que faz parte do produto e é muito bem-vindo.
  

figura 05 – detalhe do Dell em modo tablet com a útil caneta

figura 06 – detalhe do Dell e local onde fica guardada a caneta

 
Como deve ser um equipamento conversível o mecanismo de rotação e rebatimento da tela é muito robusto e firme. A tela é rotacionada completamente até que encoste no outro lado e assim o teclado é desativado (para não interferir no uso no modo tablet). Na necessidade de digitação neste modo o próprio Windows 8.1 ou 10 aciona o teclado virtual na parte inferior da tela.

Em modo tablet o tipo de uso acaba sendo fundamentalmente para consumir informação, leitura, filmes, vídeos, etc. O poder de processamento não é fator limitante. Mas a qualidade da tela poderia ser. As 13.3 polegadas apresentam um tamanho o qual é delicioso o uso para navegação na Internet. Além disso, a graduação do brilho, do mais fraco ou mais forte, traz grande conforto visual, mesmo em ambientes muito escuros, no qual brilho bem fraco é necessário, bem como em situações de muita luz, há um ótimo contraste na tela.
    

figura 07 – as diversas personalidades do Dell Inspiron 7348
                                               
Duração da bateria

Por ser um conversível baseado em processador mais potente, o Core i5-5200 cheguei a temer por um desempenho não tão brilhante do conjunto. E por isso mesmo resolvi aperfeiçoar minha metodologia e testes realizados. Fiz algumas pequenas mudanças em critérios e incluí um tipo de cenário a mais.

Como a autonomia nunca será um valor absoluto, vai depender da forma que cada pessoa usa o equipamento, penso que se eu mostrar para o leitor 4 cenários, sendo 2 extremos (máxima e mínima duração) e mais dois modelos de uso, cada um saberá julgar se aquele dispositivo é adequado para si. Descrevo abaixo os cenários avaliados:

Idle” – máquina parada, sem executar programa algum, mas com vídeo sempre ligado (em 60% do brilho) e WiFi ligado (antes testava desligado). Dessa forma obtenho um possível valor para duração máxima da bateria. Mas porque com vídeo ligado se eu deixasse o sistema de economia atuar desligando o vídeo estenderia ainda mais a autonomia? Julgo irreal e sem serventia medir o consumo de uma máquina que nem posso vê-la em operação.

Força Bruta” – usando o software BATTERY EATER (literalmente o comedor de bateria) forço a situação de máximo uso, manipulação de vídeo e processamento numérico, com vídeo ligado (brilho a 70%) e WiFi ligado. Dessa forma exijo o máximo possível do equipamento e analiso a situação de “pior caso”, o máximo consumo possível. Mais ainda do que, por exemplo, exibindo vídeos do Youtube o tempo todo.

“Uso natural” – para mim nada mais rotineiro do que criar textos. Deixei meu webmail carregado recebendo e-mails, uma sessão do whatsapp web também de prontidão recebendo mensagens, obviamente WiFi ligado, Internet funcionando. Ao criar um texto vez por outra preciso fazer uma consulta no Google, responder mensagens, às vezes paro para consultar portais de notícias, volto a escrever... Alguns momentos vou ao banheiro, vou tomar café, sempre com a tela ligada com 60% do brilho (não deixando desligar)... enfim, é como as pessoas usam habitualmente um notebook.

“Uso natural mais pesado” – é um perfil idêntico ao anterior, mas com uso frequente de outro tipo de funcionalidade que é edição de imagens. Meus textos costumam ter várias imagens e por isso preciso cortá-las, redimensioná-las, ajustes de cor, brilho, contraste, juntar imagens, colar no texto... e em alguns momentos também consumi um pouco de vídeo no Youtube.

Estes foram os cenários testados e para minha surpresa, vejam os resultados:
       

figura 08 – resumos dos resultados dos testes de duração de bateria

Melhor caso, 14 horas e 20 minutos, pior caso (força bruta) 2 horas e 27 minutos e em situações absolutamente naturais, entre 5 horas e 25 minutos e 7 horas e 21 minutos. Fiquei de fato bastante impressionado com o resultado, que é tão bom quanto os dispositivos menores com o ótimo processador Core-M. Pensando um pouco encontrei a explicação.

O Dell Inspiron 7348 é maior que alguns conversíveis minimalistas. Isso pode ser um defeito se o usuário quer máxima leveza e mobilidade. Mas pode ser uma grande virtude se quer um dispositivo com boa mobilidade e um pouquinho maior que aqueles de 12 ou 10 polegadas. Isso permitiu que a Dell alocasse uma bateria de capacidade ligeiramente maior e ainda conta com um processador core de 5ª geração que tem uma evolução fantástica na eficiência energética. Some a isso o Windows 10 que de fato tem se revelado mais eficiente... Isso tudo para mim explica o resultado que encontrei.

