segunda-feira, 9 de maio de 2016

Lenovo Vibe K5 – ótima opção para seu bolso

O segmento de smartphones foi bastante modificado nos últimos tempos. O segmento de entrada e os produtos intermediários estão sendo revigorados e até “vitaminados”, de forma a conquistar espaço entre os consumidores que não têm condições de encarar um smartphone premium (e muito mais caro). Os fabricantes perceberam isso e estão trazendo para a sua linha de entrada e intermediária recursos iguais, ou ao menos semelhantes a recursos presentes nos aparelhos mais caros. Eu já tinha testado o LenovoVIBE A7010 que embora posicionado em um segmento ligeiramente acima, compartilha com o LenovoVIBE K5 esta mesma característica.

Especificações

Passemos por suas características principais e depois vou comentar os aspectos avaliados que são usabilidade, duração de bateria e câmera.
  

Figura 01 – características gerais
Usabilidade

O Vibe K5 é um aparelho leve, construído com a alumínio premium, de toque agradável. É muito leve (150 g) e fino (8.2 mm). Seu tamanho de tela, 5 polegadas é o formato que vem conquistando a grande parte dos consumidores. Sua tela LCD/IPS tem resolução Full HD (1920 x 1080), que neste tamanho de tela se traduz em ótima densidade (mais de 440 ppi), entre as mais altas nessa categoria. Seu processador de 8 núcleos é ágil e tem um bom gerenciamento de energia.
    

Figura 02 – acabamento em alumínio do Vibe K5



Seu Android é muito pouco customizado, praticamente padrão, que se traduz em estabilidade do sistema e um funcionamento fluido. Sem contar que simplifica futuras atualizações (sendo esperada a atualização para a versão 6.0). 2 GB de memória RAM é perfeitamente adequado para o perfil de uso imaginado para o seu consumidor. Eu adotei o K5 por 4 semanas aproximadamente. Eu o transformei em minha plataforma principal, única na verdade, de trabalho, com todas as minhas 5 contas de e-mail, whatsapp, diversas redes sociais, navegação pelas ruas da cidade (Waze), fotos, gravação de som/entrevistas, software de acompanhamento de atividade física (Nike Plus, Garmin Connect e soürun), rádio pela Internet, fotografia, etc.

Sendo assim, a base do teste foi de ordem prática. Valorizo os benchmarks, mas neste caso não os utilizei, exatamente por causa do generoso prazo, que me permitiu tentar estressar no uso quotidiano. Quero fazer um destaque sobre o K5. Felizmente a Lenovo não fez como vários outros fabricantes que têm ainda entregue modelos de entrada (ou intermediários), com apenas 8 GB de armazenamento interno. Não!! Ele tem 16 GB de memória interna. A saber, deixei de escrever 2 ou 3 avaliações recentemente porque ao ligar o aparelho e solicitar que todos os meus aplicativos da conta Google fossem instalados, a memória interna se esgotava antes de concluir essa instalação inicial. Sinto pelo desabafo, mas o que significa no custo 8 GB a mais versus a frustração do usuário ao não poder usar todos seus aplicativos? A Lenovo fez certíssimo com o K5 ao lança-lo com 16 GB (mais 32 GB no cartão micro SD opcional).
 

Figura 03 – Lenovo Vibe K5

Pela descrição que fiz do meu padrão de uso, sem contar aplicativos de jogos, tenho uma dinâmica intensa no dia a dia, por vezes com muitos programas abertos. Seu processador dá conta facilmente do recado. Porém nas quatro semanas que o utilizei em alguns momentos esparsos, observei que ao chamar um aplicativo, este demorava um pouco mais do seria esperado. Traduzo este comportamento como um caso limite, com os 2 GB de RAM bastante ocupados e muitos programas em uso.

Vale destacar o sistema de som Dolby ATMOS proporciona um “reforço sonoro”, mais nitidez dos timbres e detalhes, tanto para músicas como filmes, no alto-falante interno ou no fone de ouvido. É um diferencial. O K5 está disponível em diferentes acabamentos como grafite, prata ou dourado. O modelo que testei era na cor prata.
   

