domingo, 17 de abril de 2011

HIS RADEON 6950 – superando bastante a AMD 6950

Não faz muito tempo que eu testei a placa AMD Radeon 6950 e agora recebi a HIS 6950 e obviamente quis confrontá-las. A saber, o modelo já testado da AMD era uma placa “referência”, ou seja, era um modelo que praticamente serviria para ensinar para aos fabricantes como fazer uma boa placa de vídeo com a nova GPU. Por sua vez a competente fabricante HIS parece que aprendeu a lição e superou o mestre com louvor. 

Eu já tinha ficado impressionado com os resultados da AMD 6950 por seu desempenho tanto em benchmarks sintéticos como nos jogos (ótimos fps – frames por segundo).  Não esperava diferenças de desempenho muito significativas, mas não foi isso que ocorreu.

CONHECENDO MELHOR A HIS 6950

Mas antes de mergulhar nos resultados dos testes, vamos conhecer um pouco mais a HIS 6950. Por ser uma placa de video “top” ela é de “corpo duplo”, ou seja, ocupa o espaço de duas placas (tendo como referência os encaixes da placa mãe e no gabinete do PC).





Ambas (AMD e HIS) foram testadas na versão com 2 GB RAM DDR5. Convém também chamar a atenção para o fato da HIS 6950 (como a AMD 6950) precisarem de dupla alimentação de energia. São necessários dois “rabichos” de fonte PCI-e para suprir a energia por ela demandada. Aliás, energia é assunto com o qual eu me preocupo particularmente. Esta placa consome no pico de utilização até 225 W. É um valor alto, afinal para entregar o desempenho “estelar” que ela proporciona, muitos watts são requeridos. Mas duas observações devem ser feitas. E relação a placas “top” de gerações anteriores tem havido sensível redução de consumo.  Não raro era ver placas consumindo 300, 400 watts ou até mais. Outro ponto de destaque é que quando não exigida seu consumo cai para 20 a 25 watts apenas. Dessa forma tem-se o melhor dos dois mundos, economia quando em uso quotidiano e desempenho e consumo mais elevado apenas quando solicitada a fundo.



As características técnicas da HIS 6950 são muito semelhantes à AMD 6950 já testada. Cabe destacar sua GPU de 800/840 Mhz,  arquitetura dos shaders VLIW4, 1408 stream processors, 88 texture units, que são capazes de entregar 2.25 TFLOPs de capacidade de processamento.



O conjunto vem completo. Manual, CD com drivers, dois adaptadores para fonte (para alimentar os conectores de energia PCI-e), um adaptador DVI-VGA e cabo para realizar crossfire (conectar duas placas). Oferece dois conectores DVI (resolução até 2560x1600), um conector HDMI e dois conectores Display Port 1.2.



Também convém ressaltar que a 6950 está pronta para usar a tecnologia AMD Eyefinity que permite conectar até 4 monitores ao mesmo tempo, montando uma única visão bem ampliada.

Também conta com a tecnologia HD3D que transmite ao mesmo tempo duas imagens separadas para cada um dos seus olhos à uma resolução acima de 1080p. Com suporte para óculos HD3D esta inovadora tecnologia vem com Stereo 3D gaming, Blu-rayTM 3D, 3rd Party Stereo 3D middleware software e suporte para a Série 6900.


E O DESEMPENHO??

Esperávamos ter recebido da HIS o modelo IceQ das placas 6950 e 6970, mas vieram as placas “normais”. Os modelos IceQ da HIS são variações das placas que contam com sistema de refrigeração ainda mais sofisticado e que permitem ao usuário explorar overclok da GPU e assim obter ainda mais desempenho das placas. Mas mesmo não sendo a versão IceQ as placas testadas brilharam em todos os testes. A começar pelo nível de ruído que é incrivelmente baixo. Praticamente não se ouve a placa trabalhando, mesmo em situação de alta demanda.

Este teste também contemplaria a HIS modelo 6970, mas o exemplar recebido não estava em perfeito funcionamento e será trocado para novo teste em outra ocasião.