Dessa forma está disponível uma máquina para alguém que pode criar textos e consumir informações tranquilamente por quase 7 horas e meia. E se economizar um pouco (deixando o vídeo ser desligado após minutos de inatividade) pode chegar fácil até 8 horas. Vale a pena ressaltar que os tempos foram aferidos quando o 7348 chegou a 5% de carga de bateria e a máquina entrou em hibernação automaticamente. Eu pude religá-la e assim usar os 5% de carga extra por mais 15 a 25 minutos até que a bateria fosse definitivamente exaurida e a hibernação definitiva acontecesse. Mas não computei este tempo extra no meu estudo porque segundo a Intel este processador de 5ª geração permitiria ver perto de 8 horas e meia de vídeo de forma ininterrupta. Não testei apenas com vídeo, pois não me parece razoável alguém comprar uma máquina dessas apenas para ficar vendo vídeo. Mas quem sabe incluo este cenário no futuro.

Conclusão
     

Se existisse para computadores o índice de relação peso/potência, como existe para avaliar automóveis (carros leves com motores fortes versus carros pesados com motores fracos), o Dell Inspiron 7348 teria uma avaliação de destaque. Não é o menor equipamento do tipo conversível que existe, mas ao mesmo tempo não é tão pesado quanto se imaginaria e tem um processador fantástico, potente e ao mesmo tempo em conjunto com a bateria disponível traz nível de autonomia extremamente satisfatório, superando as expectativas que eu tinha.

Sua construção em material aluminizado se traduz em leveza, toque agradável e esteticamente muito bem resolvido, bonito mesmo. O detalhe da caneta para uso em modo touch é um charme todo especial e de fato ajuda no uso, tornando a experiência ainda um pouco melhor. E bastante leve para um notebook ou ultrabook e ligeiramente acima do peso para um tablet, mas com 13.3 polegadas de tela, experiência de uso como tablet é sensacional. Não tem como ser diferente, o tamanho paga um pequeno preço no lado tablet. Adorei o teclado retro iluminado com duas variações de luminosidade e até eu que detesto touchpads me dei bem com o do 7348.
     
Mas existe uma mudança que eu faria nessa máquina que a tornaria realmente “diabólica”. Se em vez de HD ela tivesse como dispositivo de armazenamento um SSD... O tempo de carga do Windows 10 é ótimo, perto de 20 segundos, mas com SSD seria quase que instantâneo. Eventualmente a Dell até já tem esta opção e eu não estou sabendo. Eu sinto falta também da tradicional luz de atividade do disco rígido (que vem sumindo dos equipamentos) e uma conexão de rede via cabo (ethernet). Mas eu me rendo ao fato de que um equipamento fino e leve assim não coube no gabinete o conector. E o WiFi padrão AC, super rápido não deixa ninguém na mão com a conexão muito veloz. 

Testado, aprovado e com direito à feliz surpresa na capacidade de processamento, muito generosa duração da bateria, além da ótima usabilidade como tablet. Os últimos 4 textos que produzi, incluindo a edição das imagens, fiz no Dell Inspiron 7348 inclusive este mesmo. Agora me acostumei com ele!! O que fazer??!!
   

figura 09 – Dell Inspiron 7348



3 comentários:

  1. Como técnico, digo que essa foi a melhor análise que ví até agora. Linguagem clara até para um leigo. Parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba Alisson, com é que só vi seu comentário agora!! Muito obrigado por suas palavras! É um desafio fazer um texto com densidade de informações e com linguagem acessível! Se consegui... muito obrigado!!

      Excluir
  2. Dr. Flávio! Muito oportuna esta excelente matéria! Faço das palavras do Alisson, as minhas, pela facilidade que explica as especificações do Inspiron 7348! Eu o comprei tem uma semana e também estou "adorando" algumas funcionalidades, especificamente o teclado retroiluminado! Portanto, parabéns pela sua visão e conhecimento de causa, pois, não é a toa que é Administrador e Engenheiro! rsrs! Quando eu tiver dúvidas contarei com seu esclarecido suporte e que não demore a me responder, pois, senão já terei feito um "upgrade" para o Processador de "10 nm"! rsrs! deixo o meu e-mail. pois, se tiver algum texto interessante, gostaria de estar sempre atualizado! denilson.alves01@yahoo.com.br

    ResponderExcluir