Figura 04 – diferentes acabamentos do Lenovo Vibe K5 (clique para ampliar)


Câmeras do Vibe K5

Temos que considerar o segmento do qual o K5 participa. Inicialmente chama a atenção a resolução da câmera traseira, 13 MP. Está entre as maiores encontradas. Mas apenas resolução (megapixels) não é garantia de qualidade. Vou mostrar algumas das fotos que produzi com o K5 e fazer alguns comentários.

A foto abaixo foi tirada em ambiente com uma luz bem difícil. Muito claro no fundo e sombra, típica situação que o recurso HDR (High Dynamic Range) deve ser usado. O resultado foi bastante satisfatório. Apenas um ligeiro excesso de luz no reflexo na água, mas a região sob a sombra, que ficaria normalmente escura ficou bem iluminada.


Figura 05 – foto sob condição de luz heterogênea (clique para ampliar)

A próxima foto foi feita em ambiente interno e bem iluminado, luz concentrada no objeto da foto (xícara). O K5 capturou riqueza de detalhes, mesmo nas áreas menos iluminadas. E foi uma foto difícil pela distância curta. Acho que ficou ligeiramente fora de foco, mas pode ter sido erro operacional meu, erro que uma câmera muito sofisticas teria corrigido.
   

Figura 06 – foto feita em ambiente interno com boa iluminação concentrada na cena (clique para ampliar)

As próximas duas fotos são da mesma cena, tiradas em um ambiente externo (parque) com iluminação perfeita. Vale destacar a riqueza de cores, riqueza de detalhes e os contrastes. A segunda foto é uma aproximação (um recorte) da primeira foto e nela se vê como os detalhes das folhas e da flor foram capturados com precisão. Gostei muito.


Figura 07 – foto feita em ambiente externo com excelente iluminação (clique para ampliar)


Figura 08 – ampliação/recorte da foto anterior – grande nível de detalhes (clique para ampliar)

A próxima foto foi feita em uma sala de apresentações, sem flash em local cuja iluminação não fez ativar o flash (e nem deveria por causa da distância). É uma situação cruel que põe à prova os mais sofisticados smartphones e muito poucos fazem um bom trabalho, pela luz, pela distância. O K5 fez um trabalho competente e dentro do esperado. Mas ao ampliar esta foto se vê imprecisões. Não tem jeito, em fotografia luz é tudo.


Figura 09 – foto difícil em ambiente com luz interna (clique para ampliar)

O último exemplo, não poderia deixar de ser, o famoso selfie entre amigos. O Lenovo Vibe K5 tem como o seu irmão, o Vibe A7010 (que já testei) o recurso do V-Selfie. Dedos fazendo o “V” de Vibe, acionam o temporizador de 3 segundos, mais que suficiente para que todos se aprumem e façam um bom sorriso na foto. Boa a qualidade da câmera frontal. Não tem flash como alguns smartphones têm apresentado.

Figura 10 – usando o V-Selfie para registrar a galera (clique para ampliar)

Duração da bateria

Ponto crítico ao analisar qualquer smartphone e sempre pergunta recorrente sobre qualquer aparelho. O K5 teve um desempenho que foi brilhante em alguns pontos, acima da média, e não tão bem em outra situação. Eu explico.

Eu mapeei a autonomia da bateria em 21 dias dos 28 que testei o aparelho. Ou seja, usei o K5 em uma diversidade de situações que são comuns para todas as pessoas. Mas também o testei em duas situações extremas. Usando apenas o Waze, navegador GPS que usa muito intensamente os recursos do aparelho. No outro extremo fiz o teste de standby para saber quanto tempo ele ficaria apenas “em espera”. O caso do Waze (pior), o “standby” (melhor) e o mapeamento de 21 dias que fiz definem o comportamento da bateria do K5. Destaco que tudo foi feito segundo o meu padrão de uso, que pode ser mais rigoroso ou mais leve do que o padrão de uso de quem está lendo este texto agora. Cada um pode analisar meus resultados e tirar as suas conclusões.