Foram feitos “poucos” testes. Mas exploraram a fundo as variações e alternativas. Foram usados os benchmarks sintéticos :
- 3DMARK03
- 3DMARK06
- 3DMARK VANTAGE
- 3DMARK11 (testa capacidade DirectX11)


Estes programas foram usados nas resoluções 1024x768, 1280x800 e 1680x1050 e para cada um deles obtido um índice 3DMARK. Limitou-se a 1680x1050 pois esta é a resolução máxima do monitor disponível (curiosamente apesar disso o teste 3DMARK11 pode ser feito na resolução 1920x1080).

E foram testados também dois jogos :

- Crysis
- DIRT2


Estes jogos foram testadas em TODAS suas possibilidades de resoluções, qualidades e uso ou  não de AA (anti aliasing – filtro gráfico que melhora o visual pelo aprimoramento das bordas das figuras). Foram 96 testes no Crysis e 120 testes no DIRT2 (contando as duas 6950). No total foram 216 cenários distintos para as duas placas. As medidas tomadas foram em “frames por segundo” (fps) usando o programa FRAPS sempre no mesmo local e momento dos respectivos jogos.


TESTES 3DMARK 03, 06, Vantage e 11



As surpresas (positivas) a favor da HIS 6950 começaram aqui. Programa mais antigo, que explora menos as placas, o 3DMARK03 apresentou diferenças entre 6% e 10% entre as duas placas nas resoluções testadas. Já no 3DMARK06 estas diferenças subiram para valores perto de 55% a favor da HIS 6950. No 3DMARK Vantage a oscilação a favor da HIS foi entre 35% e 117%!! Por fim no 3DMARK11 a diferença a favor da HIS foi grande nas baixas resoluções (51%) e mínima na máxima resolução (2%).

Confesso que imaginava, antes de iniciar os testes, que seria até monótono e previsível o ato de constatar diferenças sempre entre 5% ou 10%, mas não foi nada disso que aconteceu como provado nos números obtidos e compartilhados com os leitores.

Mas e com jogos, em um cenário REAL?? Como se comportariam estas duas placas?? A vantagem seria nas mesmas proporções??


TESTANDO O CRYSIS

Ok, eu sei que o CRYSIS já não é mais o MEGA VILÃO entre os jogos, aquele que mais consome recursos. Mas ainda é PARA MIM um excelente “termômetro” e base de comparação. E ainda assim é necessário ter uma ótima placa para rodar este jogo com plena desenvoltura. Tanto que NENHUMA solução de video “onboard” (na placa ou no processador) permite boa experiência com este jogo. As qualidades testadas foram LOW, MEDIUM, HIGH e VERY HIGH com AA (anti aliasing) 8x, 4x, 2x e sem AA nas resoluções 1024x678, 1280x800 e 1680x1050.







No “mundo real” as diferenças ficaram mais “civilizadas”. Em 1024x768 a vantagem da HIS foi entre 15% e 30%. Na resolução 1280x800 a vantagem da HIS foi entre 11% e 32%. E finalmente na resolução 1680x1050 a vantagem da HIS foi entre 8% e 16%.

Se eu esperava antes de testá-la uma vantagem entre 5% e 10% da 6950 HIS sobre a 6950 referência da AMD, em um jogo como CRYSIS a vantagem pode ser considerada sensível. Parabéns aos engenheiros da HIS que conseguiram obter mais com a mesma GPU.

TESTANDO O DIRT2



A escolha pelo DIRT2 se deveu a dois fortes motivos. É também um jogo razoavelmente pesado. Mas também pelo fato de ser um jogo que utiliza DirectX 11. As qualidades testadas foram ULTRA LOW, LOW, MEDIUM, HIGH e ULTRA HIGH com AA (anti aliasing) 8x, 4x, 2x e sem AA nas resoluções 1024x678, 1280x800 e 1680x1050.






O que aconteceu aqui foi dramático. As diferenças em quaisquer resoluções e níveis de qualidade foram muito grandes, oscilando entre 59% e 170%!!! A 6950 AMD já tinha um nível de desempenho ótimo em todos os casos. A HIS 6950 superou todas as expectativas neste teste. Veja por exemplo na resolução máxima testada (1680x1050) que o desempenho oscilou entre 242 fps e 101 fps, dependendo do nível de qualidade e AA utilizado. Há quem diga que acima de 30 fps já é uma experiência muito boa, acima de 60 fps algo fabuloso!  Este nível de desempenho mostra o quanto o “motor” da HIS 6950 está até sobrando para este jogo. Isto sugere que em resoluções ainda maiores (que não puderam ser testadas) o desempenho também será bastante adequado.