Vejamos inicialmente o comportamento do Vibe K5 ao longo dos 21 dias.
 

Figura 11 – Autonomia da bateria nas diferentes situações

Se alguém se surpreendeu com a variação, não tem motivo para isso. No pior dia tive 7 horas e meia de autonomia e no melhor dia 18 horas. Isso reflete exatamente como demandamos o aparelho. Na média, obtive quase 11 horas a cada dia (10h54m). Relembro que meu padrão de uso engloba todos aqueles aplicativos que fazem parte da minha cesta, incluindo o Waze, grande consumidor de recurso. Já adianto para o leitor que o Waze foi responsável pelos dois extremos deste gráfico. O dia que mais durou a bateria (18 horas) eu o utilizei por apenas 30 minutos e o dia que menos durou (7.5 horas) eu o utilizei por mais de 2 horas.

Isso me fez estudar o cenário de uso “apenas Waze”, ou seja, como seria a autonomia do Vibe K5 se seu usuário apenas e tão somente usasse o navegador. Cheguei ao gráfico abaixo.


Figura 12 – Autonomia da bateria considerando apenas Waze

Sabemos, o Waze é cruel com os smartphone. Na média 3 horas e 54 minutos nesta situação de máximo stress.  Houve variações entre 3 horas e 4 horas e 18 minutos. Isso me faz concluir que o Lenovo K5 tem um ótimo gerenciamento de energia e autonomia, mas está entre os mais sensíveis ao Waze dentre os que já testei. O Zenfone 5 atingiu apenas 2h30min no Waze (o pior), já o Quantum GO obteve 5h45m nesta situação.

Para demonstrar esta sensibilidade, observe o gráfico abaixo.


Figura 13 – decaimento da carga da bateria
  

É bastante nítido que em determinados horários a inclinação do gráfico é bastante acentuada, quase vertical. São exatamente os momentos de demanda mais intensa (no caso o Waze). Nos outros momentos o uso se divide entre múltiplos aplicativos que utilizo e até momentos de ociosidade (pontos em que o gráfico é quase horizontal). Mas isso tudo reflete o uso absolutamente natural de qualquer pessoa com o smartphone.


Figura 01 – Autonomia da bateria nas diferentes situações


Conclusão

O grande mérito do Lenovo Vibe K5 é seu custo benefício. Tem uma configuração muito interessante com 2 GB de memória, 16 GB de armazenamento, processador de 8 núcleos, bom desempenho, dual chip 4G, tela Full HD (1080p) de ótima definição. O preço sugerido pelo fabricante é de R$ 990 (na loja online da Lenovo para pagamento em 8 vezes), mas pode ser encontrado no mercado entre R$ 809 até R$ 1.099 (fonte Buscapé).

Sua câmera é competente, qualidade acima do esperado em várias situações para esta faixa de preço de smartphones. Mas como muitos aparelhos, não se destaca em situações de baixa luminosidade (como a maioria dos smartphones). O som Dolby ATMOS é diferencial, bem como o recurso V-Selfie para tirar fotos. Sua bateria tem autonomia bastante boa (no dia a dia consegui até 18 horas), mas percebi ser muito sensível ao aplicativo Waze, mais até que outros smartphones que testei. Isso não será problema se seu proprietário não se perder dirigindo pela cidade e precisar da ajuda do Waze com grande frequência.

Configuração recheada de recursos, alguns até bem avançados e faixa de preço bem acessível me permitem concluir que o Lenovo Vibe K5 é uma ótima opção para quem busca um smartphone com qualidade sem gastar muito.

11 comentários:

  1. Parabéns pelo seu review, muito bom mesmo. Agradeço a informação, também tenho essa opinião em relação a desempenho, benchmark ajuda sem dúvida, mas a experiência de uso diário não se pode substituir, parabéns mesmo Flávio.