CONCLUSÃO



Como mencionado a placa AMD 6950 é um modelo referência para orientar os fabricantes na fabricação de suas soluções. É inegável o progresso feito pela engenharia da HIS ao aprimorar a solução “padrão”. E isso deve trazer para todos os consumidores um alerta, algo que não era muito considerado por mim mesmo anteriormente. Se três ou quatro fabricantes produzem uma placa de vídeo com o mesmo chip (no caso a GPU AMD 6950), pode haver diferenças consideráveis entre as distintas soluções e o consumidor deve estar ciente e alerta para isso. Cada fabricante ao tomar decisões relativas a detalhes do projeto pode impactar custo e desempenho de uma maneira mais sensível do que se poderia imaginar. Usando o programa GPUz que detalha informações da GPU, descobri que  HIS roda a 840 Mhz enquanto a AMD 6950 roda a GPU a 800 Mhz. Isso explica parte da diferença de desempenho. Trata-se de um “overclock oficial de fábrica” (com garantia do fabricante).




Diferenças em relação à AMD 6950 à parte, a HIS 6950 chamou minha atenção por vários aspectos. É muito silenciosa, quase não se percebe seu funcionamento. Foi muito robusta, sem apresentar instabilidades mesmo após horas de funcionamento ininterrupto sendo bem exigida.  Seu consumo de energia é bastante adequado pois durante os testes acresceu entre 120 W e 190 W (não chegou aos 225 W nominais divulgado pelo fabricante). É muito bem construída e bem acabada!!

A HIS disponibiliza duas versões desta placa, com 1 Gb DDR5 e 2 Gb DDR5, sendo a primeira um pouco mais barata. A HIS não informou o preço “sugerido”, mas pesquisando por ofertas desta placa descobri que ele vem sendo vendida no mercado por valores entre R$ 990 e R$ 1200.


5 comentários:

  1. Parabéns Xandó, vou dar mais valor para a HIS, não conheço muito esse fabricante mas estou começando a ficar fascinado pela HIS. Parabéns pelo artigo!

    ResponderExcluir
  2. Oi Ander§aymon©, bom ter seus comentário aqui!!
    Veja que coisa!! Eu jamais esperaria encontrar uma diferença assim tão significativa entre duas placas com a mesma GPU. Foi surpreendente e muito interessante fazer este testes (e também bem trabalhoso :-) )

    ResponderExcluir
  3. Realmente esses testes dão trabalho, mas por esse resultado tão significativo realmente vale a apena e é gostoso realizar esse projeto e divulgar ao público sobre isso, muito legal Xandó.

    ResponderExcluir
  4. Há uma coisa que está me chamando atenção demais, nas 2 primeiras fotos é o modelo H695FN2G2M e na últimas é o H695F2G2M (observe a falta do N). O primeiro possui um pcb azul e um cooler diferente do de referência que aliás aparenta jogar o ar quente para dentro do Case, já o segundo toma um cooler como o de referência e um pcb preto. Sei também que o segundo modelo possui um backplate e o primeiro ainda não achei fotos infelizmente para tirar a dúvida.

    A dúvida agora fica sendo o modelo anterior não tinha cooler eficiente ou algum problema específico nessa "revisão".

    O motivo da intriga minha é simples, eu achei o modelo com N a venda em uma loja por um preço muitíssimo atrativo e agora o notei essas "pequenas" diferenças, talvez o preço seja mais baixo que o normal justamente por estar parada um tempo no estoque a placa, sinceramente não sei ... em todo caso, opiniões são bem vindas.

    Grande abraço.

    ps: THE LEGENDARY SOLID SNAKE do FPCS

    ResponderExcluir
  5. Caro "Solid Snake" obrigado por sua rica participação. Sua observação vai além de minha própria, eu jamais teria percebido isso.

    Aliás este descompaso de desempenho foi estudado novamente em um novo teste que fiz e pode ser visto em http://www.fxreview.com.br/2011/04/amd-6950-e-his-6950-verdade-revelada.html

    Sem querer tirar o intesse pelo novo texto, tudo indicou que a placa da AMD tinha um problema de hardware. Falo isso apoiado nos resultados dos teste que foram melhores em certos pontos e piores em outros, revelando a instabilidade.

    ResponderExcluir