    ResponderExcluir
  2. achei o preço caro. Tudo bem que oferece isso, isto e aquilo, mas não consigo me imaginar pagando 1.000 reais num telefone. Smartphone? Não, pra mim pode ter telinha bonita, whatsapp, e todas aquelas coisinhas inúteis mas continua sendo apenas um telefone.

    ResponderExcluir
  3. https://plus.google.com/114423770106854250167/posts/Ba1TdXCD1s3
    https://www.youtube.com/results?sp=SIwB6gMA&q=vibe+k5
    VIBE K5 - AO LEVAR NA AUTORIZADA, FOI DITO QUE NÃO TEM GARANTIA!!!!
    Depois de 12 dias de uso, o Smartphone Lenovo VIBE K5 começou a ficar com a tela preta do lado direito e ao levar na garantia o laudo deu como oxidação e foi dito que a garantia não cobre!!!!! Engraçado é que o problema é na tela. Pior, foi dito que tenho que pagar 500 reais pra consertar. Pior ainda: quando fui ver o resultado do laudo o celular nem liga mais.... Pior mais ainda, disseram que vão ter que fazer outro laudo pois o aparelho não liga!!!!!!! O que tinha de gente com problemas nesse aparelho nessa autorizada dava pra encher um shopping!!!! Não recomendo essa marca!!! Só tem nome, mas respeito pelo consumidor é 0!!!!!! Eu vou é fazer a caveira dessa marca Lenovo, vou espalhar em tudo que rede social, forum, blogs, site americanas, site extra, vou fazer o inferno, quero ver vender essa merda!!!!! E vou começar agora!!!!!
    DETALHE: LIGUEI PRA A LENOVO E DISSERAM QUE NÃO TEM O QUE SER FEITO
    Protocolo: 160804010907

    ResponderExcluir
  4. mano tu tá em todos os posts to achando que tu ta queimando a marca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é! É um problema isolado. Não significa que vai acontecer com todos.

      Excluir
    2. Em todos os posts de todos os reviews que eu encontrei... pode ser até que tire 1-2 vendas, mas se quiser uma dica, vai pro procon ou algo do tipo, não perca todo teu tempo postando esse mesmo comentário contra a empresa.

      Excluir
  5. Flávio, poderia postar aqui pro pessoal o que vc está achando do aparelho após esse meses de uso? Valeu a pena? Vc fez o teste da memória flash?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitas pessoas estavam reclamando da memória flash dele, com demora pra instalar apps, carregar jogos, inclusive, fazendo o açores dele diminuir no Antutu. Eu fiquei receoso em comprar mas arrisquei, sendo que pela caixa, o meu foi fabricado no mês 6, e não tive problema algum com a memória flash, e o teste do Antutu, deu um acordo maior que os testes na época do lançamento, acredito que os últimos lotes venham com memória flash revisada, no mais, o celular está perfeito em tudo para meu uso. Espero ter ajudado

      Excluir
  6. Possuo o aparelho a dois dias e eu uso ele de forma extrema gosto muito de jogar, ou seja, Pokemón Go está entre uns da minha lista, e hoje saí do serviço as cinco e quinze com bateria cem por cento, sendo que havia acabo de tirar do carregador, quando cheguei em casa às seis e dez o aparelho estava com 70 por cento de bateria, confesso que nunca vi um desempenho de bateria tão ruim, e gostaria de saber se isso é normal. Pois me bateu um certo arrependimento de compra esse aparelho somente por causa da falta de estabilidade da bateria... Em questão dos resto ele é maravilhoso... Neste momento minha bateria acabo de bater 10 por cento sendo que quando cheguei em casa não joguei mais... Isso é normal???

    ResponderExcluir
  7. A maioria dos aplicativos simplesmente não abre se transferido para o cartão de memória. Alguma dica?

    ResponderExcluir